Barulho d'Água Música

Veículo de divulgação de cantores, duplas, grupos, compositores, projetos, produtores culturais e apresentadores de música independente e de qualidade dos gêneros popular e de raiz. Colabore com nossas atividades: leia, compartilhe e anuncie!

893 – “O Bar, o Botequim e a Cultura Brasileira”, com Ugo Giorgetti e Lúcia Helena Gama, é novo tema do Imagens do Brasil Profundo

Deixe um comentário

O projeto Imagens do Brasil Profundo em sua terceira temporada promoverá nova rodada nesta quarta-feira, 29 de junho, a partir das 19 horas, com entrada franca, na Biblioteca Municipal Mário de Andrade, situada em São Paulo. O curador Jair Marcatti desta vez mediará debate sobre o tema O Bar, o Botequim e a Cultura Brasileira, precedido pela exibição do filme Boleiros, de Ugo Giorgetti. A partir das 20h30, Marcatti, Giorgetti e a socióloga Lúcia Helena Gama, autora do livro Nos Bares da Vida – produção cultural e a sociabilidade em São Paulo-1940-1950, discorrerão sobre o tema.

Instituição brasileira por excelência, o botequim é uma espécie de último sopro da antiga  Ágora grega, no qual todos os assuntos, dos mais simples aos mais sofisticados, são tematizados e discutidos. Nas palavras de Nelson Rodrigues, que se inspirou em andanças e em observações nesses ambientes democráticos, “o boteco é ressoante como uma concha marinha. Todas as vozes brasileiras passam por ele”. Palco de encontros e de lançamentos de manifestos de incontáveis movimentos culturais brasileiros, o botequim se constitui como uma arena, lugar democrático e um local aberto, espaço de sociabilidade, falas, conversas e bate papos, marcando a paisagem da vida social brasileira com um dos aspectos mais ricos do país: a informalidade e a força das relações pessoais e cotidianas. Estranho que um dos mais importantes espaços sociais brasileiros não tenha o destaque que merece. Por conta disso e por representar um aspecto importante das camadas mais profundas e constitutivas da sociedade brasileira, o projeto Imagens do Brasil Profundo resolveu realizar uma mesa de debates sobre essa questão.

Ugo Giorgetti

Cineasta, trabalha como roteirista e diretor de filmes publicitários desde 1966, a princípio nas agências Alcântara Machado, C&N, Denison e Proeme, mais tarde nas produtoras Companhia de Cinema, Frame e Espiral.

No início dos anos 1970 realizou dois curtas-metragens sobre aspectos da cidade de São Paulo. Seu primeiro longa, Quebrando a Cara, iniciado em 1977, mas lançado apenas em 1986, é um documentário sobre a carreira e as lutas do boxeador Éder Jofre.

Jogo Duro, primeiro longa de ficção de Giorgetti, conta a história de um grupo de marginalizados que disputam a ocupação de uma casa em bairro nobre de São Paulo. Festa recebeu o prêmio de Melhor Filme no Festival de Gramado de 1989. Dirigiu ainda SábadoBoleiros e Boleiros 2 – Vencedores e Vencidos, entre outros filmes

Em 2004, a Coleção Aplauso Cinema Brasil, da Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, publicou o volume Ugo Giorgetti – o sonho intacto, de Rosane Pavam . Desde 2006, Giorgetti assina uma coluna semanal sobre futebol nas edições de domingo do jornal O Estado de S. Paulo.

Lúcia Helena Gama

Socióloga com doutorado em Ciências Sociais

Pesquisadora do corpo técnico dos órgãos de preservação: estadual –  CONDEPHAAT/SP 1979 a 1982 e municipal COMPRESP 1983 a 1989.

É funcionária da Secretaria Municipal de Cultura de São Paulo – Departamento de Expansão Cultural – coordenação das Casas de Cultura.

Atuou como professora em várias faculdades de São Paulo

Tem uma série de artigos publicados em que se destacam a pesquisa e a reflexão sobre as cidades, em particular São Paulo.

É autora dos livros Nos Bares da Vida – produção cultural e a sociabilidade em São Paulo-1940-1950, edição SENAC, 1999. Entre os finalistas na indicação do Prêmio Jabuti, na categoria de Ciências Humanas, de 1999 e uma das organizadoras e articulista de São Paulo Metrópole em Trânsito – percursos Urbanos e Culturais editora SENAC/PMSP 2004, entre os dez finalistas na categoria Arquitetura e Urbanismo, Prêmio Jabuti 2005

Serviço

Projeto Imagens do Brasil Profundo apresenta:

Quarta-feira, 29 de junho

19 horas: Exibição do filme Boleiros, de Ugo Giorgetti

20h30: Mesa de Debates – O Bar, o Botequim e a Cultura Brasileira, com Ugo Giorgetti e Lúcia Helena Gama, mediado pelo curador Jair Marcatti

Entrada franca

Local: Auditório da Biblioteca Mário de Andrade

Endereço: rua da Consolação, 94, Centro, entre as estações República e Anhangabaú do Metrô

Anúncios

Autor: barulhomarcel

Jornalista nascido em Bela Vista do Paraíso (PR). Corintiano por herança do pai, Geraldo Caetano de Lima. Do velho também puxou a paixão por modas de viola, música de raiz e caipira, que era chamada de "sertaneja" antes da mídia comercial se apropriar, indevidamente, do nome. Quando criança ouvia aos pés da cama dele, vindas de um rádio à pilha que chiava muito, clássicos destes gêneros que marcaram para sempre a sua vida. Eu e Andreia Beillo não temos nada em comum. Para começo de conversa, ela torce pelo Palmeiras. Mas resolvemos juntos botar o pé na estrada e acreditar nas bençãos de São Gonçalo do Amarante e tentar encontrar na atividade de blogueiros dedicados à música de qualidade algo que nos una e ajude muita gente boa espalhada por todo este país, e lá fora, também, a ter seus méritos reconhecidos, resgatando e preservando valores de nossa cultura popular.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s