Barulho d'Água Música

Veículo de divulgação de cantores, duplas, grupos, compositores, projetos, produtores culturais e apresentadores de música independente e de qualidade dos gêneros popular e de raiz. Colabore com nossas atividades: leia, compartilhe e anuncie!

“Arreuni” de julho: energia, luz e diversão ao som de violas, chocalhos e tambores

Deixe um comentário

Amigos e seguidores:

Republicamos em homenagem as cantoras e amigas Katya Teixeira e Carol Ladeira, que hoje fazem aniversário e se apresentaram juntas naquele mês, a matéria sobre o especialíssimo Arreuní de junho deste ano, que teve ainda as participações de Luiz Salgado e Lilian Fulô, todos acolhidos pelo anfitrião João Arruda. Parabéns a ambas e um abraço a todos!

Barulho d'Água Música

Nova Imagem10 O ensaio do “Arreuni” já foi uma mostra da qualidade do espetáculo que o público veria nesta edição que teve congada, batuques de terreiro, reizado e modinhas populares (Fotos Marcelino Lima)

Nova Imagem7 Lilian Fulô

O Centro Cultural Casarão do Barão, em determinado momento, já se aproximando o final da edição do projeto “Arreuni” promovida no domingo, 6 de julho, ficou quase às escuras. Ouviu-se dois ou três estrondos, mas as cinco estrelas que estavam no palco seguiram pulsando cantoria e  batucada, agora em pé, colocando o salão quase em transe, a plateia marcando o ritmo de um sagrado terreiro nas palmas da mão. A energia elétrica não chegou a faltar, mas se o apagão momentâneo atingisse toda a gigante Campinas, daquele canto do bairro Barão Geraldo a luz que emanava seria mais do que suficiente para ninguém, em imóvel algum,  ter de ficar à mercê de velas, lanternas ou lamparinas para prosseguir com suas atividades.

SONY DSC João Arruda e Carol Ladeira

Já  durante os ensaios…

Ver o post original 378 mais palavras

Anúncios

Autor: barulhomarcel

Jornalista nascido em Bela Vista do Paraíso (PR). Corintiano por herança do pai, Geraldo Caetano de Lima. Do velho também puxou a paixão por modas de viola, música de raiz e caipira, que era chamada de "sertaneja" antes da mídia comercial se apropriar, indevidamente, do nome. Quando criança ouvia aos pés da cama dele, vindas de um rádio à pilha que chiava muito, clássicos destes gêneros que marcaram para sempre a sua vida. Eu e Andreia Beillo não temos nada em comum. Para começo de conversa, ela torce pelo Palmeiras. Mas resolvemos juntos botar o pé na estrada e acreditar nas bençãos de São Gonçalo do Amarante e tentar encontrar na atividade de blogueiros dedicados à música de qualidade algo que nos una e ajude muita gente boa espalhada por todo este país, e lá fora, também, a ter seus méritos reconhecidos, resgatando e preservando valores de nossa cultura popular.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s