Interpretada por Floriano, música de Jorge Andrade que aclama a vida leva título do II Festival da Universidade do Pará

559807_580584221988104_897453556_n
Jorge Andrade, em pé, de camisa xadrez, compôs a letra vencedora do Festival do Pará, Trampolim. Há 17 anos, durante a primeira edição, ele ficara com o segundo lugar (Foto: Sérgio Malcher)

Trampolim,  do compositor Jorge Andrade (PA) interpretada por Floriano, é a vencedora do II Festival de Música Popular da Universidade do Estado do Pará (Uepa).  A final ocorreu na noite de quinta-feira, 27, no Centro Social de Ciências e Educação (CSCE), e, além da música campeã, o público aplaudiu as escolhas dos jurados para Samba Santo (Dudu Neves e Zé Maria Siqueira) e Noites de Sertão (Márcio Farias), respectivamente segunda e terceiras colocadas.

Continue Lendo “Interpretada por Floriano, música de Jorge Andrade que aclama a vida leva título do II Festival da Universidade do Pará”

Paulo Monarco deixa de raspar a ou bater na trave e fatura edição deste ano do Festival da Alta Mogiana

fam6
Paulo Monarco ocupa o pódio do FAM desde 2012, subindo um degrau por ano até faturar a edição de 2014, com Contenteza (Divulgação/FAM)

 Um veterano do Festival da Alta Mogiana (FAM) faturou o primeiro lugar da sexta edição, encerrada na noite de sábado, 29, nos Estúdios Kaiser de Cinema, em Ribeirão Preto. Paulo Monarco conseguiu o troféu de campeão com Contenteza, música que além do primeiro lugar, com gravação garantida pelos produtores do FAM, rendeu ao intérprete e autor R$ 10 mil do prêmio total de R$ 32,5 mil que os inscritos disputavam. A vencedora da categoria instrumental,  A trilha do duende,  é de Robson Luiz Ribeiro, da cidade anfitriã.

Continue Lendo “Paulo Monarco deixa de raspar a ou bater na trave e fatura edição deste ano do Festival da Alta Mogiana”

João Bosco apresenta em show gratuito sucessos tocados ao violão em quarenta anos de estrada

34668_
O cantor e compositor mineiro há mais de quatro décadas encanta os fãs com músicas que toca acompanhado por seu violão, entre as quais O Bêbado e a Equilibrista, gravada também por Elis Regina (Foto: Divulgação)
João Bosco estará em São Paulo neste sábado, dia 29, para uma apresentação única no SESC Campo Limpo, a partir das 20h30. O público não pagará entrada para curtir o show 40 anos depois, durante o qual o mineiro de Ponte Nova cantará sucessos do seu consagrado repertório marcado por um toque refinado de violão que jazzístico e percussivo, composto por músicas próprias, de Milton Nascimento, Paulinho da Viola, Tom Jobim e Vinícius de Moraes, além de parcerias com Aldir Blanc, entre outros compositores. A lista inclui O Bêbado e a Equilibrista, gravada por Elis Regina, Papel Maché; Corsário; Jade; e Quando o amor acontece, todas aclamadas pelo gosto popular.
O SESC do Campo Limpo fica na rua Nossa Senhora do Bom Conselho, 120, a menos de 1.000 metros da estação Campo Limpo do Metrô.

Mineiro, Fabrício Conde extrapola adjetivos como violeiro, escritor e contador de causos repleto de predicados

fabricio e músicos
Márcio Hallack, Fabrício Conde e Zé Nogueira foram atrações de mais uma edição do Instrumental SESC Brasil (Fotos de Marcelino Lima)

Genial. Notável. Impecável. Sim, só que não, ou… não apenas. Seja qual for o adjetivo que se empregue para definir Fabrício Conde ainda será um vocábulo reducionista e que não exprimirá, em toda sua completude, o talento deste mineiro de Juiz de Fora (MG), terra situada lá na Zona da Mata que conheço tão bem e para a qual sempre me arrastam várias das minhas memórias afetivas. E ao buscarmos esta definição a qual Fabrício Conde estaríamos nos referindo? Seria possível haver um Fabrício Conde, violeiro, e outro, poeta, escritor e contador de causos, ou vários, coexistindo? 

Continue Lendo “Mineiro, Fabrício Conde extrapola adjetivos como violeiro, escritor e contador de causos repleto de predicados”

Trovadores do Miocárdio apresentam em casa de encontros paulistana mais uma rodada de spoken word sobre amores e paixões neuróticos

Trovadores
Xico, Carolina e Fawcett formam um dos trios do Trovadores do Miocárdio (Crédito: Divulgação)

 Crônicas poéticas inspiradas em músicas com letras que abordam relacionamentos doentios, paixões platônicas, atrações fatais, colapsos e frustrações do coração, entre outras formas de amores fora do quadradinho são a base das apresentações de spoken word (declamações, em Português) do Trovadores do Miocárdio, grupo que reúne o cantor Fausto Fawcett e o jornalista Xico Sá e que nesta quarta-feira, 26,  fará mais uma rodada em São Paulo (SP), desta vez na casa de encontros A Balsa.  

Continue Lendo “Trovadores do Miocárdio apresentam em casa de encontros paulistana mais uma rodada de spoken word sobre amores e paixões neuróticos”

Galeria Olido (SP) recebe encontro da nata de violeiros de vários estados, com entrada franca

Encontro 1w
Fotos: Marcelino Lima

 O virtuosismo e a criatividade de boa parte dos violeiros mais expressivos do Brasil poderão ser conferidos pelo público entre 27 e 29 de novembro no palco da Galeria Olido, o antigo cinema homônimo que fica na avenida São João, 473 (11 3331-8399 ou 11 3397-0171) , Centro de São Paulo, defronte à Capela do Largo do Paysandu e vizinho à Galeria do Rock. A programação que permitirá conhecer diversas afinações e formas de tocar o instrumento será aberta na quinta-feira, dia 27, a partir das 19h30, por Katya Teixeira, que na mesma noite será seguida por Levi Ramiro. Pereira da Viola encerrará a primeira noite.

Matutow
Matuto Moderno (Foto: Ulisses Matandos)

 Mais quatro atrações vão se revezar para entreter a plateia na segunda noite, quando estarão em destaque entre outros o grupo Matuto Moderno, que recentemente completou 15 anos de estrada. Índio Cachoeira, considerado um dos mestres da viola caipira, estará entre elas, além de Os Favoritos da Catira e do Trio Tamoyo.

Continue Lendo “Galeria Olido (SP) recebe encontro da nata de violeiros de vários estados, com entrada franca”

SESC Consolação recebe Fabrício Conde no Teatro Anchieta para nova rodada do Instrumental SESC Brasil

O violeiro Fabrício Conde   fechará a programação de novembro do programa Instrumental Sesc Brasil nesta segunda-feira, 24, no Teatro Anchieta, do SESC Consolação, com entrada gratuita. Fabrício Conde é natural de Juiz de Fora (MG), cidade situada na Zona da Mata e recentemente conquistou o primeiro lugar do XIV Prêmio BDMG Instrumental de 2014. Na apresentação em São Paulo, o público ouvirá um repertório de composições autorais de um trabalho que conta com pesquisas sobre a música rural do Chile, Equador, Brasil e Argentina, afrocolombiana e afroperuana, tocadas com viola de cabaça e de cuatro venezuelano.  O SESC Consolação fica na avenida Doutor Vila Nova, 255, na Vila Buarque, em São Paulo.

FabricioCondew
Fabrício Conde é mais um dos virtuosos violeiros de MG, com músicas destacadas pela famosa BBC, de Londres, autor de  premiado repertório que inclui ritmos afros e andinos (Foto: Élcio Paraíso)

Continue Lendo “SESC Consolação recebe Fabrício Conde no Teatro Anchieta para nova rodada do Instrumental SESC Brasil”

Kuarup lança livro com dados biográficos do compositor e álbum de Taiguara só com músicas inéditas

Dupla Piano
Taiguara era uruguaio de nascença, mas foi no Brasil que ele se destacou e fez valer seu espírito combativo: acreditava que não existiria um lugar que desse para ele trégua ou lhe sorrisse, mas enfrentou o regime de exceção pois, entre outros sonhos, não queria ver a juventude perdida e bradava que as crianças cantassem livres sobre os muros, ajudando a tornar os homens libertos de um “deserto” sem paz e sem amor (Fotos do arquivo familiar)

Quem se fecha, não se acha, encontra só a solidão (…)/ em qualquer lugar do mundo a gente vê: a pior morte que existe é se viver inutilmente

A gravadora carioca Kuarup disponibilizou no final de outubro duas relíquias para os fãs do cantor e compositor Taiguara, que passou a maior parte da curta, mas intensa vida no Brasil. O pai,  bandoneonista e maestro Ubirajara Silva estava em Montevidéu, Uruguai, quando em 9 de outubro de 1945 nasceu Taiguara Chalar da Silva, que herdou do país natal o espirito crítico e contestador que o encorajou a tornar-se um dos mais combativos opositores da ditadura militar que dominou o Brasil entre 1964 e 1985. Por conta desta postura rebelde, Taiguara também viria a se tornar o artista mais censurado da MPB pelo regime cujos mandatários preferiam o cheiro de cavalo ao cheiro do povo, e pisando duro com seus coturnos, mandavam prender e serem arrebentados quem se opusesse ao que o generalato decidisse.

Continue Lendo “Kuarup lança livro com dados biográficos do compositor e álbum de Taiguara só com músicas inéditas”

Falamansa arrebata em Las Vegas o 15º Grammy Latino com álbum Amigo Velho

Dezinho, Tato, Alemão e Valdir do Acordeon estão juntos desde o encerramento de um festival realizado em SP, em 1998, e já gravaram dez álbuns; o primeiro ganhou em 2000 Disco de Diamante

O álbum Amigo Velho, do Falamansa, arrebatou o prêmio de melhor álbum de música de raízes brasileiras do 15º. Grammy Latino entregue hoje, 20 de novembro, no MGM Grand Garden Arena, em Las Vegas. O grupo, que faz sucesso em todo o país desde  1998, quando surgiu no Ceará, é integrado por Tato (voz e violão), Alemão (zabumba), Dezinho (triângulo e percussão) e Valdir do Acordeon e além do álbum agora consagrado, já gravou outros nove. O primeiro, Deixa Entrar (2000), vendeu mais de 1 milhão de cópias, o que rendeu ao quarteto a certificação de Disco de Ouro. 

Continue Lendo “Falamansa arrebata em Las Vegas o 15º Grammy Latino com álbum Amigo Velho”

Acordais e Trio José vão deixar mais poética a manhã de domingo, 23, com apresentações no Sr.Brasil

O grupo paulistano Acordais, formado pelo casal Joyce Carvalhaes e Alex Rocha, vai ser uma das atrações do Sr.Brasil que a TV Cultura levará ao ar neste domingo, 23, a partir das 10 horas. Em outro bloco da mesma edição, Rolando Boldrin receberá o Trio José, três amigos de São José dos Campos que recentemente lançaram Puisia. Os convidados são novidades das melhores no cenário musical brasileiro e encantaram a plateia. O público assistirá, também, a declamação de Boldrin para o poema Carreiro (Zé do Norte), em um dos mais belos momentos do programa que ele comanda há 34 anos, dos quais nove na emissora pública da Fundação Padre Anchieta de São Paulo.

Acordaisw
O casal Alex e Joyce forma o Acordais, uma das novidades do cenário musical paulista, que canta composições próprias sobre a simplicidade da vida no campo (Fotos de Marcelino Lima)

Continue Lendo “Acordais e Trio José vão deixar mais poética a manhã de domingo, 23, com apresentações no Sr.Brasil”