Barulho d'Água Música

Veículo de divulgação de cantores, duplas, grupos, compositores, projetos, produtores culturais e apresentadores de música independente e de qualidade dos gêneros popular e de raiz. Colabore com nossas atividades: leia, compartilhe e anuncie!

Barbara Rodrix e ex-parceiro do pai em “Casa no Campo” se encontram no Sarau do Tavito

Deixe um comentário

musical

Barbara Rodrix é atração do Vermont Itaim, ao lado de Tavito, no Sarau que o ex-parceiro e amigo do pai protagonizará (Reprodução TV Gazeta)

 

Barbara Rodrix e Tavito vão se encontrar nesta quinta-feira, 8, no Vermont Itaim, bar e restaurante localizado na rua Pedroso de Alvarenga, 1192, no Itaim Bibi, bairro da zona Oeste paulistana. Na ocasião ocorrerá mais uma edição do Sarau do Tavito, com início previsto para às 21h30. Os telefones para contatos e reservas são 11 3307-1320 e 11 3707-7721.

0

Barbara Rodrix já poderia se afirmar pelo sobrenome. Em seu DNA há o mesmo gosto para a música, cantando ela deixa indiscutivelmente clara e definitivamente posta sua vocação para seguir os passos do pai, mas demonstra que não dependerá deste trunfo para se estabelecer e pavimentar a própria estrada.  Quando ela canta com sua voz de timbre pouco comum, logo nas primeiras palavras já fica evidente que no palco não está se apresentando “apenas” a filha do compositor Zé Rodrix, benção que Barbara  até poderia se dar ao luxo de não revelar. Quem empunha o microfone ou toca o violão, logo o público conclui, é mais uma grata revelação da música popular brasileira que, independentemente da herança familiar e genética, abrirá as próprias portas e gosta de cantar com um toque de blues, como ela mesma define.

Tavito

Já Tavito é o nome artístico do cantor Luís Otávio de Melo Carvalho, um dos ícones da mesma e brilhante geração do Zé. O mineiro de Beagá Tavito, igualmente músico consagrado, compositor, arranjador, produtor de discos e publicitário cuja carreira começou acompanhando Vinícius de Moraes, muita gente conhece pelo sucesso de Rua Ramalhete. Mas Tavito tem mais do esta consagrada composição no currículo, fora os amigos e parceiros. Desde a infância truta  de Milton Nascimento, Tavito integrou o grupo Som Imaginário, juntamente com o Zé , Wagner Tiso, Robertinho Silva, Luiz Alves, Laudir de Oliveira, (depois substituído por Naná Vasconcellos) e Frederyko.

Estes rapazes que eram protagonistas de uma das épocas mais efervescentes e criativa em toda a história brazuca, acompanharam Bituca em um show histórico na arena do Teatro Opinião. Desta ocasião brotou o  LP que é considerado o marco zero da fase pop do cantor. No final dos anos 1960, o grupo faturou  o prêmio revelação do Festival Internacional da Canção interpretando Feira Moderna, de Beto Guedes e Fernando Brant. O que havia de mais vanguardista na época, o Som Imaginário gravou, ainda, um segundo álbum com Milton, o Clube da Esquina, disco duplo com participações dos principais nomes do Clube de Esquina. O grupo gravou também os bolachões Som Imaginário, Som Imaginário 2 e A Matança do Porco“, tendo Tavito como um de seus principais compositores.

Em 1971, ele e Zé Rodrix acertaram em cheio, Compuseram Casa no Campo, imortalizada na voz de Elis Regina e considerada até hoje como um hino da geração adepta de lemas como Paz & Amor e Faça amor, não faça a guerra. Casa no Campo foi lançada no Festival de Juiz de Fora (MG), defendida pelo próprio Zé Rodrix: deu o primeiro prêmio na cabeça, conquista que automaticamente valeu a classificação para o Festival Internacional da Canção da TV Globo, onde Elis conheceu a música e se interessou em gravá-la.

 

Anúncios

Autor: barulhomarcel

Jornalista nascido em Bela Vista do Paraíso (PR). Corintiano por herança do pai, Geraldo Caetano de Lima. Do velho também puxou a paixão por modas de viola, música de raiz e caipira, que era chamada de "sertaneja" antes da mídia comercial se apropriar, indevidamente, do nome. Quando criança ouvia aos pés da cama dele, vindas de um rádio à pilha que chiava muito, clássicos destes gêneros que marcaram para sempre a sua vida. Eu e Andreia Beillo não temos nada em comum. Para começo de conversa, ela torce pelo Palmeiras. Mas resolvemos juntos botar o pé na estrada e acreditar nas bençãos de São Gonçalo do Amarante e tentar encontrar na atividade de blogueiros dedicados à música de qualidade algo que nos una e ajude muita gente boa espalhada por todo este país, e lá fora, também, a ter seus méritos reconhecidos, resgatando e preservando valores de nossa cultura popular.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s