Barulho d'Água Música

Veículo de divulgação de cantores, duplas, grupos, compositores, projetos, produtores culturais e apresentadores de música independente e de qualidade dos gêneros popular e de raiz. Colabore com nossas atividades: leia, compartilhe e anuncie!

876 – Paulo Freire (SP) narra causos e canta temas de “Violinha Contadeira” para público infantil do Imagens do Brasil Profundo

Deixe um comentário

Cantor, compositor, pesquisador cultural, violeiro e contador de causos, Paulo Freire (Campinas/SP) será atração do projeto Imagens do Brasil Profundo, cuja terceira temporada, acolhido pela Biblioteca Mário de Andrade (BMA), em São Paulo, começou recentemente. Paulo Freire estará no palco Rubens Borba de Moraes para apresentação de Violinha Contadeira, show dedicado ao público infanto-juvenil que protagonizará a partir das 11 horas do domingo, 22, com entrada franca. Violinha Contadeira é também título do mais recente álbum deste exímio artista popular que aprendeu a tocar viola caipira no sertão do Urucuia, situado na porção Noroeste de Minas Gerais. As lições com mestres da região o colocaram em contato com costumes e lendas, bases de sua inspiração para criar composições e executar várias trilhas sonoras, incluído a do seriado Grande Sertão: Veredas e trilhas especiais para programas como Globo Rural e Viola, Minha Viola que o transformaram em um dos mais aclamados representantes do universo regional.

Paulo Freire abriu em outubro de 2014 a primeira temporada do projeto Imagens do Brasil Profundo e voltará à BMA em 14 de dezembro, quando, ao lado do maestro Jaime Além, encerrará a terceira. Naquela ocasião, Marcatti buscou imprimir um Olhar sobre a Cultura Caipira em quatro bate-papos com expoentes desta vertente das nossas tradições populares. Depois, em 2015, ampliada, a programação passou a abarcar outros aspectos das diversas culturas regionais, agora desvendados por meio de shows, bate-papos musicais, debates e palestras. Nestas ações, ao invés de promover abordagens tradicionais, Marcatti interage com músicos, documentaristas, diretores de cinema, ativistas culturais e pesquisadores da cultura popular que em comum nutrem um modo peculiar de retratar o país e promovem trabalhos de pesquisa e de resgate das nossas mais entranhadas tradições.

Com cada um dos participantes, o sociólogo joga luz “sobre aspectos do universo cultural brasileiro, de nossas trajetórias, continuidades e rupturas,daquilo que sem nenhuma pretensão definidora poderíamos chamar de identidades brasileiras, no plural, com a vantagem dos exemplos serem pontuados no calor da prosa, ao vivo, pelo som dos instrumentos, muitos artesanais, e pela apresentação de outras formas de expressão cultural”, observa. Seguindo princípios e ideais de três dos nossos maiores expoentes culturais que são o patrono Mário de Andrade, Darcy Ribeiro e Ariano Suassuna, apoiado, ainda, em pensamentos de Machado de Assis, o projeto propõe “um reencontro do Brasil com ele mesmo”, mas não com o Brasil institucional, caricato e burlesco, e sim o mestiço, aquele que nos permite afirmar perante o mundo a originalidade da civilização tropical, revelador de nossos melhores instintos e mais arraigadas tradições.

Depois de receber Paulo Freire, o projeto Imagens do Brasil Profundo prosseguirá já na quarta-feira, 25, com o sanfoneiro nascido em Campinas e radicado na Capital Thadeu Romano. Marcatti convidou Thadeu Romano para um bate papo cuja pauta será A geografia afetiva da sanfona no Brasil previsto para começar às 20 horas, sem cobrança de entradas. Em 5 de maio, a plateia acompanhou concorrida e marcante apresentação da cantora, compositora e poetisa Consuelo de Paula (MG).

A apresentação de Paulo Freire  enriquecerá também uma semana das mais especiais que a BMA está oferecendo ao público, pois transcorrerá ainda sob o calor do 7º Encontro Internacional de Contadores de História Boca do Céu iniciado no sábado, 14, e previsto para se estender até o dia 21. Ele é um dos vários convidados do Brasil e do exterior para animar oficinas, espetáculos, debates e narração de contos coordenados pela educadora Regina Machado, idealizadora do Encontro bienal que desde 2001 exalta a arte da palavra e o impacto dela em diferentes culturas, buscando enfocar a diversidade da tradição oral não só nas diferentes regiões do país, como também em todo o mundo. Estas atividades inspiram e refletem ações educativas, sociais e estéticas e cada nova edição enfoca a arte narrativa como um fenômeno das culturas humanas que se insere ao lado de outras áreas de expressão, como teatro, música, dança e artes visuais. Em 2016, o Encontro terá rodadas promovidas também pelo Itaú Cultural, no Auditório Ibirapuera, e Fábricas de Cultura do Governo, em São Paulo.

Programação de 2016 do Projeto Imagens do Brasil Profundo

22/05 – Paulo Freire apresenta “Violinha Contadeira”, 11 horas
25/05 – Bate-papo com Thadeu Romano (SP) sobre a “Geografia afetiva da sanfona no Brasil”, 20 horas
15/06 – Jean e Joana Garfunkel (SP) cantam canções inspiradas no universo de Mário de Andrade, 20 horas
29/06 – “O bar, o botequim e a cultura brasileira”: debate mediado por Jair Marcatti com Ugo Geogetti e Humberto Werneck, 20 horas
13/07 – Show com Zé Paulo Medeiros (SP), 20 horas
27/07 – Bate-papo com o cantor e compositor Mário Gil (SP), 20 horas

cantunes
10/08 – Bate-papo com Carlinhos Antunes (SP), 20 horas
24/08 – “Mistura e mestiçagem na cultura brasileira”, debate mediado por Jair Marcatti com Geraldo Adriano, 20 horas
14/09 – Show com o violeiro gaúcho radicado em São Paulo Sidnei de Oliveira, 20 horas
28/09 – Artesanato do Vale do Jequitinhonha, debate mediado por Jair Marcatti, 20 horas
05/10 – Show “Cartas para o Velho Rosa”, com Pedro Antônio (MG) e Antônio Galba (SP), 20 horas
19/10 – Bate-papo com a percussionista Cássia Maria (SP) sobre a “História da percussão no Brasil”, 20 horas
09/11 – Show com o conjunto de músicas folclóricas Vozes Bugras (SP), 20 horas
23/11 – Bate papo com Swami Júnior (SP) sobre “O violão no Brasil”, 20 horas
14/12 – Show de encerramento da temporada com Paulo Freire e Jaime Além (RJ), 20 horas

A Biblioteca Mário de Andrade fica na rua da Consolação, 94, Centro, com acesso pelas estações de Metrô República e Anhangabaú

Anúncios

Autor: barulhomarcel

Jornalista nascido em Bela Vista do Paraíso (PR). Corintiano por herança do pai, Geraldo Caetano de Lima. Do velho também puxou a paixão por modas de viola, música de raiz e caipira, que era chamada de "sertaneja" antes da mídia comercial se apropriar, indevidamente, do nome. Quando criança ouvia aos pés da cama dele, vindas de um rádio à pilha que chiava muito, clássicos destes gêneros que marcaram para sempre a sua vida. Eu e Andreia Beillo não temos nada em comum. Para começo de conversa, ela torce pelo Palmeiras. Mas resolvemos juntos botar o pé na estrada e acreditar nas bençãos de São Gonçalo do Amarante e tentar encontrar na atividade de blogueiros dedicados à música de qualidade algo que nos una e ajude muita gente boa espalhada por todo este país, e lá fora, também, a ter seus méritos reconhecidos, resgatando e preservando valores de nossa cultura popular.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s