Barulho d'Água Música

Veículo de divulgação de cantores, duplas, grupos, compositores, projetos, produtores culturais e apresentadores de música independente e de qualidade dos gêneros popular e de raiz. Colabore com nossas atividades: leia, compartilhe e anuncie!

813 – Violeiros Levi Ramiro e Paulo Freire, de volta a São Paulo, tocam e ca(o)ntam no Sesc Belenzinho

Deixe um comentário

Depois de percorrem mais de 130 cidades brasileiras durante a segunda metade de 2015 como uma das atrações do projeto Sonora Brasil, os violeiros e compositores paulistas Levi Ramiro e Paulo Freire voltarão a se encontrar neste domingo, 21, no palco da unidade Belenzinho do Sesc paulistano, agora como protagonistas do projeto Música de Raiz. A partir das 18 horas, os amigos que tiram São Gonçalo do sério e provocam inveja no chavelhudo, ambos nascidos em 1º de abril , apresentarão um panorama dos diversos desdobramentos da música regional brindando o público com modas e temas caipiras derivadas das pesquisas de ambos, com ênfase em composições próprias, mas também releituras de sucessos de duplas do Sudeste. Como normalmente o bom humor destes autênticos compadres tempera os espetáculos que promovem, o público poderá esperar, ainda, pela contação de causos dos mais pitorescos.

Levi Ramiro brotou em Uru, situada na mesorregião de Bauru, e atualmente reside e em Pirajuí. Neste recanto, quando não está percorrendo a estrada ou pescando em companhia do inseparável cão Pitoco, também desempenha o ofício de luthier. Violeiros como Fabrício Conde (Juiz de Fora/MG) e João Arruda (Campinas/SP) tocam instrumentos feitos por Levi Ramiro, mas ele começou a carreira, inicialmente, dedicando-se ao violão popular. Somente na década dos anos 1990 quedou-se pela viola caipira. Passou, então, a absorver e a trazer em suas dez cordas todo o universo cultural que forma suas raízes. Com base em valores da cultura caipira e misturando elementos que formam a música brasileira, Levi Ramiro compõe poeticamente a simplicidade da vida interiorana.

Paulo Freire é de São Paulo, mas fixou-se em Campinas. A surpreendente e inesgotável capacidade de contar causos, bem como o modo peculiar de tocar viola (este blogue já testemunhou ocasiões em que, inclusive, colocou-a com o tampo inferior voltado para o público, tocando as cordas, portanto, com os dedos invertidos) são resultantes de sua incursão ao sertão de Urucuia, região situada no noroeste de Minas Gerais, onde teve contato com valores da tradição rural. Além de músico com viagens a vários centros da Europa carimbadas no passaporte, é escritor e entre outros já dividiu trabalhos com Arnaldo Antunes, Mônica Salmaso, Luiz Tatit, Isa Taube e Ivan Vilela.

O Sesc Belenzinho fica na rua Padre Adelino, 1.000, a uma caminhada de 10 minutos da estação Belém da Linha 3/Vermelha do Metrô. Para mais informações e compra de ingresso há o telefone 11 2076-9700.

 

Sonora Brasil

o  Sonora Brasil, iniciativa pela qual o Sesc visa a difundir o trabalho de artistas que se dedicam à construção de uma obra não comercial, estará de volta no segundo semestre de 2016, quando será promovida a 19ª edição. A formação de plateia é o que se busca por meio do contato do público com a qualidade e a diversidade da música, estimulando o olhar crítico sobre a produção e os mecanismos de difusão da música no país. Todas as apresentações são essencialmente acústicas, valorizando a qualidade sonora das obras e de seus intérpretes.

O projeto existe desde 1998 e já destacou cerca de 80 grupos em mais de 45 mil apresentações por todo o país. A cada dois anos, dois temas são desenvolvidos, buscando aprofundar a relação dos seguidores com aspectos relevantes da música no país. Os temas para o biênio 2015/2016 são Sonoros Ofícios – Cantos de Trabalho e Violas Brasileiras, que serão desenvolvidos com a participação de grupos ou duplas selecionados por meio de uma curadoria nacional que definiu a temática e os artistas.

Sonoros Ofícios – Cantos de Trabalho circulou pelos estados das regiões Centro-Oeste, Norte e Nordeste, em 2015; Violas Brasileiras  percorreu estados das regiões Sul e Sudeste. Neste ano, será feita a inversão da ordem das apresentações até que seja completado o circuito nacional.

Levi Ramiro e Paulo Freire representam uma das cinco ordens de variantes da viola que apresentam características peculiares e regionalizadas do instrumento, relacionadas a práticas musicais restritas a ambientes geográficos pouco abrangentes, Viola caipira/sertaneja. Já a Viola do Nordeste, reconhecida por acompanhar repentistas, será apresentada por Ivanildo VilanovaAntônio Madureira e Cássio Nobre (PE e BA); a Viola de concerto reúne Fernando Deghi (PR) e Marcus Ferrer (RJ). Por fim,  Violas singulares, com suas peculiaridades e claras referências regionalizadas, foram confiadas a Sidnei Duarte (MT), Maurício Ribeiro (TO) e Rodolfo Vidal (SP).

Zika CGU

Anúncio extraído de página de mídia social da Controladoria Geral da União, reproduzido espontaneamente neste espaço pelo significativo teor do seu conteúdo para a sociedade.

Anúncios

Autor: barulhomarcel

Jornalista nascido em Bela Vista do Paraíso (PR). Corintiano por herança do pai, Geraldo Caetano de Lima. Do velho também puxou a paixão por modas de viola, música de raiz e caipira, que era chamada de "sertaneja" antes da mídia comercial se apropriar, indevidamente, do nome. Quando criança ouvia aos pés da cama dele, vindas de um rádio à pilha que chiava muito, clássicos destes gêneros que marcaram para sempre a sua vida. Eu e Andreia Beillo não temos nada em comum. Para começo de conversa, ela torce pelo Palmeiras. Mas resolvemos juntos botar o pé na estrada e acreditar nas bençãos de São Gonçalo do Amarante e tentar encontrar na atividade de blogueiros dedicados à música de qualidade algo que nos una e ajude muita gente boa espalhada por todo este país, e lá fora, também, a ter seus méritos reconhecidos, resgatando e preservando valores de nossa cultura popular.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s