Barulho d'Água Música

Veículo de divulgação de cantores, duplas, grupos, compositores, projetos, produtores culturais e apresentadores de música independente e de qualidade dos gêneros popular e de raiz. Colabore com nossas atividades: leia, compartilhe e anuncie!

Brasil Caboclo, do Sesc São Caetano do Sul (SP), prossegue com Yassír Chediak (RJ)

Deixe um comentário

yssir chediak

Yassír Chediak, de família que cultiva a  arte, é violeiro de ofício e soma  participações em novelas e em filmes, como ator e compositor (Foto: Marcelino Lima/Galeria Olido)

O Sesc de São Caetano do Sul, cidade da Região Metropolitana de São Paulo, promoverá durante as sextas-feiras de fevereiro o projeto Brasil Caboclo, quatro encontros de cantores e compositores que ao som do ponteado da viola apresentarão canções, causos, crenças e histórias. Neste dia 13, a partir das 20 horas, a  atração será Yassír Chediak, cantor, compositor e apresentador do programa de rádio Bom Dia Campo, além de ator com participação em novelas e em filmes.

 

Yassír Chediak é considerado um dos grandes nomes da atual geração da viola caipira no Brasil, instrumento no qual, destaca sua assessoria, tem o mérito de tocar desde Bach até o mais simples ritmo de folclore brasileiro. E não há exagero nestas palavras sobre o talento do carioca criado no estado natal do pai, o cineasta mineiro Braz Chediak, este casado com uma cearense. A música e a arte, portanto, fazem parte da família. Já aos 10 anos, Yassír começou a ter intimidade com o violão erudito, incentivado pelo tio criador da série Songbooks Almir Chediak. Eram os primeiros passos da carreira que hoje faz dele nome de prestígio nacional.

Em Três Corações (MG), aprendeu a tocar viola de dez cordas e conheceu a música regional, alcançando em 2002 o primeiro sinal de reconhecimento ao ter a canção Estrada destacada como faixa-título do seriado Carga Pesada, da Rede Globo. A exemplo de Sergio Reis, Almir Sater, Rodrigo Sater e, mais recentemente, Gabriel Sater, Yassír também recebeu convites de Benedito Rui Barbosa para participar de novelas. Em Paraíso (2oo9), ele atuou como parceiro do cantor Daniel. No mesmo ano, ele e Rodrigo Sater gravaram Tiago e Juvenal – Os Violeiros de Paraíso, com participações de Sérgio Reis, Almir Sater, Paula Fernandes e do violinista francês Nicolas Krassik, pelo selo Som Livre. Aroma que inebria manteve Yassír como compositor de novelas, desta vez para Morde & Assopra, também da emissora do Jardim Botânico (RJ).

Yassír e pai coordenam o projeto social Banda Tricordiana, pelo qual oferecem as 50 crianças carentes educação musical, alimentação, assistência médica e odontológica. Na estrada, o violeiro se divide para se apresentar nas turnês Mundo Afora divulgando o quarto álbum da carreira, e Arrasta-pé Violado, já levado a várias cidades e sempre muito bem recebido pelo púbico.

O repertório de Mundo Afora vai ser a base da cantoria no Sesc de São Caetano do Sul. O álbum tem o predomínio de ritmos regionais que se tornaram universais e encantam o ouvinte por sua qualidade musical. Entre as músicas há clássicos como Pinha no Pinheiro, Mineirinha, Panela Velha (Sergio Reis participa do disco) e Tchau, amor! mescladas a composições próprias de sofisticação melódica e harmônica como em Por que você me espera. Esta canção evoca as regiões de fronteira, com violino e o acordeon dando um toque especial ao arranjo.

Já em Seresteiro da chuva, que Yassír Chediak assina em parceria com o poeta paranaense Carlos Borges, a plateia sente o gosto das antigas serestas brasileiras. Boa parte das músicas é dançante, mas talvez a mais admirada seja Mundo afora. Neste  trabalho ficam nítidos que Yassír trilha pela modernidade sem renegar as raízes caboclas, as influências e semelhanças que tem com astros como Almir Sater, Zé Ramalho e Sérgio Reis.

O Sesc de São Caetano do Sul abriu a programação do Brasil Caboclo com Passoca, no dia 6. Sempre às sextas-feiras, a partir das 20 horas, depois de Yassír Chediak, será a vez da dupla Oswaldinho e Marisa Viana. Para o encerramento está programado o grupo paulistano Acordais.  O endereço é Rua Piauí, 554, telefone 11 4223 8800, a 1400 metros da estação CPTM 1400 m. Ingressos entre R$ 5 e R$ 17,00, sem classificação etária.

10959677_796722087088654_8392746338257052110_n

 

Anúncios

Autor: barulhomarcel

Jornalista nascido em Bela Vista do Paraíso (PR). Corintiano por herança do pai, Geraldo Caetano de Lima. Do velho também puxou a paixão por modas de viola, música de raiz e caipira, que era chamada de "sertaneja" antes da mídia comercial se apropriar, indevidamente, do nome. Quando criança ouvia aos pés da cama dele, vindas de um rádio à pilha que chiava muito, clássicos destes gêneros que marcaram para sempre a sua vida. Eu e Andreia Beillo não temos nada em comum. Para começo de conversa, ela torce pelo Palmeiras. Mas resolvemos juntos botar o pé na estrada e acreditar nas bençãos de São Gonçalo do Amarante e tentar encontrar na atividade de blogueiros dedicados à música de qualidade algo que nos una e ajude muita gente boa espalhada por todo este país, e lá fora, também, a ter seus méritos reconhecidos, resgatando e preservando valores de nossa cultura popular.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s