Interpretada por Floriano, música de Jorge Andrade que aclama a vida leva título do II Festival da Universidade do Pará

559807_580584221988104_897453556_n
Jorge Andrade, em pé, de camisa xadrez, compôs a letra vencedora do Festival do Pará, Trampolim. Há 17 anos, durante a primeira edição, ele ficara com o segundo lugar (Foto: Sérgio Malcher)

Trampolim,  do compositor Jorge Andrade (PA) interpretada por Floriano, é a vencedora do II Festival de Música Popular da Universidade do Estado do Pará (Uepa).  A final ocorreu na noite de quinta-feira, 27, no Centro Social de Ciências e Educação (CSCE), e, além da música campeã, o público aplaudiu as escolhas dos jurados para Samba Santo (Dudu Neves e Zé Maria Siqueira) e Noites de Sertão (Márcio Farias), respectivamente segunda e terceiras colocadas.

Ao todo, os organizadores desta segunda edição do Festival de Música Popular do Pará receberam 150 inscrições. Deste total, 24 chegaram à semifinal, em 26 de novembro, grupo da qual saíram por fim as doze que restaram no páreo, para apreciação de 9 jurados. A banca reuniu  professores da Uepa e convidados. Notas entre 5 e 10 foram atribuídas à Melodia, à Harmonia e à Letra.

“Tirar os três primeiros lugares não foi fácil”, observou a professora da Uepa Eliana Cutrim, incumbida de presidir os júri. “Acredito que esse festival retomou o que fizemos em 1997 e deverá tornar-se tradição: a Uepa tem curso de Música, precisa estimular talentos e valorizar os compositores da nossa terra”.

O seleto grupo também premiou o Melhor Arranjo e o Melhor Interprete do Festival, destacando Olha pra mimde Moisés Santa Rosa, e Andrea Pinheiro, que defendeu a vice-campeã Samba Santo.

Além de curtir as doze melhores do festival, a plateia que esteve no CSCE pode acompanhar shows dos paraenses Alfredo Reis, Dayse Adário e Ziza Padilha, Marcelo Sirotheau e Patrícia Rabelo e Alcyr Guimarães. Em 2015, a Pró-Reitoria de Extensão (Proex), por meio do Núcleo de Arte e Cultura (NAC), idealizadora do Festival, pretende inserir outras áreas relacionadas à arte e à cultura, entre elas poesia e dança na disputa.

Sobre Jorge Andrade 

scan0020

Jorge Andrade é formado em Letras e professor de Literatura e Gramática. Ao lado de Floriano ele já gravou Entre outras coisas, um de seus álbuns. De acordo com suas palavras, a letra da música indicada para o primeiro é uma aclamação à vida. “A nossa vida é um pulo, é um salto, é um risco. A música tem umas imagens geniais sobre afã e desejo e a nossa vida ensina sobre essas coisas, de luta e de sacrifício”.

Há  17 anos, quando houve o I Festival de Música da Universidade, Andrade ficou em segundo lugar. “Apesar de ter participado de outros festivais, é sempre uma alegria muito grande e uma emoção única. A Uepa está de parabéns porque tem um curso de música e é importante resgatar esse festival”.

Em uma palavra que os descreve com exatidão, tanto Entre outras coisas, quanto História contada em círculos, gravado com poemas e que também tem a participação de Floriano, são impecáveis; para fazer um trocadilho com um dos versos da faixa-título de Entre outras coisas, não devem ficar guardados em gavetas ou parados em boxes e estantes de lojas, esperando por um comprador ou para um dia, quem sabe? ser lembrado e posto para rodar. E tampouco para serem degustados com pressa. As faixas do primeiro caem como bálsamo quando  interpretadas por Leila Chavantes, Andréa Pinheiro, Karina Ninni, Mel Ribeiro, Bárbara Lameira, Patrícia Bastos, Juliana Sinimbú e Lívia Rodrigues, time de vozes feminina de primeiríssimo timbre. As composições ora acompanhadas por um envolvente saxofone ou embalador piano, em outro instante navegando no ar como uma valsa, soam como água que passa entre pedras em um riacho conduzindo trovas, sentimentos, desejos.

jorge-e-florianow

Bem arranjados, bem produzidos, os discos vêm a calhar a qualquer hora do dia, durante um congestionamento, mas melhor ainda quando se pode estar a andar descalço por toda a casa, por horas de bobeira lendo cartas na varanda, ou molhando plantas no quintal; fazendo caminhada  à beira-mar ou mantendo a saúde vagando entre alamedas, sem a pressão de nenhum tipo de urgência, com o quarto ainda desarrumado — ou caso queiram: ainda intacto, curtindo o vento ciciando as dobras dos lençóis e eriçando os pelos; deve-se tê-los sempre a mão.

O acervo do Barulho d’água Música tem ambos e os recomenda como trilha sonora ou áudio-livro para um final de dia daqueles de correria, de broncas, de reuniões improdutivas e de sufocos durante os quais só é possível relaxar depois no colo de alguém, entre um restaurador gole, outro beijo, ou um bolero agarradinho. Ouça-os com ouvidos de quem quer ouvir apenas para ajudar a ser minimamente leve um dia que, chovendo ou prometendo sol, esteja ainda engatinhando, sejam as horas vindouras para se perder em desvarios ou fugir de si próprio, para retomar a espera da véspera por um amor que prometeu vir, todavia custa a chegar, colhendo haicais nas nuvens que o vento molda, trajado de vestido lilás, entre outras coisas…

Para fazer contatos com Jorge Andrade há o endereço eletrônico andradamente@hotmail.com

Floriano recebe mensagens por meio de floriano_ss@yahoo.com.br

Trampolim

Música: Floriano
Letra: Jorge Andrade

Eu já vou viver
sonhar, saltar
à luz do sol me equilibrar

eis a máscara que estou
meu afã
por trás das quedas amargas
de um trampolim

vocês assim como eu
na pressa insistem saber
viver a vida por ser tão passageira

e a vida é deixar-se viver
é um ludo é um risco na chã
é saborear até o avesso

e a vida é deixar-se viver
que a vida sabe agradecer
e às vezes também
da gente ser feliz

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s