Barulho d'Água Música

Veículo de divulgação de cantores, duplas, grupos, compositores, projetos, produtores culturais e apresentadores de música independente e de qualidade dos gêneros popular e de raiz. Colabore com nossas atividades: leia, compartilhe e anuncie!

747 – Grupo Moxuara, do Espírito Santo, vem a São Paulo receber estatueta do 2º Prêmio Grão de Música

2 Comentários

moxuaran

O Moxuara protagoniza uma musicalidade que extrapola exigências de mercado e encanta públicos de quaisquer idade ou origem, mostrando uma visão artística que se funde com mensagens alusivas à preservação da vida (Foto: Divulgação)

O grupo capixaba Moxuara estará entre os 15 contemplados que neste sábado, 5, receberão na Galeria Olido, em São Paulo, a estatueta do 2º Prêmio Grão de Música, idealizado pela cantora, compositora e poetisa Socorro Lira (PB). A cerimônia que ainda prevê um show, ambos sem cobrança de ingressos, começará às 19 horas. Ao subirem ao palco os integrantes do Moxuara receberão reconhecimento por um sólido trabalho nascido em 1991 com o propósito de produzir música capaz de transpassar o tempo, as gerações e as fronteiras. Para sustentar este compromisso sem concessões e torná-lo fértil, vem empreendendo esforços permanentes que têm sido mantido ao cantar a história de sua gente com suas tradições, sentimentos, hábitos e valores. O lema permanente desde os primeiros dias de atividades do Grupo Moxuara é a tentativa de prover elos entre a tradição e a modernidade para valorizar, divulgar e popularizar uma música que retrate a alma do povo brasileiro e reproduza todo o encantamento das cidades do interior.

Por este caminho, o Grupo Moxuara vem democratizando o acesso das pessoas de várias idades e de diversos segmentos socioculturais a uma instigante trilha sonoro/musical, repleta de nuances e detalhes, por meio de belos arranjos vocais e instrumentais que passeiam entre o campo e a cidade; temos assim melodias de viola caipira, marcadas pelo ritmo e pelos efeitos percussivos dos tambores de congo e congada, mais a junção entre a música de raiz andina boliviana e os ritmos brasileiros. Estão presentes no repertório, também, influências das vertentes popular, erudita e regional e ritmos afro-brasileiros.

A utilização de instrumentos alternativos e expressões regionais da linguagem popular, enriquecidos por temas que trafegam entre o rural e o urbano, marcam este perfil, ressaltam a verve regionalista e o Moxuara protagoniza, então, uma musicalidade que extrapola exigências de mercado e encanta públicos de quaisquer idade ou origem, mostrando uma visão artística que se funde com mensagens alusivas à preservação da vida. Em sua trajetória, o Grupo Moxuara já participou de vários festivais e programas de televisão como o Arrumação, de Saulo Laranjeira (TV Alterosa, em Belo Horizonte) e Sr. Brasil, de Rolando Boldrin (TV Cultura, São Paulo); realizou mais de 500 shows e tem seis álbuns e um DVD gravados e dividiu palcos com Xangai, Pereira da Viola, Geraldo Azevedo, Décio Marques, Sergio Souto, Milton Nascimento, Chico Lobo, Saulo Laranjeira, entre outros, além de abrir shows de cantores consagrados entre os quais Alceu Valença, Zélia Duncan e Zeca Baleiro.

A discografia começa com Quarto Crescente, lançado em 1996, álbum que insere efetivamente o grupo no cenário cultural brasileiro, trazendo em suas canções toda a beleza da natureza cantada em versos. Pontos e Nós (1999) declara o amor do Grupo Moxuara à cultura popular brasileira e falam da cidade e da vida urbana com suas relações intrínsecas com o homem do campo. Fruto do programa Musiculturarte, em 2002 surge o CD-livro com o mesmo nome, lançado com vozes e ilustrações de 150 crianças das escolas envolvidas no projeto.

Em 2003, depois de tanto semear, chegou o Tempo de Colher, reunindo melodias e arranjos que ornamentam os temas sociais e provam que é possível se urbanizar sem comprometer raízes e amadurecer sem perder a identidade. Em 2006, na homenagem aos cem anos do Porto de Vitória (ES), o Grupo lançou a primeira coletânea, em cujas faixas enfoca o mar das águas e do amor. Em 2008,  em parceria com violeiros de São Paulo, Minas Gerais e Paraná integra Violando FronteirasEm 2011, saiu Aventura, seguido em 2012 pelo o primeiro DVD, com o mesmo título, Aventura

Troféu e coletânea

Além da estatueta do 2º PGM, um belo troféu desenhado pelo artista plástico Elifas Andreato, todos os contemplados participarão da terceira coletânea Grão de Música, cujo álbum também ficará disponibilizado no sítio eletrônico do PGM para audição e download gratuitos. As duas primeiras edições em disco saíram em 2009 e 2014, respectivamente. A escolha dos artistas, feita por convite da comissão organizadora, passou por critérios delineados por esta comissão que, embora de caráter subjetivo, buscaram garantir que se cumprissem os objetivos principais desta iniciativa, obedecendo ao regulamento básico disponível no  sítio www.premiograodemusica.com.br .

O Prêmio Grão de Música busca promover a valorização da música brasileira de todas as regiões do país e, especialmente, dos artistas que a representam, referendando trajetórias e obras artísticas. A lista dos agraciados inclui além do Moxuara: Anchieta Dali; Gonzaga Leal; Thamires Tannous; Luís Felipe Gama e Ana Luiza; Antônio Madureira; Giovanna Farias; Mariana Baltar; Anchieta Dali; Vates e Violas; Susie Mathias; Couple Coffee; Makely Ka; Escurinho, Moxuara; Cláudio Lacerda e Ninah Jo.  Quatro deles protagonizarão o show que complementará a cerimônia, para a qual não será cobrado ingresso: Thamires Tannous; Luís Felipe Gama e Ana Luiza; Cláudio Lacerda; e Couple Coffee.

12279155_497705110390203_5813129908068246198_n

soups

 

Anúncios

Autor: barulhomarcel

Jornalista nascido em Bela Vista do Paraíso (PR). Corintiano por herança do pai, Geraldo Caetano de Lima. Do velho também puxou a paixão por modas de viola, música de raiz e caipira, que era chamada de "sertaneja" antes da mídia comercial se apropriar, indevidamente, do nome. Quando criança ouvia aos pés da cama dele, vindas de um rádio à pilha que chiava muito, clássicos destes gêneros que marcaram para sempre a sua vida. Eu e Andreia Beillo não temos nada em comum. Para começo de conversa, ela torce pelo Palmeiras. Mas resolvemos juntos botar o pé na estrada e acreditar nas bençãos de São Gonçalo do Amarante e tentar encontrar na atividade de blogueiros dedicados à música de qualidade algo que nos una e ajude muita gente boa espalhada por todo este país, e lá fora, também, a ter seus méritos reconhecidos, resgatando e preservando valores de nossa cultura popular.

2 pensamentos sobre “747 – Grupo Moxuara, do Espírito Santo, vem a São Paulo receber estatueta do 2º Prêmio Grão de Música

  1. Eu recebi um convite p está apresentação dia 04/12 e agora lendo a matéria ela diz que o evento é dia 05/12. Estou com dúvida. Pode me esclarecer?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s