Barulho d'Água Música

Veículo de divulgação de cantores, duplas, grupos, compositores, projetos, produtores culturais e apresentadores de música independente e de qualidade dos gêneros popular e de raiz. Colabore com nossas atividades: leia, compartilhe e anuncie!

683 – Depois de receber Chico Lobo, Atibaia promove semana de homenagem a Sílvio Caldas

Deixe um comentário

Chico Lobo Atibaia 2

O cantor e compositor Chico Lobo,  um dos mais aclamados violeiros do Brasil, apresentou-se pela primeira vez em Atibaia, estância turística do Interior de São Paulo, no domingo, 11. O mineiro de São João Del Rei residente em Belo Horizonte levou ao palco do Centro Cultural e de Eventos Victor Brecheret, atendendo a convites da Prefeitura e da produtora cultural Ruth Rubbo, um repertório que agradou em cheio a plateia e cantou e tocou com muito entusiasmo sucessos dos quatro álbuns já gravados em mais de 30 anos de carreira, mesclados a joias do cancioneiro regional, caipira e popular consagrados pelo público, dois dos quais teve a companhia do violonista e violeiro da cidade Rafael Cardoso.

Com arranjo próprio em Trenzinho do Caipira, de Heitor Villa Lobos, por exemplo, Chico Lobo mostrou todo seu talento para viola de dez cordas reproduzindo durante o ponteio o apito e o barulho do trem. Disparada (Geraldo Vandré e Theo de Barros) ele dedicou ao Grupo Raízes de Atibaia (do qual Ruth Rubbo é integrante), à Orquestra Bragantina e o Grupo de Catira de Piracaia, observando que os três homenageados são esteios das tradições populares e promovem ações de resistência cultural naquela região. Na véspera e em dias anteriores, Chico Lobo estivera na vizinha Bragança Paulista. 

chico e rafael

Chico Lobo também aproveitou a ocasião para contar causos e tirou do embornal música inédita, composta em Portugal, onde estava e recebeu telefonema do filho, em 2012, perguntando se poderia aderir às manifestações de rua que chacoalhavam o Brasil na ocasião e também pulsavam em Beagá. Inspirado pelos acontecimentos que o garoto narrou, Chico Lobo escreveu Meu Chão. A música Criação, que Maria Bethânia (BA) pinçou das obras assinadas pelo mineiro e gravou neste ano no qual a cantora completa 50 anos de carreira, também foi lembrada por Chico Lobo. Antes do final da cantoria, ele convidou o auditório para aprender a dança catira e passou a ser acompanhado no palco por quatro crianças, enquanto seguindo o revorteio da viola os presentes batiam ora os pés, ora as mãos.

chico lobo 1 atibaia

Encerrado o espetáculo, Chico Lobo autografou exemplares do álbum Cantigas de Violeiro e o livro que escreveu em parceria com o conterrâneo Fábio Sombra Conversa de Violeiro, ambos pela Kuarup. Ao Barulho d’água Música ele e a produtora Ângela Lobo, da Viola Brasil Produções, gentilmente cederam Folias de um Natal Brasileiro, gravado em 2014 pelo mineiro, por Gilson Peranzzetta e por Carlinhos Ferreira.

DSC00635 (12)

Foto: Marcelino Lima/Acervo Barulho d’água Música

Chico Lobo é um dos mais ativos violeiros do país: há mais de 30 anos desempenha papel de “ponte” entre o som do interior de Minas Gerais, do Brasil e o som contemporâneo. Seu carisma o levou a inúmeros palcos, inclusive europeus, nos quais sempre brinda o público com shows ricos em causos, canções e solos de viola. Lançou mais de 20 obras entre CDs e DVDs, idealizou e apresenta os programas O Canto da Viola, na Rádio Inconfidência, e Viola Brasil, na  TV Horizonte há 12 anos. Fundou na cidade natal, São João Del Rei, o Instituto Chico Lobo que atende escolas da zona rural com aulas de viola. Percorrer o mapa múndi da carreira deste artista ajuda a tornar a aldeia global mais caipira.

Semana Sílvio Caldas

Um dos mais queridos cantores e compositores brasileiros, Sílvio Caldas, será homenageado pela Prefeitura de Atibaia entre os dias 13 e 18. Nascido em 1908, o carioca residiu na cidade paulista por mais de quarenta anos e lá morreu em 3 de fevereiro de 1998, mas a força de sua magistral carreira segue até hoje fazendo dele um dos imortais da cultura brasileira. A voz de Sílvio Caldas começou a se tornar marcante ainda na década dos nos 1920, projetando-o  um cenário de estrelas no qual ainda pontificavam Orlando Silva, Francisco Alves e Carlos Galhardo.

Entraram para a história com Caldas sucessos radiofônicos como Serra da Boa Esperança (de Lamartine Babo), Faceira (Ary Barroso), No Rancho Fundo (Lamartine e Ary), Maringá (Joubert de Carvalho), Pierrot (dele e de Paschoal Carlos Magno), além de criações de Pixinguinha, Noel Rosa, Ataulfo Alves, Pedro Caetano, Tom Jobim e Vinicius de Moraes, marcando época, ainda, por duetos com cantoras como Carmen Miranda e Elizeth Cardoso.

Caldas

Programação da Semana Sílvio Caldas

13/10, às 20h, Centro de Convenções

Abertura da Semana Silvio Caldas
Exposição Semana Silvio Caldos (objetos pessoais, fotos e etc)
Caboclinho Querido, Um documentário sobre Silvio Caldas
Show KGdeCanto & Convidados

14/10, às 20h, Centro de Convenções

Exposição Semana Silvio Caldas (objetos pessoais, fotos e etc)
Show: Tuco Pellegrino e Regional Paulista: Tributo a Silvio Caldas

15/10, às 20 horas – Centro de Convenções

Exposição Semana Silvio Caldas (objetos pessoais, fotos e etc)
Concerto Big Band, com regência de Roberto Sion: homenagem ao Dia da Música Popular Brasileira.

16/10, às 20 horas, Centro de Convenções

Exposição Semana Silvio Caldas (objetos pessoais, fotos e etc)
Show: 25 anos de Pedra 90 – Fazendo História na História de Atibaia

17/10, às 9 horas, Praça da Igreja Cristo Rei

9 horas – Dançando pela Terra- Dia Nacional da MPB, com Lúcia Pacheco
10 horas – Show Grandes Seresteiros do Brasil, com Grupo de Percussão Unidos da Terceira Idade 
11h – Dueto Instrumental de Chorinho – Bruno Milani

KGdeCanto & Convidados, Tuco Pellegrino, Rafael Cardoso, Regional Paulista, Concerto Big Band, Roberto Sion, Lúcia Pacheco, Grupo de Percussão Unidos da Terceira Idade, Dueto Instrumental de Chorinho, Bruno Milani, Projeto Guri, Eliezer Guilherme

18/10, Coreto Sílvio Caldas – Praça do Mercado

9 horas – Camerata de Violões do Projeto Guri
10 horas –  Chorinho no Coreto Perfil Brasileiro, com Eliezer Guilherme

Para saber mais e obter informações há o telefone 11 4414-2053 e o sítio http://www.atibaia.sp.gov.br

 caveirasfv2

Anúncios

Autor: barulhomarcel

Jornalista nascido em Bela Vista do Paraíso (PR). Corintiano por herança do pai, Geraldo Caetano de Lima. Do velho também puxou a paixão por modas de viola, música de raiz e caipira, que era chamada de "sertaneja" antes da mídia comercial se apropriar, indevidamente, do nome. Quando criança ouvia aos pés da cama dele, vindas de um rádio à pilha que chiava muito, clássicos destes gêneros que marcaram para sempre a sua vida. Eu e Andreia Beillo não temos nada em comum. Para começo de conversa, ela torce pelo Palmeiras. Mas resolvemos juntos botar o pé na estrada e acreditar nas bençãos de São Gonçalo do Amarante e tentar encontrar na atividade de blogueiros dedicados à música de qualidade algo que nos una e ajude muita gente boa espalhada por todo este país, e lá fora, também, a ter seus méritos reconhecidos, resgatando e preservando valores de nossa cultura popular.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s