601 – Olhar feminino do Trio Maria Fumaça sobre a cultura caipira é atração de mais uma Tarde Musical, na Fundação Ema Klabin (SP)

A partir das  16h30 do sábado, 8 de agosto, a Fundação Ema Klabin apresentará o Trio Maria Fumaça como atração do programa Tardes Musicais, que tem entrada franca.  O grupo formado por Alice Oliveira (harpa Paraguaia, eufônio e voz), Priscila Ribeiro (viola caipira, clarinete e voz) e Sarah Alencar (violão, flauta transversal e voz), alunas do curso de música da Universidade de São Paulo (USP) apresentará o show No Caminho dos Goyazes  um olhar feminino para a música caipira, com seu universo cancioneiro e instrumental. O repertório trará clássicos da música caipira como Trenzinho do Caipira (Heitor Villa-Lobos), Tristeza do Jeca (Angelino de Oliveira) e Galopeira (Mauricio Cardoso Ocampo).

Visita ao acervo                                   

Há oito anos aberta ao público, a Fundação Ema Klabin abriga um valioso acervo de mais de 1500 obras, entre pinturas do russo Marc Chagall e do holandês Frans Post, talhas do mineiro Mestre Valentim, mobiliário, peças arqueológicas e decorativas. A casa de 900 m² foi inspirada no Palácio de Sanssouci, em Potsdam, Alemanha e tem um jardim assinado por Burle Marx. Antes do show, a partir das 14 horas, será possível visitar o acervo da casa-museu.

Serviço:

Programa Tardes Musicais

Data: 08 de agosto – Trio Maria Fumaça  no show No Caminho dos Goyazes

Horário: 16h30

180 lugares

Visita monitorada: das 14h às 16h30

Para conhecer o trabalho do trio:

Fundação Ema Klabin:  Rua Portugal, 43, Jardim Europa – São Paulo, telefones 11 3062-5245 3897-3232

 

Anúncios

600 – Conheça Simone Guimarães (SP), cantora e compositora paulista que Milton Nascimento adora!

simone guimarães arte

“Simone Guimarães canta como na letra de uma de suas canções: parece o som do instante quando o rio encontra o mar! Simone é a melodista de uma geração, uma divina compositora, uma grande artista.”

Consuelo de Paula, cantora, compositora e poetisa

Nove álbuns gravados, indicações ao Grammy, parcerias com vários expoentes da música popular brasileira, entre os quais o padrinho musical Milton Nascimento, Danilo Caimmy, Ivan Lins, Paulo César Pinheiro, Renato Braz, Cristina Saraiva, Leila Pinheiro, Maria Rita e Maria Bethânia são marcas e conquistas do currículo da cantora, compositora, instrumentista e intérprete Simone Guimarães,  a quem o Barulho d’água Música dedica esta matéria especial, com a qual chega a seiscentas publicações.

Simone Guimarães é natural de Santa Rosa do Viterbo, cidade do Interior paulista, neta do compositor Antônio Guimarães, e desde muito cedo tem a música como elemento condutor em sua vida. Aos sete anos já tocava um cavaquinho que ganhara de presente, abrindo caminho para apresentações em pequenos eventos escolares e no Teatro de Arena da cidade. Já residente  em Ribeirão Preto (SP), após cursar o segundo grau, matriculou-se no Conservatório Carlos Gomes. Mais tarde, ao conhecê-lo, recebeu convite de Milton Nascimento para cursar a Escola Livre de Música, do próprio Bituca, em Belo Horizonte (MG). Ficou um ano por lá, e de volta a Ribeirão Preto, entrou para a universidade, em cursos de Jornalismo, História e Letras.

Continue Lendo “600 – Conheça Simone Guimarães (SP), cantora e compositora paulista que Milton Nascimento adora!”