Barulho d'Água Música

Veículo de divulgação de cantores, duplas, grupos, compositores, projetos, produtores culturais e apresentadores de música independente e de qualidade dos gêneros popular e de raiz. Colabore com nossas atividades: leia, compartilhe e anuncie!

USP FM dedica especial ao cantor, compositor e cineasta carioca Oswaldo Montenegro

Deixe um comentário

OM1

Oswaldo Montenegro grava discos desde 1975 e também compõem musicais consagrados pela crítica e filmes para o cinema (Fotos do acervo pessoal)

Os admiradores de Oswaldo Montenegro terão um bom motivo para não saírem de casa na noite de sábado, 15, data reservada pela rádio USP FM, de São Paulo, para apresentação a partir das 20 horas de programa especial dedicado a relembrar a trajetória de sucessos do cantor, compositor, e cineasta carioca. A emissora, sintonizada em 93,7 no dial paulistano, poder[a ser captada também por vários canais disponíveis na internet mediante download de um plugin  instalado na hora, como o http://www.radios.redecol.com.br/2012/02/ouvir-radio-usp-fm-937-de-sao-paulo-ao.html.

Oswaldo Montenegro tem ampla discografia, iniciada com o compacto simples Sem Mandamentos, de 1975, e que inclui ainda trilhas sonoras de vários musicais dos quais é o autor, além de gravações em vídeo, como o recente 3×4, cuja turnê nacional começou em Natal, acompanhada pela parceira inseparável Madalena Salles (flauta), Sérgio Chiavazzoli (bandolim) e Alexandre Meu Rei (violão blues). Em 1980 venceu o Festival da Rede Globo de Televisão com Agonia, escrita pelo amigo de infância Mongol, que viria a se tornar uma de suas mais conhecidas e executadas músicas, tal como Bandolins, terceira colocada do último festival da extinta TV Tupi, ocorrido em 1979. Em 1985, de volta à Globo, inscreve O Condor para o Festival dos Festivais, a qual defende apoiado por um coral de 25 negros. Chega às finais, mas não arrebata nenhum dos três prêmios.

De temperamento irrequieto, Montenegro viveu também em Brasília (DF) e é conhecido por gravar quase que compulsivamente, gerando em sua inesgotável fonte canções que mereceram a atenção de diversos expoentes do primeiro escalão da música popular brasileira. Ney Matogrosso, Sandra de Sá, Paulinho Moska, Zé Ramalho, Alceu Valença, Zizi Possi, Zélia Duncan, Jorge Vercilo, Altemar Dutra, Gonzaguinha, Sivuca, Tânia Maya, Geraldo Azevedo e até os atores Carlos Vereza e  Glória Pires já interpretaram ao menos uma composição ou poema dele. Suas letras costumam trazer à tona dramas existenciais e crises amorosas de forte conteúdo poético, como A Lista, mas também encantam quando dedicadas ao público infantil, como em O Vale Encantado, obra que saiu tanto em álbum, como em livro, o primeiro que escreveu, em 1994, indicado pelo MEC por meio da Universidade de Brasília para ser adotado nas escolas de 1º grau. Em 1997, adaptou o livro para vídeo.

OM2

Madalena Salles, Sérgio Chiavazzoli, Alexandre Meu Rei e Oswaldo Montenegro estão juntos na turnê 3×4 

Para o cinema, entre outras criações, Oswaldo Montenegro dirigiu o longa-metragem Léo e Bia, cuja estreia ocorreu em 2010, no Festival de Recife (PE). O mais recente trabalho como cineasta, Solidões, será exibido no próximo dia 27, a partir das 19h20, pelo Canal Brasil. Já os musicais sempre agradam à crítica. Os mais conhecidos são A Dança dos Signos (1983 e 1999), Léo e Bia (1984, 1999 e 2006), Os Menestréis (1986), Aldeia dos Ventos (1986 e 2006); Noturno (1991); Mayã (1992) e Filhos do Brasil (2009).

Anúncios

Autor: barulhomarcel

Jornalista nascido em Bela Vista do Paraíso (PR). Corintiano por herança do pai, Geraldo Caetano de Lima. Do velho também puxou a paixão por modas de viola, música de raiz e caipira, que era chamada de "sertaneja" antes da mídia comercial se apropriar, indevidamente, do nome. Quando criança ouvia aos pés da cama dele, vindas de um rádio à pilha que chiava muito, clássicos destes gêneros que marcaram para sempre a sua vida. Eu e Andreia Beillo não temos nada em comum. Para começo de conversa, ela torce pelo Palmeiras. Mas resolvemos juntos botar o pé na estrada e acreditar nas bençãos de São Gonçalo do Amarante e tentar encontrar na atividade de blogueiros dedicados à música de qualidade algo que nos una e ajude muita gente boa espalhada por todo este país, e lá fora, também, a ter seus méritos reconhecidos, resgatando e preservando valores de nossa cultura popular.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s