Barulho d'Água Música

Veículo de divulgação de cantores, duplas, grupos, compositores, projetos, produtores culturais e apresentadores de música independente e de qualidade dos gêneros popular e de raiz. Colabore com nossas atividades: leia, compartilhe e anuncie!

736 – Juca da Angélica, poeta de Lagoa Formosa (MG), por Trio José e Paulo Cesar Nunes, no Imagens do Brasil Profundo

Deixe um comentário

trio j pcn

Danilo Gonzaga Moura (violão), Victor Mendes (viola) e Paulo Cesar Nunes, tocando e declamando, apresentaram na Biblioteca Mário de Andrade, em São Paulo, um pouco da valiosa obra do poeta Juca da Angélica (Lagoa Formosa/MG), ajudando a tornar mais conhecido do público este mestre da oralidade — “seo” Juca da Angélica completou 97 anos em julho. Os músicos e o poeta convidados movimentaram mais uma rodada do projeto Imagens do Brasil Profundo, que tem curadoria do professor de Sociologia Jair Marcatti. Danilo e Victor integram o Trio José, de São José dos Campos (SP).


Antes de a plateia ouvir músicas do álbum Puisia (2014), gravadas pelo Trio José para as poesias de Juca da Angélica, e as declamações de Paulo Nunes, houve exibição do curta-metragem Meu canto é saudade- A Poesia de Juca da Angélica, de Diogénes S. Miranda, também presente. E quadros de alunos da Emef General Euclydes de Oliveira Figueiredo, pintados após oficina do Trio José, Saulo Alves e Paulo Cesar Nunes, com apoio da professora Sílvia Martins inspirados em poemas de Juca da Angélica, foram expostos.

Paulo Nunes aproveitou o momento para declamar na BMA poemas baseados em canções de Saulo Alves presentes no livro CD Desaboio como pano de fundo para condenar o desastre ambiental que mergulhou Mariana (MG) e várias cidades às margens do Rio Doce em lama tóxica por negligência da Vale do Rio Doce, comprometendo rumo ao Espírito Santo, após o rompimento da barragem do Fundão, o meio-ambiente e milhares de vidas.

pcn tj dm

O projeto Imagens do Brasil Profundo voltará em 2 de dezembro, às 20 horas, com entrada franca. O convidado de Jair Marcatti será o jornalista Vitor Nuzzi, que lançou no primeiro semestre deste ano biografia do cantor e compositor paraibano Geraldo Vandré, pela Kuarup. A obra de Nuzzi Geraldo Vandré – Uma canção interrompida norteará o debate que Marcatti mediará cujo tema será O Brasil Profundo em Geraldo Vandré.

A BMA fica na rua da Consolação, 94, Centro de São Paulo, nas imediações das estações República e Anhagabau da linha 3 Vermelha do Metrô

q ja

Imagens dos quadros que alunos da escola Euclydes Figueiredo pintaram inspirados na obra de Juca da Angélica, expostos na BMA durante a apresentação do Trio José (Reprodução: Marcelino Lima)

Anúncios

Autor: barulhomarcel

Jornalista nascido em Bela Vista do Paraíso (PR). Corintiano por herança do pai, Geraldo Caetano de Lima. Do velho também puxou a paixão por modas de viola, música de raiz e caipira, que era chamada de "sertaneja" antes da mídia comercial se apropriar, indevidamente, do nome. Quando criança ouvia aos pés da cama dele, vindas de um rádio à pilha que chiava muito, clássicos destes gêneros que marcaram para sempre a sua vida. Eu e Andreia Beillo não temos nada em comum. Para começo de conversa, ela torce pelo Palmeiras. Mas resolvemos juntos botar o pé na estrada e acreditar nas bençãos de São Gonçalo do Amarante e tentar encontrar na atividade de blogueiros dedicados à música de qualidade algo que nos una e ajude muita gente boa espalhada por todo este país, e lá fora, também, a ter seus méritos reconhecidos, resgatando e preservando valores de nossa cultura popular.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s