Barulho d'Água Música

Veículo de divulgação de cantores, duplas, grupos, compositores, projetos, produtores culturais e apresentadores de música independente e de qualidade dos gêneros popular e de raiz. Colabore com nossas atividades: leia, compartilhe e anuncie!

797 – Shows com Gilberto Gil e Maria Gadú, concertos, trio elétrico e musical infantil são destaques dos 462 anos de Sampa

Deixe um comentário

Gilberto Gil

O cantor e compositor Gilberto Gil estará no bairro Luz para show em homenagem a São Paulo, com entrada franca e abertura dos Demônios da Garoa (Foto: Vagner Campos/MSilva Online – 12/09/2014)

Maior cidade do Brasil, São Paulo completará 462 anos de fundação na segunda-feira, 25, e para marcar a data já estão sendo promovidos eventos e atrações para todos os públicos, das mais variadas formas de manifestação artística e cultural, além de atividades esportivas e de lazer em vários bairros. Boa parte das opções é gratuita e algumas permitirão ao público interagir com figuras de proa em seus segmentos de atuação. Quem curte boa música, por exemplo, poderá assistir com um pulinho ao Centro Esportivo e de Lazer Tietê (avenida Santos Dumont, 843, Luz) Gilberto Gil cantando os sucessos da carreira precedido pelos Demônios da Garoa, a partir das 16 horas. Por volta das 10h30, quem estiver nas imediações da Catedral da Sé terá a chance de prestigiar o maestro João Carlos Martins regendo a orquestra Bachiana Filarmônica do Sesi. Entre as composições clássicas que os paulistanos e os turistas ouvirão o repertório destacará obras de Beethoven, Bach e Mozart, além de uma versão de Trem das Onze, uma das mais emblemáticas canções sobre São Paulo, de Adoniran Barbosa.

Notória filha da Boa Terra assim como o conterrâneo Gilberto Gil, Daniela Mercury puxará trio elétrico por vias da zona Sul de São Paulo à véspera do feriado, a partir das 15h30. Quem ainda não morreu e gosta de botar para quebrar encontrará o início do cordão na avenida Faria Lima, 1635. Maria Gadú também reforçará o coro de parabéns a São Paulo durante apresentação do mais recente álbum, Guelã, a partir das 20 horas do sábado, 22. O palco estará na Casa de Cultura Palhaço Carequinha (rua Professor Oscar Barreto Filho, 252, Grajaú). Duas horas antes, Criolo animará a galera que pintar no Palco Parelheiros.

Bichos de Cá e Fabiana Cozza

As festividades pelos 462 anos de Sampa incluem, ainda, a abertura do Theatro Municipal (Centro) na segunda-feira, 25, para concertos com a Orquestra Experimental de Repertório (OER), com participações do Coro Lírico Municipal de São Paulo (sob regências de Carlos Moreno, OER, e Bruno Greco Facio, Coral) e Fabiana Cozza, na Escadaria Interna; o Salão Nobre, simultaneamente, estará reservado ao Quarteto da Cidade. A distribuição de ingresso começará às 8 horas. A programação estará sujeita a mudanças mesmo após a publicação deste texto.

Fabiana-Cozzafoto-Daniel-Kersys

Os frequentadores do Theatro Municipal ouvirão Fabiana Cozza cantando para acompanhar concerto com participações da Orquestra Experimental de Repertório e do Coro Lírico Municipal de São Paulo (Foto: Daniel Kersys/Conversa com Verso)

Para a garotada, a dica do Barulho d’água Música é colar no Sesc Vila Mariana e a partir das 15h30 passear por várias regiões do Brasil levada pelo musical Bichos de Cá, do grupo paulistano Nhambuzim.  Durante a viagem, os guris e os marmanjos conhecerão diversas espécies que ocorrem na fauna brasileira e os locais nos quais é mais comum elas serem encontradas, todas muito bem caracterizadas por um figurino e adereços impecáveis  de Cibele Jardim.

Além do habitat de tatus, jabutis, tamanduás, jacarés, araras e sucuris, as letras trazem informações e mensagens de conscientização ecológica. Cada canção segue um ritmo diferente — do coco à guarânia, passando por congada, chamamé e jongo, além de carimbó — escolhido de acordo com a região no qual o animal vive. O Nhambuzim, desta forma, une mensagens que reforçam a luta contra a extinção e de quebra ainda revela ao público a riqueza da nossa cultura popular expressa tanto por meio da música, como por meio da dança e esquetes teatrais, entre outros elementos presentes em cada manifestação. Integram o Nhambuzim a cantora Sarah Abreu, André Oliveira (percussão), Edson Penha (voz), Itamar Pereira (baixo), Joel Teixeira (voz, viola e violão), Rafael Mota (percussão) e Xavier Bartaburu (piano e arranjos vocais).

11800199_10153415689722088_4094266585024229638_n

Anúncios

Autor: barulhomarcel

Jornalista nascido em Bela Vista do Paraíso (PR). Corintiano por herança do pai, Geraldo Caetano de Lima. Do velho também puxou a paixão por modas de viola, música de raiz e caipira, que era chamada de "sertaneja" antes da mídia comercial se apropriar, indevidamente, do nome. Quando criança ouvia aos pés da cama dele, vindas de um rádio à pilha que chiava muito, clássicos destes gêneros que marcaram para sempre a sua vida. Eu e Andreia Beillo não temos nada em comum. Para começo de conversa, ela torce pelo Palmeiras. Mas resolvemos juntos botar o pé na estrada e acreditar nas bençãos de São Gonçalo do Amarante e tentar encontrar na atividade de blogueiros dedicados à música de qualidade algo que nos una e ajude muita gente boa espalhada por todo este país, e lá fora, também, a ter seus méritos reconhecidos, resgatando e preservando valores de nossa cultura popular.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s