Barulho d'Água Música

Veículo de divulgação de cantores, duplas, grupos, compositores, projetos, produtores culturais e apresentadores de música independente e de qualidade dos gêneros popular e de raiz. Colabore com nossas atividades: leia, compartilhe e anuncie!

Biblioteca Mário de Andrade (SP) promove bate papo musicas sobre Brasil Profundo com Jair Marcatti e Benjamin Taubkin

Deixe um comentário

bprofundo

A marca do projeto idealizado por Jair Marcatti é um desenho dos cadernos de viagens de Guimarães Rosa

 

Dedos de prosa, boa conversa, música, imagens, artesanato e cultura popular. Essa é a receita de Imagens do Brasil Profundo – Um Olhar sobre a Diversidade Brasileira, projeto que envolve shows, debates, bate papos musicais e ações para crianças iniciado em abril e s estenderá até novembro, na Biblioteca Mário de Andrade, em São Paulo, sob a batuta do historiador e sociólogo Jair Marcatti, professor do curso de Relações Internacionais da Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM).

A ideia é mostrar e discutir por meio de músicas, filmes, manifestações populares e objetos o Brasil por dentro, aquele país que nas palavras do mestre Ariano Suassuna, escondido em rincões considerados profundos, é muito vivo. Ao invés de promover abordagens tradicionais, entretanto, Marcatti prefere convidar músicos, documentaristas, diretores de cinema, ativistas culturais e pesquisadores da cultura popular que em comum nutrem um modo de olhar aprofundado e amplo sobre o Brasil e trabalhos de pesquisa e resgate das nossas mais entranhadas tradições . Com cada um dos participantes, Marcatti aborda aspectos do universo cultural e musical  brasileiro, de nossas trajetórias, continuidades e rupturas; daquilo que, sem nenhuma pretensão definidora, poderíamos chamar de identidades brasileiras, no plural, com a vantagem dos exemplos serem pontuados no calor da prosa, ao vivo, pelo som dos instrumentos, muitos artesanais, e pela apresentação de outras formas de expressão cultural.

Na quarta-feira, 3 de junho, o convidado será Benjamim Taubkin, pianista, compositor, arranjador e produtor musical. A conversa será uma espécie de passeio pelas sonoridades brasileiras a partir das pesquisas, andanças e viagens do convidado, das experiências de Benjamin Taubkin com os ritmos, harmonias e melodias brasileiras, resultado de uma série de pesquisas e mapeamentos que ele fez ao longo de sua carreira. Por meio do bate-papo musical,  pretende-se apresentar  um mosaico sonoro das várias manifestações que o Brasil tem, configurando um dos maiores tesouros culturais nossos.      

Benjamim Taubkin é dono de um vasto currículo na área musical e cultural, protagonista em uma infinidade de projetos, viagens, encontros, pesquisas e diálogos utilizando a música como suporte e linguagem que permite essas aproximações. Vem sendo constantemente requisitado para curadoria e seleção de concursos musicais e já coordenou programas musicais do Instituto Itaú Cultural, em 1999, idealizando o projeto Rumos Musicais, um mapeamento da música brasileira. Criou, em 1987, com a participação da Crescente Produções, o projeto Memória Brasileira, dentro do qual realizou as séries Violões (1989) e Arranjadores (1992), apresentadas no Teatro Cultura Artística, e, posteriormente, transformadas em programas transmitidos pela TV Cultura (SP), Fundou e dirige desde 1997 o Núcleo Contemporâneo, produtora e gravadora independente, com foco na música instrumental popular brasileira.

É curador de música, ainda, do Mercado Cultural da Bahia desde 2001, plataforma focada principalmente na produção brasileira e latino-americana, e do Encontro Latino-Americano (ELA) – Novos Caminhos para a Música. Em 2011 fundou no bairro Alto de Pinheiros a Casa do Núcleo, espaço cultural destinado à apresentação de shows, seminários, encontros e workshops. Benjamin Taubkin tem vários discos gravados e participou, como músico, arranjador e produtor, em mais de 130 discos.

ktbma

Katya Teixeira

O Barulho d’água Música acompanhou em 20 de maio a apresentação da cantora, compositora e pesquisadora Katya Teixeira na sessão daquela noite de Imagens do Brasil Profundo – Um Olhar sobre a Diversidade Brasileira. Katya Teixeira cantou e tocou diversos instrumentos de cordas como rabeca, viola e violão requinto, todos batizados por ela com nomes como Patativa Bochudinha (dado a uma viola de cocho feita pelo luthier e violeiro Levi Ramiro). Ela estava acompanhada pela percursionista Cássia Maria e por meio do repertório escolhido para o show levou a plateia a passeio por cantigas de domínio público, ritmos que ocorrem em regiões como o Interior paulista, na Bahia, no Rio Grande do Sul, em Goiás, e em Minas Gerais, entre outros estados, incluindo manifestações como o canto de lavadeiras do Sergipe.

Filha de um aboiador, Katya rememorou a convivência com mestres que a influenciaram como Dércio Marques e Santa Dica de Goiás; didática, explicou o significado das cores de cada uma das fitas que enfeitam seus instrumentos, além de comentar particularidades sobre os cuidados artesanais exigidos pela produção de vários tipos de instrumento que domina entre outros temas que atenderam aos propósitos do evento. Naquele dia, a rodada ainda teve a participação de Lilian Rocha e Renato Pessoa. Os dois, junto com Rodrigo Ciampi, eram convidados de Katya Teixeira e integram o trio paulista Banho Maria.

“Entre os sertões e as chapadas de Goiás, passando pela serra do Mar e pelo interior caipira, chegando aos pampas, O Brasil é tão rico em manifestações culturais que embora estejamos na América nosso envolvimento com elas nos deixa à parte, fora da América Latina, e por conta disso mal conhecemos nosso entorno”, disse Katya, que já visitou boa parte do país em suas andanças e  também é muito querida e respeitada em países vizinhos como os localizados na bacia do Prata. “Os argentinos, por exemplo, são loucos pelos nossos ritmos”. 

Principal biblioteca pública da cidade de São Paulo, a Biblioteca Pública Mário de Andrade tem como patrono o escritor modernista. Fundada em 1925, a partir do acervo da Câmara Municipal, consolidou-se ao longo de sua história como uma das mais importantes instituições culturais brasileiras. Seu edifício-sede, localizado no centro histórico da capital paulista, é considerado um dos marcos arquitetônicos do estilo art déco na cidade.

Detentora do segundo maior acervo documental e bibliográfico do país – atrás somente da Biblioteca Nacional (RJ)–, a BMA por excelência é o órgão depositário de todos registros histórico-culturais da cidade de São Paulo. Seu acervo conta com aproximadamente 3,3 milhões de títulos , cobrindo todas as áreas do conhecimento humano, e conserva um amplo conjunto de incunábulos, manuscritos,brasiliana, gravuras, mapas e outras obras raras, majoritariamente produzidas entre os séculos XV e XIX

Serviço

Imagens do Brasil Profundo – Um passeio musical pelas sonoridades brasileiras sob o olhar de Benjamim
Bate-papo musical com o professor Jair Marcatti e o pianista, compositor e arranjador Benjamim Taubkin

3 de junho, quarta-feira

Horário: 20 horas 
Entrada gratuita 
Auditório da Biblioteca Mario de Andrade (175 lugares) 
Rua da Consolação, 94, Centro, telefone (11) 3775-0002, nas imediações do terminal de ônibus Bandeira e da estação Anhagabau do Metrô
bma@prefeitura.sp.gov.br 
www.bma.prefeitura.sp.gov.br

 trocaodisco-musicos-de-rua-800x390

Anúncios

Autor: barulhomarcel

Jornalista nascido em Bela Vista do Paraíso (PR). Corintiano por herança do pai, Geraldo Caetano de Lima. Do velho também puxou a paixão por modas de viola, música de raiz e caipira, que era chamada de "sertaneja" antes da mídia comercial se apropriar, indevidamente, do nome. Quando criança ouvia aos pés da cama dele, vindas de um rádio à pilha que chiava muito, clássicos destes gêneros que marcaram para sempre a sua vida. Eu e Andreia Beillo não temos nada em comum. Para começo de conversa, ela torce pelo Palmeiras. Mas resolvemos juntos botar o pé na estrada e acreditar nas bençãos de São Gonçalo do Amarante e tentar encontrar na atividade de blogueiros dedicados à música de qualidade algo que nos una e ajude muita gente boa espalhada por todo este país, e lá fora, também, a ter seus méritos reconhecidos, resgatando e preservando valores de nossa cultura popular.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s