Barulho d'Água Música

Veículo de divulgação de cantores, duplas, grupos, compositores, projetos, produtores culturais e apresentadores de música independente e de qualidade dos gêneros popular e de raiz. Colabore com nossas atividades: leia, compartilhe e anuncie!

Conversa com Verso (SP) recebe Oswaldinho e Marisa Viana e anuncia Trio que Chora para comemorar nove anos

Deixe um comentário

“… e o caboclo é feliz quando, nem escurece, começa a cantá!” (Caboclo da Roça, do álbum Viva Elpídio!)

oswaldinho

O Barulho d’Água Música acompanhou no primeiro dia do mês do cachorro louco a apresentação do casal Oswaldinho (Oswaldinho Viana), e Marisa Viana, com participação do violonista André Perine, em mais uma rodada do projeto Conversa com Verso, do Centro Cultural e de Estudos Superiores Aúthos Pagano, situado no bairro Alto da Lapa, em São PauloDanilo Gonzaga Moura, Paulo Daruiche,  Giba da Viola, Daniel Kersys e o público que esteve no local curtiram boa prosa de Oswaldinho e Marisa durante pouco mais de uma hora sobre o compositor de São Luiz do Paraitinga (SP) Elpídio dos Santos, entre outros temas relacionados à cultura caipira, entremeando as canções dos álbuns Viva Elpídio! e No Balanço da Rede, que a dupla gravou.

O projeto Conversa com Verso é promovido com entrada franca e voltará no dia 29 de agosto, data na qual estará completando nove anos, e quando, a partir das 16 horas, promoverá show de confraternização com o Trio que Chora (Rosana Bergamasco, Cássia Maria e Marta Ozzeti) e a cantora Ione Papas. Inscreva-se pelo linque abaixo para participar e concorrer ao final das apresentações a álbuns dos convidados.

http://www.centroculturalauthospagano.org.br/contato/

Curtam também, amigos e seguidores, nossas dicas e prestigiem as atrações que anunciamos abaixo. Vamos contribuir para a ascensão da carreira dos nossos artistas populares!

mauri marisa

Anúncios

Autor: barulhomarcel

Jornalista nascido em Bela Vista do Paraíso (PR). Corintiano por herança do pai, Geraldo Caetano de Lima. Do velho também puxou a paixão por modas de viola, música de raiz e caipira, que era chamada de "sertaneja" antes da mídia comercial se apropriar, indevidamente, do nome. Quando criança ouvia aos pés da cama dele, vindas de um rádio à pilha que chiava muito, clássicos destes gêneros que marcaram para sempre a sua vida. Eu e Andreia Beillo não temos nada em comum. Para começo de conversa, ela torce pelo Palmeiras. Mas resolvemos juntos botar o pé na estrada e acreditar nas bençãos de São Gonçalo do Amarante e tentar encontrar na atividade de blogueiros dedicados à música de qualidade algo que nos una e ajude muita gente boa espalhada por todo este país, e lá fora, também, a ter seus méritos reconhecidos, resgatando e preservando valores de nossa cultura popular.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s