Barulho d'Água Música

Veículo de divulgação de cantores, duplas, grupos, compositores, projetos, produtores culturais e apresentadores de música independente e de qualidade dos gêneros popular e de raiz. Colabore com nossas atividades: leia, compartilhe e anuncie!

918 – Museu da Casa Brasileira retoma apresentações dominicais em São Paulo com quatro concertos de orquestras

Deixe um comentário

O Museu da Casa Brasileira (MCB) retomará a partir de 12 de março as concorridas apresentações gratuitas que sempre a partir das 11 horas e aos domingos lotam as dependências do terraço do prédio, com capacidade para até 400 pessoas, situado no bairro paulistano de Pinheiros. Nesta que será a 18ª edição do projeto Música no MCB, a Secretaria de Cultura do Estado de São Paulo programou uma série de quatro concertos com orquestras que executam estilos musicais variados, evidenciando a versatilidade deste tipo de formação. A temporada será aberta pela Orquestra Pinheiros, que reúne integrantes do Coral Esporte Clube Pinheiros (ECP) e oferecerá à plateia É Pop!, sob a regência de Murilo Alvarenga. O repertório recordará canções de conjuntos e artistas populares da música internacional, entre os quais The Beatles e Queen, mescladas a musicais da Broadway, em um formato inédito. Além do coral, haverá “canjas” com cantores convidados.

Repertório da Orquestra Pinheiros divulgado pelo MCB*:

01. The Fifth of Beethoven (L.v. Beethoven)/02. The Best of Earth and Fire (medley)/03. Bohemian Rhapsody (Freddie Mercury)/04. Beauty and The Beast (Alan Menken)/05. Body and Soul (J. Green)/06. Miss Celie’s Blues (Quincy Jones & Rod Temperton)/07. Oblivion (Astor Piazzolla)/08. Chiquilin de Bachin (A. Piazzolla & H. Ferrer)/09. Lady Madonna (Lennon & McCartney)/10. Something (G. Harrison)/11. Hey Jude (Lennon & McCartney)/12. Phantom Medley (Andrew Lloyd Webber)/13. Memory (Andrew Lloyd Webber)/
14. Feeling Good (A. Newley & L. Bricusse)/15. New York, New York (J. Kander & Fred Ebb)
16. Can’t Take My Eyes Off You (Frank Valli & B. Gaudier)/17. My Way (J. Reavux, C. François & Paul Anka)
18. Happy (Pharrel Williams)

19/03 – Neste dia a atração será a Laetare, orquestra de cordas, que executará Mulheres Compositoras em Concerto, com obras compostas por expoentes femininos de países como Brasil, Venezuela, Estados Unidos e República Tcheca. O maestro Muriel Waldman, pesquisador do universo das compositoras, foi quem descobriu as canções que integrarão a apresentação, ainda pouco conhecidas do público.

26/03-  Com direção musical de Carlinhos Antunes, na terceira rodada será a vez da Orquestra Mundana, que está completando 15 anos de existência. O repertório escolhido pelo coordenador rememora músicas que marcaram a trajetória do grupo, conhecido por trilhar caminhos que sempre são renovados e primam pela originalidade e ousadia. A cantora Viviani Godoy, convidada da Orquestra, também subirá ao palco.

Repertório da Orquestra Mundana*

01. Levyana (Carlinhos Antunes)/02. Africanita (Carlinhos Antunes)/03. Maria Rosa (Carlinhos Antunes)
04. Garoto em Caracas (Carlinhos Antunes)/05. Pajarillo Verde (Cecilia Todd)/06. La Jardinera (Violeta Parra)
07. Cancion y Huayno (Orlando y Mauro)/08. Nandus dance (folclore indiano)/09. Fina Estampa (Chabuca Granda)/10. Baiao de cinco (Gabriel Levy)

02/04 – O fecho de ouro da série de concertos caberá à Orquestra de Câmara (Ocam) da Escola de Comunicação e Artes da Universidade de São Paulo, que desde 2001 encanta o público que aprecia o gênero. Com reforços do flautista Toninho Carrasqueira e da harpista Suelen Sampaio, o maestro Gil Jardim estará à frente dos músicos que são alunos dele no Departamento de Música da USP durante a execução de obras de Mozart e Beethoven. 

Repertório da Ocam*

01. Concerto para Flauta, Harpa e Orquestra em Do Maior, K299 (W. A. Mozart)/02. Sinfonia nº4 em Si Bemol Maior, Op. 60 (L.V. Beethoven)

O projeto Música no MCB tem edições contínuas desde 1999 e já atraiu mais de 240 mil pessoas com espetáculos de grupos como Pau Brasil, Zimbo Trio, Projeto Coisa Fina, Orquestra Bachiana Jovem, Grupo Aum, Mawaca e Traditional Jazz Band, entre outros.

O MCB fica em uma aprazível área verde situada na avenida Faria Lima, 2705. Além do terraço e do amplo espaço, com bancos espalhados pelo parque em cujo terreno costumam ser vistas até famílias inteiras desfrutando do ambiente e das apresentações, o MCB oferece estacionamento e restaurante e um bicicletário gratuito. 

*O Barulho d’gua Música se exime de eventuais alterações nos programas caso, a critério dos músicos, ocorram após a divulgação nesta matéria

arte-cantunes

Antunes concorre ao Troféu PPM

Tios que tocavam piano, violino, viola e cello, além do pai que gostava de sapateado, influenciaram as escolhas e a formação do versátil Carlinhos Antunes, um dos finalistas deste ano do Prêmio Profissionais da Música e concorrerá ao troféu na categoria Artista Instrumental.

Fazendo valer o talento familiar, Carlinhos Antunes toca violão, viola, charango, cuatro, e instrumentos pouco conhecidos do público como o kora n’goni, entre outros de percussão variada. Como pesquisador aprimorou a carreira nacional e internacional ao conhecer e compartilhar sonoridades de diversas partes do mundo em viagens que empreendeu pelo Brasil e países cuja lista  inclui Marrocos (onde viveu entre 1990 e 1991), Peru, Nicarágua, Holanda, Cuba, França, Inglaterra, Grécia, Itália, Espanha (que o acolheu entre 1991 e 1994 e, novamente, em 2000), Turquia, Croácia, Burkina Faso, Suíça e Suriname. Nestes locais atuou em grandes festivais, tanto em apresentações solo, quanto à frente da Orquestra Mundana, ao lado de nomes como Tom Zé, Adoniran Barbosa, Jair Rodrigues, Vânia Bastos, Fátima Guedes, Filó Machado, Oswaldinho do Acordeon, Grupo Tarancón, Badi Assad, Terra Brasil; Susana Baca (Peru); Carlos Nuñes  e Xabi Lozano(Espanha); Paul Winter  (Estados Unidos); Mahala Räi Band e Ionel Manole Trio (Taraf de Haidouks/Romênia); Carácas Son Siete (Venezuela), Samir e Wissan Jubran (Palestina); Antonio Chainho (Portugal); Siwan Perver (Kurdistão); Grupo 4SHURE (Holanda); Pascal Lefeuvre (França); Tita Parra (Chile); Petros Tabourius (Grécia);  Tenores de Bitti (Itália); e Bilja Bistri (Sérvia).

Carlinhos Antunes também é historiador formado pela Pontifícia Universidade Católica de São Pauloe caso venha a ser agraciado com o troféu do PPM o receberá entre os dias 28 e 30 de abril, durante solenidades que transcorrerão no Cota Mil Iate Club, situado em Brasília (DF).

 

JNV_site_LancamentoCampanha1170x780

Anúncios

Autor: barulhomarcel

Jornalista nascido em Bela Vista do Paraíso (PR). Corintiano por herança do pai, Geraldo Caetano de Lima. Do velho também puxou a paixão por modas de viola, música de raiz e caipira, que era chamada de "sertaneja" antes da mídia comercial se apropriar, indevidamente, do nome. Quando criança ouvia aos pés da cama dele, vindas de um rádio à pilha que chiava muito, clássicos destes gêneros que marcaram para sempre a sua vida. Eu e Andreia Beillo não temos nada em comum. Para começo de conversa, ela torce pelo Palmeiras. Mas resolvemos juntos botar o pé na estrada e acreditar nas bençãos de São Gonçalo do Amarante e tentar encontrar na atividade de blogueiros dedicados à música de qualidade algo que nos una e ajude muita gente boa espalhada por todo este país, e lá fora, também, a ter seus méritos reconhecidos, resgatando e preservando valores de nossa cultura popular.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s