Barulho d'Água Música

Veículo de divulgação de cantores, duplas, grupos, compositores, projetos, produtores culturais e apresentadores de música independente e de qualidade dos gêneros popular e de raiz. Colabore com nossas atividades: leia, compartilhe e anuncie!

Wilson Teixeira (SP) recebe hoje abraço do fã clube e dos amigos por mais um aniversário

Deixe um comentário

wteixeiraarteniver15

O cantor e compositor Wilson Teixeira (Avaré/SP), que em breve vai presentear a legião de fãs e de amigos com seu novo álbum, Casa Aberta, está completando hoje mais um aniversário e nós do Barulho d’água Música não poderíamos deixar de registrar e compartilhar a data com ele, que é a notícia do nosso primeiro e 500º texto. Wilson Teixeira já é muito mais que um apenas promissor violeiro e, com certeza, este segundo disco da carreira, já consagrada pelo sucesso de Almanaque Rural, virá para sua definitiva afirmação.  Ele já vem divulgando em suas apresentações algumas das 10 faixas do trabalho que traz a influência do folk contemporâneo mesclado ao estilo único da sua viola, entre as quais Buriti, parceria com Chico Lobo (MG) e Bilo Mariano (SP), com letra inspirada em leituras do Grande Sertão: Veredas,  importante romance de Guimarães Rosa (Cordisburgo/MG).

O álbum Casa Aberta teve a maior parte do material gravado na residência de Wilson Teixeira, onde fica o Estúdio da Terra do Verde, e reúne, ainda, gravações adicionais feitas por Adonias Júnior no estúdio Arsis e Tuco Marcondes. No Caminho De Casa, parceria com Bezão, ele cantou recentemente em Avaré e Botucatu (SP), durante shows do projeto 4 CantosCanta Que É Bonito é dos amigos Cláudio Lacerda e Júlio Bellodi, com participação do multi-instrumentista Tuco Marcondes tocando ukelele, dobro e gaita. Rei da Alegria (Wilson Teixeira/Evandro Camperom) tem levada blues, com solos de violão dialogando com a viola caipira. Galega (Wilson Teixeira), já lançada como single, vem sendo visualizada cada vez mais em redes sociais. Asas e Raízes (Wilson Teixeira/Guilherme Cruz) apresenta pitada folk e o reforço de um quarteto de cordas para belo arranjo do paulista Neymar DiasNo Último Pé Do Pomar (Wilson Teixeira/Kadu Mauad), com a qual Wilson Teixeira venceu o Festival de Tatuí (SP), além de Neymar Dias, conta também com o acordeonista Toninho Ferraguti (SP). Casa Aberta virá ainda com Nas Manhãs Do Sul Do Mundo, lançada em 1982 pelo grupo Expresso Rural, do compositor Daniel Lucena, gravada com a sonoridade da viola de Wilson Teixeira.

Esta é a 500ª matéria que o Barulho d’água Música pública desde 3 de junho de 2014, quando começamos as atividades justamente com uma matéria sobre Wilson Teixeira, que uma semana antes fizera show em Americana para a Virada Cultural do Interior, acompanhado pelos irmãos Walter (violão) e Vinícius Bini (guitarra) e Cléber Santana (acordeon). 

O violeiro Wilson Teixeira também estudou violão e piano erudito e participou de diversos festivais relacionados com a viola ou a música regional, como os de Tatuí (SP), Ilha Solteira (SP), Avaré (SP) e Ponta Grossa (PR). Em 2001, integrou a gravação do CD Ciranda de Cantigas, organizado por Salatiel Silva e Paulo Netho. Em 2004, passou a fazer parte da equipe de músicos dos Trovadores Urbanos. Além da carreira solo, ele é um dos integrantes do projeto 4 Cantos, formado também por Cláudio Lacerda, Rodrigo Zanc (São Carlos/SP), Luiz Salgado (Araguari/MG) e faz tributos a Tonico e Tinoco e à Cascatinha e Inhana, este com a mineira Sarah Abreu

O projeto 4 Cantos, do qual Wilson Teixeira é integrante, irá se apresentar no Sesc de São Carlos na quinta-feira, 25, a partir das 20 horas. Dois dias depois, a cantoria será na unidade Ribeirão Preto, a partir das 16h30. Antes, Wilson tocará no Sesc de Santos no dia 17, a partir das 20 horas.

11390061_1594592774124286_8504385269732706387_n

Acesse este linque e veja a primeira matéria do blog Barulho d’água Música: https://barulhodeagua.com/2014/06/03/wilson-teixeira-e-atracao-na-virada-cultural-de-americana/

mundo arte cor

 

Anúncios

Autor: barulhomarcel

Jornalista nascido em Bela Vista do Paraíso (PR). Corintiano por herança do pai, Geraldo Caetano de Lima. Do velho também puxou a paixão por modas de viola, música de raiz e caipira, que era chamada de "sertaneja" antes da mídia comercial se apropriar, indevidamente, do nome. Quando criança ouvia aos pés da cama dele, vindas de um rádio à pilha que chiava muito, clássicos destes gêneros que marcaram para sempre a sua vida. Eu e Andreia Beillo não temos nada em comum. Para começo de conversa, ela torce pelo Palmeiras. Mas resolvemos juntos botar o pé na estrada e acreditar nas bençãos de São Gonçalo do Amarante e tentar encontrar na atividade de blogueiros dedicados à música de qualidade algo que nos una e ajude muita gente boa espalhada por todo este país, e lá fora, também, a ter seus méritos reconhecidos, resgatando e preservando valores de nossa cultura popular.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s