712 – Pereira da Viola é atração de mais uma rodada do projeto Canto & Viola em Belo Horizonte (MG)

pereira da viola

Se melhorar vira rapadura, uma alegria astronômica: um dos mais aclamados e queridos violeiros caipiras do Brasil, o mineiro Pereira da Viola, oriundo de São Julião, distrito de Teófilo Otoni, no Vale do Mucuri, cantará e tocará nesta quarta-feira, 4, a partir das 19h30, no Cine Teatro Brasil Vallouréc, situado em Belo Horizonte. José Rodrigues Pereira, o Pereira da Viola, é convidado dos produtores culturais Luiz Trópia e Tadeu Martins e animará mais uma rodada do projeto Canto & Viola trazendo ao público canções derivadas das pesquisas que empreende sobre a cultura popular no norte das Alterosas, especialmente o Vale do Jequitinhonha, uma das regiões mais pobres do Brasil, mas ricas em diversos tipos de manifestações artísticas e religiosas, além de sucessos de sua carreira marcada por canções autorais que expressam com delicada poesia a força e a magia da viola brasileira.

 

Pereira da Viola, também compositor e rabequeiro, já lançou os álbuns Terra Boa, Tawaraná, Viola Cósmica, Viola Ética e Akpalô.  Conhecido pela personalidade alegre e espontânea, marca registrada de suas cantorias, cunhou em seu relacionamento com público e amigos bordões famosos como “excelente maravilha” e “brincar é uma das coisas mais sérias que existem” e assim tempera com bom humor um trabalho dos mais profundos e reconhecidos pela qualidade não apenas no território nacional, mas ainda no exterior. Além da carreira solo, tem participações em discos de amigos da estrada e integra o sexteto que lançou os dois álbuns do VivaViola – Sessenta Cordas em Movimento, composto por Bilora Violeiro, Wilson Dias, Chico Lobo, Gustavo Guimarães e Joaci Ornelas; com Wilson Dias gravou também Pote, com canções do poeta e jornalista João Evangelista Rodrigues. Ainda com Dias, Déa Trancoso e Titane forma o Quarteto Crescente, com o qual promove releituras da obra do uberabense Dércio Marques como Segredos Vegetais.

Inezita Barroso era uma das maiores entusiastas do trabalho de Pereira da Viola. O músico retribuía ao carinho, a tratava como madrinha e em reconhecimento à reverência que prestava à rainha da música caipira foi um dos convidados pela produção da TV Cultura para o programa gravado em junho, na Sala São Paulo, em São Paulo, em homenagem à cantora, que morrera três meses antes, no Dia Internacional da Mulher, apenas quatro dias depois de completar 90 anos. 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s