Tavinho Moura volta a gravar e fãs ganham “Minhas Canções Inacabadas”

Amigos e seguidores:
Tavinho Moura é uma das principais referências da música brasileira e um dos expoentes do Clube da Esquina, conhecido tanto pelas suas qualidades como violeiro, quanto como compositor. Após um tempo sem entrar em estúdio, Tavinho Moura voltou à cena musical apresentando o álbum Minhas Canções Inacabadas”, que acaba de ser indicado ao Grammy Latino. Assim, o mineiro de Juiz de Fora estará em novembro, em Las Vegas, concorrendo a mais um valioso prêmio para sua bela carreira, na categoria “Melhor disco de música brasileira de raiz”. Além dele estarão no páreo Alceu Valença, Falamansa, Neymar Dias e Toninho Ferraguti (ver matéria abaixo), Quinteto Violado e Téo Azevedo (matéria dois textos abaixo).

Barulho d'Água Música

DSC03442 Na apresentação de novembro de 2013 Tavinho Moura relembrou ao violão clássicos da carreira ponteada por sucessos como “Paixão e Fé” e “Peixinhos do Mar” (Fotos Marcelino Lima)

Para deleite de muitos admiradores e daqueles que gostam de música de qualidade, o cantor e compositor Tavinho Moura encerrou um período de três anos sem gravar, voltou ao estúdio e lançou neste ano “Minhas Canções Inacabadas”. O mineiro de Juiz de Fora, cidade da Zona da Mata, atendeu ao pedido de Henrique Santana, dono da “Poleiro D’Angola Estúdio e Escola” e brindou o público com 13 faixas, entre as quais “Como Vai Minha Aldeia”, dele e de Márcio Borges, que integra também o “bolachão” homônimo de 1978, e “Confidências do Itabirano”, parceria com Carlos Drummond de Andrade baseada no célebre poema do conterrâneo “Itabira é apenas uma fotografia na parede./Mas como dói!” A amizade com Fernando Brant

Ver o post original 373 mais palavras

Anúncios

Neymar Dias e Toninho Ferragutti tabelam viola e sanfona com maestria e regravam clássicos caipiras

Amigos e seguidores:
Reboglamos esta matéria para comunicar que o belo álbum “Festa na Roça”, de Neymar Dias e Toninho Ferraguti, é um dos seis brasileiros indicados para receber o Grammy Latino deste ano, em Las Vegas, no mês de dezembro. O trabalho concorrerá na categoria “Melhor disco de música brasileira de raiz”, juntamente com Téo Azevedo, Alceu Valença, Falamansa, Quinteto Violado e Tavinho Moura.

Barulho d'Água Música

A releitura de clássicos da música caipira e regional exige cuidados e atenção às composições originais, mas via de regra se a tarefa couber a músicos que têm compromissos com a arte e com preservação das memórias e sentimentos coletivos em detrimento do mercado, raramente deixam de resultar em boas gravações, em álbuns que reafirmam a beleza e a diversidade sonora e de ritmos destas duas vertentes.

Expoentes da viola caipira e do acordeom, Neymar Diase Toninho Ferraguttitabelaram com maestria neste sentido e produziram para o selo Borandá “Festa na Roça”. Lançado no primeiro semestre, o álbum ainda tem status de novidade e é difícil encontrá-lo nas lojas. Quem tiver a sorte sem precisar recorrer à compra on-line, experimentará no ato da audição como pode ser delicioso o ambiente das tradicionais quermesses e outras confraternizações que, nesta época, levam muita gente aos terreiros para compartilhar uma noite…

Ver o post original 413 mais palavras

De A a Z: dicas do acervo do Barulho d’Água Música para guardar, compartilhar e curtir

Amigos e seguidores: O Barulho d’água Música publica abaixo a lista “De A a Z”,  dicas do seu acervo  para quem curte música brasileira de qualidade procurar conferir e conhecer. São álbuns de vários estilos que podem ser, inclusive, baixados em formato MP3 de vários blogs disponíveis na internet:

 De A a Z (lado A) 

Amor Certinho, Roberto Guimarães e convidados

Bicicleta, Boca Livre

Casa de todo mundo, Mario Seve

Dança das rosas, Consuelo de Paula

EmCantos Geraes, Márcio Lott e convidados

Fulejo, Dércio Marques

Continue Lendo “De A a Z: dicas do acervo do Barulho d’Água Música para guardar, compartilhar e curtir”

Téo Azevedo recebe mais outra indicação ao Grammy Latino; Alceu Valença e Tavinho Moura também podem ser premiados

Teo Aevedo
Téo Azevedo ganhou um dos Grammy Latino, em 2013, e neste ano já arrebatou um dos prêmios mais cobiçados do Brasil com o álbum interpretado por Caju & Castanha e que está no páreo internacional (Foto: Marcelino Lima)

O cantor e compositor Téo Azevedo é um dos brasileiros indicados neste ano para o “15º Grammy Latino”, como produtor do álbum de emboladas “Meu Deus que país é esse!”, interpretado pela dupla Caju & Castanha (“Melhor álbum de música de raízes brasileiras”). Mineiro de Bocaiúva, Téo Azevedo já concorrera em 2013 na mesma categoria com os discos “Salve Gonzagão – 100 Anos” e “Sob o Olhar Januariense – Velho Chico”. Com o primeiro terminou por arrebatar o título na final promovida em 21 de novembro,  em Mandala Bay (Las Vegas/Estados Unidos).

Continue Lendo “Téo Azevedo recebe mais outra indicação ao Grammy Latino; Alceu Valença e Tavinho Moura também podem ser premiados”

Dea Trancoso recebe Consuelo de Paula em apresentação na Casa do Núcleo (SP)

DSC03410
Dea Trancoso e Consuelo de Paula cantaram e emocionaram o público, que as prestigiou bem de pertinho, apresentando canções das discografias de ambas e declamando poemas (Fotos Marcelino Lima)

A Casa do Núcleo, espaço que promove e fomenta várias atividades relacionadas à cultura, abriu suas portas no último final de semana de setembro para o “Especial Déa Trancoso”, durante o qual a cantora e poetisa de Almanara (MG) recebeu amigos para apresentações musicais, promoveu oficinas e uma exposição de imagens do marido, o fotógrafo Marcelo Oliveira.

Continue Lendo “Dea Trancoso recebe Consuelo de Paula em apresentação na Casa do Núcleo (SP)”

Rodrigo Zanc apresenta-se em Jaboticabal e anuncia novidades para o final do ano que incluem apresentações do 4 Cantos

ZancJab1
Rodrigo Zanc, durante a apresentação em Jaboticabal: carisma e simpatia no trato com os admiradores, seja por meio de um impecável repertório, seja interagindo ao relatar as influências de uma carreira que tem a valorização da cultura popular como meta (Fotos: Marcelino Lima)

Rodrigo Zanc, cantor e compositor de São Carlos, esteve em Jaboticabal na noite de quinta-feira, 25, quando apresentou um repertório formado por músicas dos seus álbuns “Pendenga” (2006) e “Fruto da Lida” (2013), além de vários clássicos regionais e de raiz. Já unanimidade para o público da região onde se encontram as duas cidades, Rodrigo conseguiu atrair lotação máxima ao restaurante Mamma Mia e em torno de amigos de várias gerações, familiares e novos fãs, proporcionou uma agradável e memorável noite. Além de tocar e cantar com a emoção que o caracteriza, ele também interagiu animadamente com a plateia, da qual recebeu por várias vezes calorosos aplausos, mesclando a cantoria com informações sobre as influências que sua obra reflete e por meio da qual desenvolveu a identidade de um cantador liberto de rótulos e tendências, dono de voz marcante e de enorme carisma. Estes atributos somados à responsabilidade e ao profissionalismo com os quais baliza a carreira, levaram-no a se tornar nome de destaque na cena musical independente.

Continue Lendo “Rodrigo Zanc apresenta-se em Jaboticabal e anuncia novidades para o final do ano que incluem apresentações do 4 Cantos”

“Viola de Arame”, mais uma obra prima de Roberto Corrêa

Roberto Corrêa em Brasília

O Barulho d’água Música rebloga o texto abaixo para  convidar  amigos e seguidores que moram em Brasília (DF) a assistirem à apresentação do mestre violeiro Roberto Corrêa  em “Minha Viola é Caipira e Contemporânea“, programada para a quinta-feira, 25, a partir das 21 horas, no Teatro Oi de Brasília (DF). A casa de espetáculos fica na SHTN Trecho 1, Conjunto 1B, Bloco C Hotel Royal Tulip Brasília Alvorada, ao lado do Palácio da Alvorada. Para a compra antecipada de ingressos o telefone da bilheteria é (61) 3424 – 7121, com atendimento ao público no dia do show das 13 às 21h30.

violamoderna1

Barulho d'Água Música

1465289cd-roberto-corra-viola-de-arame-novo-9934-MLB20022661033_122013-O

A coleção do Barulho d’água tem uma nova aquisição, assinada pelo mestre brasiliense Roberto Corrêa, produzida por ele e Juliana Saenger. Com onze faixas instrumentais, o disco “Viola de Arame” apresenta os atributos de intérprete de Corrêa, resgatando o projeto do começo de sua carreira, quando preparava-se para ser um solista de viola, nos moldes dos violonistas clássicos. Neste trabalho de 2012, Corrêa executa apenas músicas de outros compositores: Ascendino Theodoro Nogueira, que na década de 1960 de forma pioneira, compôs sete prelúdios para a “viola brasileira” solo; o maestro Jorge Antunese os violonistas Marco Pereira, Eustaquio Grilo e Mauricio Carrilho. O CD traz textos dos compositores sobre as suas obras, o que ajuda a contextualizar o momento histórico, as motivações e inspirações dos autores.

A obra de Corrêa é uma das mais valiosas do universo da viola caipira. Dela tenho o já raro “

Ver o post original 87 mais palavras

Índio Cachoeira e Ricardo Vignini encerram projeto “Caldos com Sons Brasileiros” em Osasco

Nova Imagem 2www
Ricardo Vignini e Índio Cachoeira ouviram o pedido dos fãs franceses e agora vão mostrar ao público de Osasco as músicas de “Viola Caipira – Duas Gerações”, lançado em junho (Foto: Marcelino Lima)

O SESC Osasco vai encerrar na quinta-feira, 25, o projeto “Caldos com Sons Brasileiros”, recebendo a partir das 19 horas os aclamados violeiros Índio Cachoeira (Alfenas/MG) e Ricardo Vignini (São Paulo/SP), no Deck da Cafeteria. Junta, a dupla  já realizou dezenas de apresentações pelo país e no exterior, e, recentemente lançou  “Viola Caipira, Duas Gerações”, álbum que evidencia uma sintonia mais do que fina, perfeita.

Continue Lendo “Índio Cachoeira e Ricardo Vignini encerram projeto “Caldos com Sons Brasileiros” em Osasco”

Rodrigo Zanc leva a Jaboticabal músicas dos discos “Pendenga” e “Fruto da Lida”, mais clássicos da música brasileira moderna e de raiz

RZ Jabiticabal
Rodrigo Zanc transita em sua obra entre a música caipira, com composições próprias ou interpretando clássicos, à sonoridade dos autores mineiros como Ivan Lins, além de Almir Sater e Renato Teixeira (Foto: Marcelino Lima)

Jaboticabal, conhecida como “Cidade das Rosas”, é a próxima cidade na qual o cantor e compositor Rodrigo Zanc vai se apresentar, levando ao público um repertório de excelentes composições próprias  e de vários parceiros, gravadas nos discos “Pendenga” (2006) e “Fruto da Lida” (2013). A cantoria está marcada para começar às 20 horas, com as participações de Rodrigo Zanin (violão) e Ricieri Nascimento (contrabaixo), na sede da Associação Regional de Engenheiros e Arquitetos (AREA), situada na avenida Carlos Berchieri, 300. É necessário reservar mesas pelos telefones 16 3203-1605 ou 16 3202 1214.

Continue Lendo “Rodrigo Zanc leva a Jaboticabal músicas dos discos “Pendenga” e “Fruto da Lida”, mais clássicos da música brasileira moderna e de raiz”

Carro tem sim, sua utilidade, mas todo dia é dia de bicicleta…

Bikemm
Dia Mundial sem Carro em Brasília: proposta nascida na França já pegou em vários países, mas no Brasil a cultura ao automóvel ainda gera atitudes arrogantes e é um dos pilares da produção industrial (Foto: Edilson Rodrigues/ Agência Senado)

 

Hoje,  22 de setembro, mais uma Primavera está começando no Hemisfério Sul, no qual se encontra nosso estimado Brasil.

Coincidentemente, em São Paulo, e em outros estados, ocorreu o Dia mundial sem carros”, movimento que teve inicio na França em 1997 e rapidamente ganhou adesão em vários lugares do planeta. 

O Barulho d’água Música, claro, apoia iniciativas como estas. Em cidades paulistanas como a própria Capital, e em Osasco, entre outras, registramos que prefeitos deixaram os automóveis na garagem ou no pátio oficial e saíram para despachar de bicicletas.

Mas não acreditamos muito nestas atitudes, não, acreditamos que são muito mais encenações, em que pese, por exemplo, o paulistano Fernando Haddad, recentemente, ter implantado várias ciclofaixas em bairros da zona Oeste.

Continue Lendo “Carro tem sim, sua utilidade, mas todo dia é dia de bicicleta…”