Barulho d'Água Música

Veículo de divulgação de cantores, duplas, grupos, compositores, projetos, produtores culturais e apresentadores de música independente e de qualidade dos gêneros popular e de raiz. Colabore com nossas atividades: leia, compartilhe e anuncie!

864 – Abraço Cultural abriga em São Paulo 2º Sarau pró refugiados com filmes, música e dança

Deixe um comentário

Nesta sexta-feira, 29 de abril, a partir das 19h30, ocorrerá o 2º Sarau Multicultural do Abraço, evento que celebra a diversidade cultural e que deverá reunir no bairro Aldeia de Pinheiros, em São Paulo, refugiados da Síria, da Palestina, de Cuba e imigrantes da Bolívia e da Colômbia em torno de atividades e manifestações musicais, de dança, de artes cênicas, de artes plásticas, audiovisuais, e feira gastronômica que oferecerá comidas e bebidas típicas. Qualquer pessoa poderá participar da iniciativa da Abraço Cultural, entidade que desde junho de 2015  promove troca de experiências, geração de renda e valorização pessoal de refugiados residentes no Brasil como meio de quebrar barreiras no convívio, estimular e favorecer a assimilação de aspectos culturais de outros países.

O projeto chama-se Abraço Cultural – Cursos com Refugiados. Idealizado em abril de 2015 pela plataforma social Atados – Juntando Gente Boa, tem hoje como parceiros a Adus – Instituto de Reintegração do Refugiado, o espaço coletivo Aldeia, a SP Escola de Teatro e a Escola da Cidade. Em julho de 2015 a expectativa era reunir os primeiros 40 alunos, mas a procura em torno de 500 pessoas possibilitou ajuntar 123, distribuídos em 12 turmas. Durante o segundo semestre ocorreram cursos semi-intensivos, de três meses, e um curso regular de 120 dias, atividades complementadas em janeiro de 2016 com um módulo intensivo de férias, em janeiro. A Abraço Cultural realizou também duas festas e participou do Carnaval paulistano com o bloco RefugiAmados, formado por foliões da Síria e do Haiti. Neste curto espaço de atuação a Abraço Cultural conseguiu inserir no mercado de trabalho 28 professores refugiados, contou com a colaboração de 300 alunos e engajou 70 voluntários, além de abrir uma sede no Rio de Janeiro.

Programação

19h30 Exibição do vídeo O perigo da história única 

A escritora nigeriana Chimamanda Adichie conta a história de como encontrou sua voz cultural autêntica e adverte: quando se ouve uma história única sobre outra pessoa ou país corremos o risco de ter uma ideia equivocada.

20h – Café com Cuba: Experiência interativa de aprendizado sobre a arte e cultura

A antropóloga e professora de Língua Espanhola María Ileana Faguaga  abordará o tema das artes plásticas em seu país. Na sequência, o pesquisador e crítico teatral Luvel García Leyva, também professor da Abraço Cultural, apresentará aspectos da ilha por meio de um jogo teatral.

 21h30:  Dança e música árabes

Os sírios Ali Jeratli e Ehab  Alhennawi convidarão a plateia para rodas de dança e música que enfocam tradições árabes .

 Exposição de desenhos 

O desenhista, arquiteto e designer de interiores Leon Diab (Palestina), com 17 anos de carreira,  exibirá durante todo o Sarau retratos realistas feitos à lápis.

Serviço

2º  Sarau Multicultural do Abraço

Data: 29 de abril, sexta-feira, das 19h30 às 23 horas
Endereço: Rua Lisboa, 445, Aldeia de Pinheiros
Capacidade do local: 150 pessoas 

Entrada: R$ 15,00 para o público em geral (por meio de dinheiro ou cartão de crédito) e franca para alunos da Abraço Cultural 

Classificação indicativa: livre

People take part in a demonstration in support of migrants holding up placards saying ' Syrians Refugees welcome' in LIsbon, Portugal, 12 September 2015. ANTÓNIO COTRIM/LUSA

Manifestação de apoio a imigrantes sírios promovida em Lisboa (Portugal), em setembro de 2015 (Foto: ANTÓNIO COTRIM/LUSA)

Anúncios

Autor: barulhomarcel

Jornalista nascido em Bela Vista do Paraíso (PR). Corintiano por herança do pai, Geraldo Caetano de Lima. Do velho também puxou a paixão por modas de viola, música de raiz e caipira, que era chamada de "sertaneja" antes da mídia comercial se apropriar, indevidamente, do nome. Quando criança ouvia aos pés da cama dele, vindas de um rádio à pilha que chiava muito, clássicos destes gêneros que marcaram para sempre a sua vida. Eu e Andreia Beillo não temos nada em comum. Para começo de conversa, ela torce pelo Palmeiras. Mas resolvemos juntos botar o pé na estrada e acreditar nas bençãos de São Gonçalo do Amarante e tentar encontrar na atividade de blogueiros dedicados à música de qualidade algo que nos una e ajude muita gente boa espalhada por todo este país, e lá fora, também, a ter seus méritos reconhecidos, resgatando e preservando valores de nossa cultura popular.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s