Neymar Dias e Toninho Ferragutti tabelam viola e sanfona com maestria e regravam clássicos caipiras

O encontro do acordeom de Toninho Ferragutti e a viola caipira de Neymar Dias resultou em “Festa na Roça”, alusão ao óleo sobre tela de José Antônio da Silva, pintado em 1957 (Fotos de Laura del Rey)

A releitura de clássicos da música caipira e regional exige cuidados e atenção às composições originais, mas via de regra se a tarefa couber a músicos que têm compromissos com a arte e com preservação das memórias e sentimentos coletivos em detrimento do mercado, raramente deixam de resultar em boas gravações, em álbuns que reafirmam a beleza e a diversidade sonora e de ritmos destas duas vertentes.

Expoentes da viola caipira e do acordeom, Neymar Dias e Toninho Ferragutti tabelaram com maestria neste sentido e produziram para o selo Borandá “Festa na Roça”. Lançado no primeiro semestre, o álbum ainda tem status de novidade e é difícil encontrá-lo nas lojas. Quem tiver a sorte sem precisar recorrer à compra on-line, experimentará no ato da audição como pode ser delicioso o ambiente das tradicionais quermesses e outras confraternizações que, nesta época, levam muita gente aos terreiros para compartilhar uma noite em torno da fogueira, assando milho ou batata doce com o calor das brasas, sorvendo goles reanimadores de quentão, testando o charme ao tentar fisgar uma prenda ou um peão a quem se enviou um correio elegante.NEymar Toninho 2a

Neymar Dias e Toninho Ferragutti tinham em mente utilizar percussão e violão, entre outros instrumentos,. Contudo, já no estúdio, após consumarem a gravação da abre-alas “Boiadeiro Errante” (Teddy Vieira) optaram por tocar a empreitada adiante apenas com as dez cordas e a sanfona. Ao final dela, o duo terminou por legar ao público e à cultura caipira uma singela homenagem. As treze músicas do repertório, todas executadas em versão instrumental com pequenos arranjos que acrescentam dinâmicas e sonoridades diferenciadas, embora conservando a força da simplicidade melódica, já embalaram sonhos, alimentaram saudades, modificaram planos pessoais, foram cantadas por muitos de nós e de nossos antigos ao pé do rádio ou em rodas entre amigos, fizeram parte de trilhas sonoras no cinema.

“Festa na Roça” traz, além de “Boaideiro Errante”, marcos de todos os tempos como “Rio de Lágrimas”, que entrou para o cânone do gênero como “Rio de Piracicaba”; “Menino da Porteira”, “Amargurado”, “De papo pro ar”, “Chico Mineiro” e “Tristeza do Jeca”. “Olímpico”, dos pomares de Ferragutti, a única que ainda não integrava esta plêiade, encontrou um lugar no arraial e agora também tende a se tornar imorredoura. Que meus netos tenham esta sorte!

“Muitos que regravam esses clássicos caipiras não respeitam sua verdadeira estrutura”, ponderou Ferragutti em uma entrevista para o blog “Divirta-se, uai!”. O acordeonista lembrou durante a conversa que tanto ele, como Neymar Dias, tiveram a delicadeza “de não mexer em melodias que estão no inconsciente do brasileiro”. Sem alterações harmônicas, “tocamos as músicas com propriedade, respeitando integralmente as características das canções. Acrescentamos algumas dinâmicas, mais no sentido da interpretação. Como mexer em Tristeza do Jeca?”.

Neymar Dias, por sua vez, contou que apesar da formação eclética de ambos, “o repertório sempre esteve em nosso consciente, pois crescemos ouvindo música sertaneja de raiz. Fazer um disco resgatando esses clássicos caipiras já rondava nossas cabeças fazia um tempo”. Em seguida, o violeiro deixou uma boa notícia para os admiradores da parceria: “Gostamos tanto do projeto e é tão bom fazer música com Toninho que já temos vontade de lançar um volume dois. Se fôssemos fazer um disco de todas as músicas caipiras que a gente gosta e respeita, daria um de 180 músicas. Então, vamos fazendo aos poucos.”

1390502648a
Toninho Ferragutti e Neymar Dias preservaram a harmonia original dos clássicos que regravaram para não macular músicas que fazem parte da memória afetiva do Brasil

 

 

 

Anúncios

2 respostas para “Neymar Dias e Toninho Ferragutti tabelam viola e sanfona com maestria e regravam clássicos caipiras”

  1. Republicou isso em Barulho d'Água Músicae comentado:

    Amigos e seguidores:
    Reboglamos esta matéria para comunicar que o belo álbum “Festa na Roça”, de Neymar Dias e Toninho Ferraguti, é um dos seis brasileiros indicados para receber o Grammy Latino deste ano, em Las Vegas, no mês de dezembro. O trabalho concorrerá na categoria “Melhor disco de música brasileira de raiz”, juntamente com Téo Azevedo, Alceu Valença, Falamansa, Quinteto Violado e Tavinho Moura.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s