Barulho d'Água Música

Veículo de divulgação de cantores, duplas, grupos, compositores, projetos, produtores culturais e apresentadores de música independente e de qualidade dos gêneros popular e de raiz. Colabore com nossas atividades: leia, compartilhe e anuncie!

Luiz Salgado, cantador das belezas e da fé de Minas Gerais, faz aniversário hoje

Deixe um comentário

Entre os aniversariantes de hoje, 14, há um muito querido pelo público e amigos que já cativa com seu talento, simplicidade e bom humor típico de mineiro e para o qual o Barulho d’água Música sempre se esforçará para que seja cada vez mais admirado e alcance o merecido sucesso: Luiz Salgado. Cantador, compositor, violeiro e ultimamente  se revelando mestre das lentes fotográficas, Luiz Salgado é de Araguari,  de Patos de Minas, e embora no caso dele a terra natal seja uma das definidoras de suas qualidades e marcante personalidade, poderia ser, ainda, de Catalão (GO), de Vila Velha (ES), de Ribeirão Preto (SP), de Cícero Dantas (BA), de Cascavel (PR), de Soledade (RS), ou Olinda (PE) já que, vamos combinar, ele é sem tirar, mas sempre pondo algo mais de bom, um típico representante da cultura popular do Brasil.

Entre outros projetos que Luiz Salgado protagoniza, além de sua carreira solo, está o 4 Cantos, que integra com outros três ases que são Cláudio Lacerda (SP), Rodrigo Zanc (São Carlos/SP) e Wilson Teixeira (Avaré/SP), todos vigas mestras deste blog. No começo de dezembro, o quarteto fez uma turnê de prosas-shows e de cantorias por Santa Bárbara d’Oeste e Piracicaba, no Interior paulista. Embora cada um dos integrantes tenha sua inesgotável quota de carisma e estilo pessoal , Salgado, que os amigos tratam por “Sordado”, chamava para si o papel de animador da tropa, contando causos e piadas que ajudaram-no a cativar e a conquistar as plateias em todas as ocasiões.

Atualmente envolvido com a produção de um novo álbum autoral para enriquecer a discografia, Luiz Salgado é parceiro, ainda, de inúmeros cantores e compositores de expressão dos universos popular, regional e caipira de nosso cancioneiro: Consuelo de Paula, Katya Teixeira. Amauri Falabella, Erick Castanho, Levi Ramiro, Valdir Verona, entre outros, como pode ser lido no artigo abaixo, escrito para uma série especial que o blog produziu para a Rádio UOL, e que, por sinal, foi o primeiro. Em coro com eles e com os amigos e seguidores, então, enviamos ao Salgadinho nossos votos de feliz aniversário e plenas realizações, com as bençãos de São Gonçalo do Amarante e a cor e poder de todas as fitas!

Luiz Salgado empunha a bandeira de defesa das belezas e fé dos povos do Cerrado

_MG_4425

Luiz Salgado: extrovertido, carismático, compositor de poéticas canções que traduzem a fé e carregam os valores dos povos tanto do Cerrado de Minas Gerais, quanto do regionalismo brasileiro (Fotos de Adriano Rosa/ASN Campinas)

“Eu sou salgado como o mar, calmo como rio em dia de cheia/sou forte como o carcará, eu sou jequitibá que não titubeia”

Luiz Salgado, em Raízes, do álbum Trem Bão

Luiz Salgado é cantor e compositor nascido em Pato de Minas, atualmente residente em Araguari (MG). De acordo com a própria forma de se apresentar, procura revelar a alma simples do povo ao tocar e cantar  suas modas. Para tanto, costura seus estandartes com elementos simples e ao mesmo tempo relevantes, característica que se soma à irreverência pessoal, ao bom humor e a profícua capacidade de recolher e contar causos. A preservação do bioma cerrado e de toda fauna e flora, assim como das culturas mineira e brasileira, é outra meta deste expoente da viola caipira que integra o Projeto 4 Cantos ao lado de Cláudio Lacerda, Rodrigo Zanc e Wilson Teixeira. O mais recente trabalho, em parceria com Katya Teixeira, o álbum 2 Mares, esteve cotado para receber o troféu de melhor da música neste ano [2014] na categoria regional.

“A cultura é um canal transformador e criador”, declara Luiz Salgado. “Meu trabalho é fincado na expressão musical arraigada no Brasil profundo, eleva a música que emana das tradições e das festas populares, da Folia de Reis, do Congado e da viola caipira”. Com acordes, ponteados e versos que ilustram poeticamente as belezas do cerrado, as criações dele acabam por se constituir em uma atitude protagonista e militante, uma ferramenta e um brado de resistência e de combate — como é, por sinal, bravo e obstinado o próprio meio que ele retrata.

“O cerrado tem uma particularidade encantadora: mesmo em uma região que aparentemente está totalmente árida, sempre há uma flor vicejando, por menor que seja”, conta. “O mais fantástico é presenciar como, em pouco tempo, da aparente desolação brota o verde, colocando diante dos olhos lugares de pura exuberância”.

_MG_4417

Em show do 4 Cantos, realizado em Santa Bárbara d’Oeste, Luiz Salgado fez a plateia rir à vontade contando causos e piadas

 

O folclore de Minas Gerais e todo o fervor religioso dos povos do sertão também encontram na obra de Salgado um pujante defensor e estão presentes em sua discografia. A lista começa por Trem Bão, tem Sina de Cantadô, o dvd Noite e Viola Navegantes, este dedicado ao público infantil,  além do 2 Mares. Entre as faixas desta profícua e doce cesta de frutos dos mais variados há parcerias dele com Consuelo de Paula, Cátia de França, Orquestra de Viola Caipira do Cerrado, Viola de Nóis, Trem das Gerais, Pena Branca & Manuvéi, Levi Ramiro e João Bá. É um dos ganhadores do 3º. Prêmio Rozini de Excelência de Viola Caipira, entregue em junho de 2013 pelo Instituto Brasileiro de Viola Caipira , no Memorial da América Latina (SP).

_MG_3731

Rodrigo Zanc, Cláudio Lacerda, Wilson Teixeira e Luiz Salgado

 

1483437_797248346984794_8180800737896131908_n

 

nous sommees

Anúncios

Autor: barulhomarcel

Jornalista nascido em Bela Vista do Paraíso (PR). Corintiano por herança do pai, Geraldo Caetano de Lima. Do velho também puxou a paixão por modas de viola, música de raiz e caipira, que era chamada de "sertaneja" antes da mídia comercial se apropriar, indevidamente, do nome. Quando criança ouvia aos pés da cama dele, vindas de um rádio à pilha que chiava muito, clássicos destes gêneros que marcaram para sempre a sua vida. Eu e Andreia Beillo não temos nada em comum. Para começo de conversa, ela torce pelo Palmeiras. Mas resolvemos juntos botar o pé na estrada e acreditar nas bençãos de São Gonçalo do Amarante e tentar encontrar na atividade de blogueiros dedicados à música de qualidade algo que nos una e ajude muita gente boa espalhada por todo este país, e lá fora, também, a ter seus méritos reconhecidos, resgatando e preservando valores de nossa cultura popular.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s