Barulho d'Água Música

Veículo de divulgação de cantores, duplas, grupos, compositores, projetos, produtores culturais e apresentadores de música independente e de qualidade dos gêneros popular e de raiz. Colabore com nossas atividades: leia, compartilhe e anuncie!

769 – Obra de Selma Reis tem álbuns com arranjador de Paul McCartney e de canções de Paulo César Pinheiro

Deixe um comentário

selma-reis-por-vinc3adcius-campos3

Selma Reis participou de grandes musicais e novelas na TV Globo. O mais recente CD, Poeta da voz, tem apenas canções de Paulo César Pinheiro. (Foto: Vinícius Campos)

O meio musical está de luto pela morte, precoce, da cantora fluminense Selma Reis, ocorrida na manhã de sábado, 19, após quinze dias internada no Hospital São José, em Teresópolis (RJ).  Mais do que cumprir a função de informar, para além do mero registro jornalístico o Barulho d’água Música também lamenta e reforça a corrente solidária de amigos, de fãs e de familiares.

Selma Reis, que tinha 55 anos, partiu, portanto, bem antes do combinado, como costuma dizer o Sr.Brasil Rolando Boldrin quando a morte ceifa-nos ainda jovens ou em pleno exercício de nossas capacidades. Ela descobriu ser portadora de um câncer em julho de 2014 e desde então vinha se submetendo a sucessivos tratamentos, responsáveis por diversas internações. Era natural de São Gonçalo, situada na região metropolitana da cidade do Rio de Janeiro e deixou um filho, Tiago, fruto do casamento com o cineasta Locca Faria.

Além de cantora que gravou onze álbuns desde 1987 (quando lançou o primeiro disco, batizando-o com seu nome, depois de frequentar cursos de música em Nantes/França), Selma Reis atuou como atriz em várias novelas e minisséries da Rede Globo, entre as quais Caminhos da Índia (2009). A lista inclui, ainda, Páginas da Vida, Presença de Anita e Chiquinha Gonzaga.

Os discos de Selma Reis, em 28 anos de carreira, ajudaram-na a se firmar como uma das mais respeitadas vozes da MPB. A obra inclui músicas de Sueli Costa, de Capinam e de Geraldo Azevedo, por exemplo; em Londres, o CD Selma Reis teve o arranjador de Paul McCartney e de Elton John. Em 1996, trouxe a público releitura de Gonzaguinha em belo disco, e para o álbum mais recente, Poeta da voz, escolheu apenas canções de Paulo César Pinheiro.

Em março, Selma Reis retomara em São Paulo o projeto Chorinho Bom, que começara em 2013 como tributo a Pixinguinha, dividindo o palco com Vânia Bastos e conseguindo lotação máxima em todas as casas pelas quais circulou. As estrelas eram acompanhadas por Marcos Paiva (baixo acústico), um dos melhores artistas da nova safra da música instrumental brasileira, que reencontrou o choro nestas apresentações e com arranjos lúdicos e criativos revelou a beleza da obra de Pixinguinha de forma bem particular.

Anúncios

Autor: barulhomarcel

Jornalista nascido em Bela Vista do Paraíso (PR). Corintiano por herança do pai, Geraldo Caetano de Lima. Do velho também puxou a paixão por modas de viola, música de raiz e caipira, que era chamada de "sertaneja" antes da mídia comercial se apropriar, indevidamente, do nome. Quando criança ouvia aos pés da cama dele, vindas de um rádio à pilha que chiava muito, clássicos destes gêneros que marcaram para sempre a sua vida. Eu e Andreia Beillo não temos nada em comum. Para começo de conversa, ela torce pelo Palmeiras. Mas resolvemos juntos botar o pé na estrada e acreditar nas bençãos de São Gonçalo do Amarante e tentar encontrar na atividade de blogueiros dedicados à música de qualidade algo que nos una e ajude muita gente boa espalhada por todo este país, e lá fora, também, a ter seus méritos reconhecidos, resgatando e preservando valores de nossa cultura popular.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s