Barulho d'Água Música

Veículo de divulgação de cantores, duplas, grupos, compositores, projetos, produtores culturais e apresentadores de música independente e de qualidade dos gêneros popular e de raiz. Colabore com nossas atividades: leia, compartilhe e anuncie!

Dandô Circuito de Música Dércio Marques promove Mostra em Formosa (GO) antes de lançar antologia em Soledade (RS)

Deixe um comentário

Olha aí, povos, ainda neste mês teremos dose dupla do Dandô Circuito de Música Dércio Marques, projeto da cantora e compositora Katya Teixeira (SP) que tem apoio de músicos de vários estados do país, distinguido no final de 2014 com o Prêmio Brasil Criativo. Já nesta quarta-feira, 18,  o público da cidade goiana de Formosa poderá curtir a partir das 20h30 mais uma Mostra do Dandô, a

gora apresentada por  Katya Teixeira, Rosa Barros (GO) e Erick Castanho (MG), com participação especial de Marise Borba. Para quem mora no município ou nas vizinhanças e quiser conferir, basta chegar ao teatro do campus do IFG.

10995533_809327969122426_3379775959221145633_n

 

Já no dia 24, dentro da Semana Comemorativa aos 140 anos de Soledade (RS), Katya Teixeira vai se arreuni com os companheiros de estrada João Arruda (SP) e os gaúchos Giancarlo Borba (RS) e Valdir Verona no Auditório Ivo José Stein, anexo à Prefeitura local. A cantoria cuja anfitriã será Mara Muniz começará às 19 horas marcará um dos shows de lançamento da antologia Dandô-Circuito de Música Dércio Marques-Um Canto em Cada Canto do Brasil, álbum recém produzido, que está sendo distribuído pela Tratore e recolhe 14 faixas com artistas que fazem parte do projeto, entre os quais Amauri Falabella (SP); Paulo Matricó (PE); Nádia Campos (MG) e as atrações de Soledade.

Ao idealizar em 2013 o Dandô – Circuito de Música Dércio Marques, Katya Teixeira pensava em fomentar a circulação de música de qualidade inquestionável por todo o país, reunindo artistas de várias regiões para criar um intercâmbio e gerar novas plateias. Quem já se apresentou possui trabalhos reconhecidos, mas poderia ter uma melhor projeção no panorama nacional e proporcionar às pessoas o acesso à música de qualidade produzida fora da “grande mídia”.

Um artista saindo de cada cidade e passando por todos os pontos do circuito em uma caravana contínua. Cada edição conta sempre com um artista do local recebendo e abrindo o espetáculo para o convidado, em shows de aproximadamente noventa minutos. Ao final, um bate-papo entre artistas e plateia fecha a apresentação.

O Dandô já circulou por várias cidades paulistas, de Minas Gerais, de Pernambuco, do Paraná, de Goiás, de Santa Catarina e do Rio Grande do Sul. Em fevereiro, um show coletivo para finalizar o I Encontro do Dandô reuniu 14 músicos no Teatro do Sesi, de Uberaba (MG), em uma ode coletiva a Dércio Marques, cuja obra Katya Teixeira e os amigos levam a todo o Brasil destacando o  inestimável legado do cantor e compositor não apenas para a música, mas para toda a cultura popular brasileira.

dandô

Show de encerramento do I Encontro do Dandô Circuito  Dércio Marques, realizado em fevereiro, no teatro do Sesi de Uberaba (MG), cidade natal de Dércio (Foto: Marcelino Lima)

 

Dércio Marques morreu em julho de 2012, em Salvador, deixando uma escola que transcende a composição musical e poética e propõe, ainda, uma postura mais íntegra e solidária de viver, voltada tanto para a preservação da natureza, quanto para o aprimoramento espiritual de cada individuo, sem deixar de lado o engajamento político e social.

Katya é um dos seguidores mais brilhantes e discípulo do ideário do mineiro que viveram bem próximos dele, a exemplo de João Arruda, Déa Trancoso, Levi Ramiro, João Bá, Carol Ladeira, Wilson Dias e tantos outros artistas que com suas obras vêm contribuindo para ajudar a pegar flor e dar frutos os sonhos do mestre.  

O Prêmio Brasil Criativo destacou o Dandô em Artes de Espetáculo/Música  em 3 de dezembro de 2014 no Auditório Ibirapuera (SP). Promovido pelo Ministério da Cultura, pelo Projeto Hub e pela 3M, contemplou 22 projetos  perante um público de mais de 800 pessoas. A estatueta é o reconhecimento oficial da proposta de Katya Teixeira, que com apoio da jornalista Mercedes Cumaru, fiel escudeira da cantora, literalmente, ganhou estrada e passou a ser apresentada em várias localidades nacionais.

11070436_808942479160975_7234782708597953153_n

SC 2

 

 

Anúncios

Autor: barulhomarcel

Jornalista nascido em Bela Vista do Paraíso (PR). Corintiano por herança do pai, Geraldo Caetano de Lima. Do velho também puxou a paixão por modas de viola, música de raiz e caipira, que era chamada de "sertaneja" antes da mídia comercial se apropriar, indevidamente, do nome. Quando criança ouvia aos pés da cama dele, vindas de um rádio à pilha que chiava muito, clássicos destes gêneros que marcaram para sempre a sua vida. Eu e Andreia Beillo não temos nada em comum. Para começo de conversa, ela torce pelo Palmeiras. Mas resolvemos juntos botar o pé na estrada e acreditar nas bençãos de São Gonçalo do Amarante e tentar encontrar na atividade de blogueiros dedicados à música de qualidade algo que nos una e ajude muita gente boa espalhada por todo este país, e lá fora, também, a ter seus méritos reconhecidos, resgatando e preservando valores de nossa cultura popular.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s