Barulho d'Água Música

Veículo de divulgação de cantores, duplas, grupos, compositores, projetos, produtores culturais e apresentadores de música independente e de qualidade dos gêneros popular e de raiz. Colabore com nossas atividades: leia, compartilhe e anuncie!

842- Jucilene Buosi lança “Falsete”, álbum com trilha de longa metragem homônimo que revela a música e a beleza sul-mineira

Deixe um comentário

“Falsete é cantar fino sem fazer força, é aquilo que engana o que seria para acontecer e dá um chapéu na canção, Falsete é o que acontece na vida, demais da conta” 

Dinho Caninana

Vamos dar um pulo rápido à aprazível Poços de Caldas (MG)  para deixar registrado que hoje, 1º de abril,  é dia de lançamento do álbum Falsete, de Jucilene Buosi, em evento que está marcado para transcorrer no Instituto Moreira Sales (IMS), com a participação de Wolf Borges.

O álbum traz a trilha sonora do filme Falsete – o que é de Naturetat, negare pot!., primeiro documentário de longa metragem que proporciona uma imersão no cenário musical do Sul de Minas Gerais contendo paisagens e personagens que fazem a história desta rica vertente reconhecida mundialmente e que tem como expoentes, entre outros, Ivan Vilela, Gildes Bezerra, Fernando Brant, Ceumar, Raimundo Andrade, Sérgio Santos, Casquídeo, Chorões da Pedra Branca e Grupo 13 de Maio.

O filme apresenta Jucilene Buosi, cantora e atriz que conduz os encontros e interpreta as canções do filme. Tem a direção de Rodrigo Infante, produção artística de Wolf Borges e som direto e arranjos de Deivid Santos. Deverá deve ser lançado em breve em Poços de Caldas e em todo o Sul de Minas.

“O sul-mineiro tem uma percepção da natureza muito mais forte, pois vive num lugar bonito que o obriga a percebê-la. Assim, de uma maneira geral, o sul-mineiro é um pouco mais abrandado, tem o coração mais suave, pois o mundo onde vive é lírico, quase onírico”, segundo Ivan Vilela, nascido em Itajubá. Hoje, no show de lançamento do CD, Jucilene Buosi (voz) e Deivid Santos (arranjos e violão) interpretam as canções contidas no trabalho que reforçam esta visão do violeiro por meio de composições, boa parte inéditas, e de rara beleza.

jucilene na janela

Em Falsete, tanto no álbum quanto no documentário, Jucilene Buosi nos abre a janela que dá para o interior de sul de Minas e como anfitriã do passeio por uma região das mais belas revela as riquezas e as particularidades desta peculiar cultura do Brasil profundo

 

anuncio 26a

 

Anúncios

Autor: barulhomarcel

Jornalista nascido em Bela Vista do Paraíso (PR). Corintiano por herança do pai, Geraldo Caetano de Lima. Do velho também puxou a paixão por modas de viola, música de raiz e caipira, que era chamada de "sertaneja" antes da mídia comercial se apropriar, indevidamente, do nome. Quando criança ouvia aos pés da cama dele, vindas de um rádio à pilha que chiava muito, clássicos destes gêneros que marcaram para sempre a sua vida. Eu e Andreia Beillo não temos nada em comum. Para começo de conversa, ela torce pelo Palmeiras. Mas resolvemos juntos botar o pé na estrada e acreditar nas bençãos de São Gonçalo do Amarante e tentar encontrar na atividade de blogueiros dedicados à música de qualidade algo que nos una e ajude muita gente boa espalhada por todo este país, e lá fora, também, a ter seus méritos reconhecidos, resgatando e preservando valores de nossa cultura popular.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s