Barulho d'Água Música

Veículo de divulgação de cantores, duplas, grupos, compositores, projetos, produtores culturais e apresentadores de música independente e de qualidade dos gêneros popular e de raiz. Colabore com nossas atividades: leia, compartilhe e anuncie!

957 – Selo Sesc disponibiliza primeiros 16 álbuns do catálogo para audição por streaming

1 comentário

Quem curte os álbuns fonográficos do Selo Sesc já pode acessar parte do catálogo por meio de plataformas como Spotify, Deezer, Apple Music, Google Play Music, e Napster. O primeiro lote reúne 16 títulos entre os quais No Voo do Urubu, de Arthur Verocai; A Saga da Travessia, de Letieres Leite & Orkestra Rumpilezz; Com Alma, da Banda Mantiqueira; Virgínia Rosa Canta Clara, de Virgínia Rosa; e Café no Bule, de Zeca Baleiro, Naná Vasconcelos e Paulo Lepetit. Doravante, os lançamentos também serão liberados para os servidores de streaming e a promessa do Sesc é que até dezembro todos os discos já lançados desde 2004 estejam disponíveis.

O Selo Sesc surgiu há 13 anos e já lançou CDs e DVDs de artistas de vários estilos tais quais Guinga, Itamar Assumpção, Banda Mantiqueira, Rolando Boldrin, Virgínia Rosa, Raul de Souza, João Donato, Arthur Verocai e Esmeralda Ortiz. O catálogo abarca desde registros folclóricos a realizações atuais da música de concerto, passando pelas muitas vertentes da música brasileira em projetos especiais. “A ideia do nosso selo brotou em meio à profusão de atividades culturais realizadas pelo Sesc, perseguindo sempre o mesmo objetivo: democratizar o acesso a bens culturais”, informou Wagner Palazzi, coordenador do selo Sesc. “Assim, nunca nos prendemos a gêneros e estilos e agora deixamos de nos prender também apenas ao formato CD”, emendou. “Disponibilizando parte do catálogo para audição digital fortalecemos nossa missão principal, sem abrir mão de mantermos, ainda, a produção física, pois entendemos que em nossa época vários modos de escuta convivem simultaneamente.”

As declarações de Palazzi integram a matéria da Revista E, que o Sesc publicou neste mês de maio, cujo título é Mar Sonoro. O texto aborda como o mergulho de hoje no universo digital permite acesso a produções tanto do passado, quanto do presente, ampliando a maneira como o público, artistas e agentes culturais se relacionam com a música e seus produtos específicos, mudanças de hábitos que afetam desde a audiência das emissoras ao consumo de discos, incluindo, ainda, a forma de divulgação dos próprios cantores, duplas, bandas etc.

De acordo com a Federação Internacional da Industria Fonográfica (IFPI) e a Pró Música (antiga Associação Brasileira dos Produtores de Discos), fontes utilizadas para as pesquisas que alimentaram a matéria da Revista E, 71% dos usuários da internet entre 16 e 64 anos acessam música legalmente e um terço deles utiliza serviços de streaming. Outro indicador aponta que 82% dos acessos do Youtube correspondem a ouvintes de música; desses, 81% escutam músicas que já conhecem. E mais: dois a cada três internautas brasileiros utilizam celulares para ouvir músicas; no Brasil, a distribuição de música em formatos digitais respondeu por mais de 70% do total de receitas de 2016, considerando os mercados físico e digital combinados. Dentro dos formatos digitais, o streaming é a modalidade que mais influenciou no desempenho do mercado brasileiro, crescendo 121% no primeiro semestre de 2016 ante ao mesmo período de 2015.

O álbum de Esmeralda Ortiz, Guerreira, está disponível no primeiro lote para audição em streaming

Lista dos primeiros álbuns do selo Sesc já disponíveis para audição digital:

No Voo do Urubu, de Arthur Verocai
Donato Elétrico, de João Donato
A Saga da Travessia, de Letieres Leite & Orkestra Rumpilezz
Com Alma, da Banda Mantiqueira
Virgínia Rosa Canta Clara, de Virgínia Rosa
Café no Bule, de Zeca Baleiro, Naná Vasconcelos e Paulo Lepetit
Rei Vadio, de Romulo Fróes
O Sonho, A Vida, A Roda-Viva, do MPB4
Curado, de Hurtmold & Paulo Santos
Três no Samba, de André Mehmari, Eliane Faria & Gordinho do Surdo
Guerreira, de Esmeralda Ortiz
Sebastião Biano e seu Terno Esquenta Muié, de Sebastião Biano
Ao Vivo Jazz na Fábrica: Uma Lenda ao Vivo, do Grupo Um
Alto da Silveira, de Pepeu Gomes
Boulez +, de Flo Menezes
Alberto Nepomuceno, do Quarteto Carlos Gomes

 

Anúncios

Autor: barulhomarcel

Jornalista nascido em Bela Vista do Paraíso (PR). Corintiano por herança do pai, Geraldo Caetano de Lima. Do velho também puxou a paixão por modas de viola, música de raiz e caipira, que era chamada de "sertaneja" antes da mídia comercial se apropriar, indevidamente, do nome. Quando criança ouvia aos pés da cama dele, vindas de um rádio à pilha que chiava muito, clássicos destes gêneros que marcaram para sempre a sua vida. Eu e Andreia Beillo não temos nada em comum. Para começo de conversa, ela torce pelo Palmeiras. Mas resolvemos juntos botar o pé na estrada e acreditar nas bençãos de São Gonçalo do Amarante e tentar encontrar na atividade de blogueiros dedicados à música de qualidade algo que nos una e ajude muita gente boa espalhada por todo este país, e lá fora, também, a ter seus méritos reconhecidos, resgatando e preservando valores de nossa cultura popular.

Um pensamento sobre “957 – Selo Sesc disponibiliza primeiros 16 álbuns do catálogo para audição por streaming

  1. Pingback: 1031 – Visite o blogue Eu Ovo, baixe grátis cem discos e conheça os dois ótimos trabalhos do Sertanília (BA) | Barulho d'Água Música

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s