Barulho d'Água Música

Veículo de divulgação de cantores, duplas, grupos, compositores, projetos, produtores culturais e apresentadores de música independente e de qualidade dos gêneros popular e de raiz. Colabore com nossas atividades: leia, compartilhe e anuncie!

847 – Pamonha com o melhor malte doze anos

1 comentário

O Barulho d’água Música/Agenda do Barulho acompanhou na noite de ontem, 6 de abril, mais uma apresentação de Neymar Dias e Igor Pimenta para lançamento do álbum Come Together Project, desta vez no Sesc Pinheiros, bairro da zona Sul paulistana. O disco celebra a obra do grupo mais influente da música pop de todos os tempos, The Beatles, com uma formação inusitada de viola caipira e baixo acústico.

Por meio de cuidadosas rearmonizações e a fidelidade ao universo melódico do quarteto inglês, o duo extrai a síntese das canções e dos arranjos, transportando-os para uma instrumentação camerística, sem no entanto deixar de lado o sotaque caipira em composições cujas notas conduzem a plateia a uma ampla varanda de fazenda, na qual após a lida na roça, pode-se descansar e contemplar a imensidão pitando um cigarrinho de fumo de corda.

A dupla, em uma imagem possível, encontrou a porteira que, aberta, permite iniciar a conexão Piracicaba-Liverpool. Ao fim da trilha, com camisas xadrezes e botinas, os quatro revolucionários rapazes tiram os chapéus de palha para cumprimentar quem embarcou ao som das cordas dos paulistanos e atravessou o portal.

Neymar Dias é compositor e arranjador. De início, como autodidata, aprendeu vários instrumentos de cordas, como a viola caipira, guitarra, violão, baixo elétrico, guitarra havaiana e bandolim, tendo se dedicado posteriormente aos estudos regulares de música e se formado em composição e regência pela FAAM (Faculdade de Artes Alcântara Machado).

Integrando também orquestras respeitadas como a Orquestra Sinfônica da USP e a Experimental de Repertório, o músico paulistano sempre atuou com excelência como contrabaixista tanto na música popular, quanto na erudita. Filho de um compositor de música caipira, traz em sua memória e história uma vastidão de estilos – do jazz à música erudita, com um profundo conhecimento da música regional brasileira, acumulado desde a primeira infância. Realiza intenso e constante trabalho na música popular. Possui os seguintes CDs lançados: Capim (2009), Intervalo (2010) e Caminho de Casa (2011)

Igor Pimenta iniciou seus estudos no contrabaixo. Teve como professores Arismar do Espírito Santo e Gérson Frutuoso, até ingressar na Faculdade de Artes Alcântara Machado. Paralelo a isso cursou contrabaixo elétrico no CEM Tom Jobim (antiga ULM) e na Escola Municipal de Música. Em 2011 ministrou aulas sobre contrabaixo na musica brasileira na conceituada Indiana University. Atuou com grandes instrumentistas como Frank London (Klezmatics), Zé Eduardo Nazário, Toninho Ferragutti, Vinícius Dorin, Alon Nechushtan (Israel), Charlie Dennard (USA), Paulo Tiné, Neymar Dias, Alexandre Silvério, Fernando Gonzales (Cuba) entre outros artistas de renome.

Para quem ainda não conhece Neymar Dias e Igor Pimenta, a dica do blogue é assisti-los a partir das 21 horas da sexta-feira, 15, quando estarão no Sesc Pompeia (SP) acompanhando Cláudio Lacerda no lançamento de Trilha Boiadeira. O trio contará, ainda, com as presenças no palco de Thadeu Romano (acordeon) e Kabé Pinheiro (percussão).

naotemdesculpa5

Anúncios

Autor: barulhomarcel

Jornalista nascido em Bela Vista do Paraíso (PR). Corintiano por herança do pai, Geraldo Caetano de Lima. Do velho também puxou a paixão por modas de viola, música de raiz e caipira, que era chamada de "sertaneja" antes da mídia comercial se apropriar, indevidamente, do nome. Quando criança ouvia aos pés da cama dele, vindas de um rádio à pilha que chiava muito, clássicos destes gêneros que marcaram para sempre a sua vida. Eu e Andreia Beillo não temos nada em comum. Para começo de conversa, ela torce pelo Palmeiras. Mas resolvemos juntos botar o pé na estrada e acreditar nas bençãos de São Gonçalo do Amarante e tentar encontrar na atividade de blogueiros dedicados à música de qualidade algo que nos una e ajude muita gente boa espalhada por todo este país, e lá fora, também, a ter seus méritos reconhecidos, resgatando e preservando valores de nossa cultura popular.

Um pensamento sobre “847 – Pamonha com o melhor malte doze anos

  1. Pingback: 1000 – Neymar Dias transcreve para a viola obra que passeia pela mente de Deus e lança álbum novo no MCB (SP) | Barulho d'Água Música

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s