Tavinho Moura volta a gravar e fãs ganham “Minhas Canções Inacabadas”

Amigos e seguidores:
Tavinho Moura é uma das principais referências da música brasileira e um dos expoentes do Clube da Esquina, conhecido tanto pelas suas qualidades como violeiro, quanto como compositor. Após um tempo sem entrar em estúdio, Tavinho Moura voltou à cena musical apresentando o álbum Minhas Canções Inacabadas”, que acaba de ser indicado ao Grammy Latino. Assim, o mineiro de Juiz de Fora estará em novembro, em Las Vegas, concorrendo a mais um valioso prêmio para sua bela carreira, na categoria “Melhor disco de música brasileira de raiz”. Além dele estarão no páreo Alceu Valença, Falamansa, Neymar Dias e Toninho Ferraguti (ver matéria abaixo), Quinteto Violado e Téo Azevedo (matéria dois textos abaixo).

Barulho d'Água Música

DSC03442 Na apresentação de novembro de 2013 Tavinho Moura relembrou ao violão clássicos da carreira ponteada por sucessos como “Paixão e Fé” e “Peixinhos do Mar” (Fotos Marcelino Lima)

Para deleite de muitos admiradores e daqueles que gostam de música de qualidade, o cantor e compositor Tavinho Moura encerrou um período de três anos sem gravar, voltou ao estúdio e lançou neste ano “Minhas Canções Inacabadas”. O mineiro de Juiz de Fora, cidade da Zona da Mata, atendeu ao pedido de Henrique Santana, dono da “Poleiro D’Angola Estúdio e Escola” e brindou o público com 13 faixas, entre as quais “Como Vai Minha Aldeia”, dele e de Márcio Borges, que integra também o “bolachão” homônimo de 1978, e “Confidências do Itabirano”, parceria com Carlos Drummond de Andrade baseada no célebre poema do conterrâneo “Itabira é apenas uma fotografia na parede./Mas como dói!” A amizade com Fernando Brant

Ver o post original 373 mais palavras

Anúncios

Neymar Dias e Toninho Ferragutti tabelam viola e sanfona com maestria e regravam clássicos caipiras

Amigos e seguidores:
Reboglamos esta matéria para comunicar que o belo álbum “Festa na Roça”, de Neymar Dias e Toninho Ferraguti, é um dos seis brasileiros indicados para receber o Grammy Latino deste ano, em Las Vegas, no mês de dezembro. O trabalho concorrerá na categoria “Melhor disco de música brasileira de raiz”, juntamente com Téo Azevedo, Alceu Valença, Falamansa, Quinteto Violado e Tavinho Moura.

Barulho d'Água Música

A releitura de clássicos da música caipira e regional exige cuidados e atenção às composições originais, mas via de regra se a tarefa couber a músicos que têm compromissos com a arte e com preservação das memórias e sentimentos coletivos em detrimento do mercado, raramente deixam de resultar em boas gravações, em álbuns que reafirmam a beleza e a diversidade sonora e de ritmos destas duas vertentes.

Expoentes da viola caipira e do acordeom, Neymar Diase Toninho Ferraguttitabelaram com maestria neste sentido e produziram para o selo Borandá “Festa na Roça”. Lançado no primeiro semestre, o álbum ainda tem status de novidade e é difícil encontrá-lo nas lojas. Quem tiver a sorte sem precisar recorrer à compra on-line, experimentará no ato da audição como pode ser delicioso o ambiente das tradicionais quermesses e outras confraternizações que, nesta época, levam muita gente aos terreiros para compartilhar uma noite…

Ver o post original 413 mais palavras