Barulho d'Água Música

Veículo de divulgação de cantores, duplas, grupos, compositores, projetos, produtores culturais e apresentadores de música independente e de qualidade dos gêneros popular e de raiz. Colabore com nossas atividades: leia, compartilhe e anuncie!

Álbum de estreia do “Vozes Bugras” está disponível em várias lojas

Deixe um comentário

VB-017web

O grupo Vozes Bugras surgiu em 2002 e já possui dois discos gravados, “Folia”, e “Vozes Bugras” (Foto: Ulisses Matandos)

Amigos: o grupo Vozes Bugras, formado por sete belas aves cantadeiras, lançou recentemente o álbum “Folia”, com show no teatro do antigo Cine Olido. Este é o segundo trabalho das meninas que estão juntas desde 2002 e têm como norte de pesquisas dos repertórios a valorização de canções, contos, ritos, mitos e lendas que remetem à identidade mestiça brasileira. É uma delicada tarefa, por meio da qual  se busca renovar a cada apresentação o sentido de rituais ancestrais, celebrando a riqueza e a diversidade de nossas raízes culturais, e promover a reflexão sobre o sagrado e o feminino no nosso legado cultural.

capa do cd

Cada do primeiro CD

“Folia” antecede o abre-alas “Vozes Bugras”, que ao ser gravado contou com participação especial de alguns instrumentistas, a percussão do Barbatuques, a craviola de Stenio Mendes e a voz de Marcelo Pretto. Sobre ele, um aviso: elas não dispõem mais de cópias para venda direta, mas o disco pode ser encontrado em várias lojas espalhadas pelo Brasil. Aqui em Sampa um endereço certo é o da Livraria da Vila da Fradique Coutinho, na Vila Madalena, e o da Cultura do Shopping Villa Lobos. Clique agora Vozes Bugras”, abra o linque com os endereços de todos os locais onde o álbum poderá ser localizado e entre as cantigas e canções ouça, por exemplo, a bela lenda da curumim tupi-guarani Mani, cujo pai despreza e acaba tornando-se alimento para a tribo, um dos mais belos mitos de nossa cultura.

Anúncios

Autor: barulhomarcel

Jornalista nascido em Bela Vista do Paraíso (PR). Corintiano por herança do pai, Geraldo Caetano de Lima. Do velho também puxou a paixão por modas de viola, música de raiz e caipira, que era chamada de "sertaneja" antes da mídia comercial se apropriar, indevidamente, do nome. Quando criança ouvia aos pés da cama dele, vindas de um rádio à pilha que chiava muito, clássicos destes gêneros que marcaram para sempre a sua vida. Eu e Andreia Beillo não temos nada em comum. Para começo de conversa, ela torce pelo Palmeiras. Mas resolvemos juntos botar o pé na estrada e acreditar nas bençãos de São Gonçalo do Amarante e tentar encontrar na atividade de blogueiros dedicados à música de qualidade algo que nos una e ajude muita gente boa espalhada por todo este país, e lá fora, também, a ter seus méritos reconhecidos, resgatando e preservando valores de nossa cultura popular.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s