Barulho d'Água Música

Veículo de divulgação de cantores, duplas, grupos, compositores, projetos, produtores culturais e apresentadores de música independente e de qualidade dos gêneros popular e de raiz. Colabore com nossas atividades: leia, compartilhe e anuncie!

980 – Em noite de homenagem a Ney Matogrosso, “Raiz Forte” rende troféu do 28º PMB a Ana Paula da Silva (SC)

Deixe um comentário

A cantora Ana Paula da Silva (Joinville/SC) é uma das vencedoras do 28º Prêmio da Música Brasileira (PMB) e recebeu o troféu de Melhor Cantora da categoria Regional com o álbum Reza Forte na noite de quarta-feira, 19, em cerimônia promovida no Theatro Municipal do Rio de Janeiro (RJ). Nesta edição o tradicional evento homenageou Ney Matogrosso e entre outros também premiou nomes consagrados do cenário nacional tais quais Alceu Valença, Ivete Sangalo, Maria Bethânia, Elza Soares, Tom Zé, Zeca Pagodinho, a dupla Zé Mulato & Cassiano e o grupo MPB 4, além de gente e trabalhos muito bons que despontam no meio regional e independente, tais quais Alberto Salgado, Letieres Leite e Orkestra Rumpilezz, Saulo Duarte e a Unidade, Baiana System e Alessandra Maestrini.

Intérprete e produtora de sua própria obra e de outros projetos culturais, Ana Paula da Silva já completou 20 anos de carreira. Neste período, lançou e produziu seis álbuns e um songbook os quais vem promovendo em shows e turnês, no Brasil e no exterior. Entre amigos e parceiros de estrada já tocaram com Ana Paula: Robertinho Silva, Beto Lopes, Arnou de Melo, Davi Sartori, Toucinho, Mário Sève, Toninho Ferragutti (também vencedor do 28° PMB), Wolfgang Muthspiel, Karl Hodina, Bertl Mayer, Martin Reiter, Cláudio Jorge, e Chico Saraiva entre outros. A catarinense compartilhou o palco, ainda, com Leny Andrade, Elza Soares e Toninho Horta e atuou como integrante do Joe Zawinul Syndicate, Martin Reiter Group e com Alegre Corrêa Group.

Na televisão, Ana Paula da Silva abrilhantou programas em emissoras do Brasil (Talentos/DF; Terra Canção/PR Music Box Brazil; e Sr. Brasil/SP), da Argentina e da Áustria. Sua trajetória registra prêmios importantes tais como Caixa CulturalPixinguinhaDestaque Cultural do Ano (como a artista catarinense que mais fez shows fora do Brasil, em 2013); e Música Catarinense (categoria Melhor Cantora/2015). Em 2014, concorreu como melhor intérprete do PPM; neste mesmo ano (com direito a bis em 2015) levou para casa o Prêmio Circuito do SESC.

Em 2016, Ana Paula da Silva foi eleita Melhor Intérprete no Festival Nacional de MPB de São José do Rio Preto (SP), em março, e venceu, sete meses adiante, o Festival de Música de Ribeirão Preto (FAM). Raiz Forte, a música campeã, é o título do álbum que a consagrou no Rio de Janeiro fazendo valer a opinião do crítico musical Juarez Fonseca — para quem o disco figura entre os 10 melhores  lançados em 2016 no país; contemplado pelo Circuito SESC/SC, o espetáculo Raiz Forte percorrerá 25 cidades catarinenses neste segundo semestre. Outra boa notícia para os admiradores e seguidores: a cantora está arrematando os últimos pontos do primeiro DVD e, paralelamente, já iniciou as costuras que tecerão o próximo álbum.

Ana Paula da Silva também é uma das que nesta temporada porá na estante o Prêmio Grão de Música, promovido entre outros agentes culturais pela cantora, compositora e escritora Socorro Lira (PB) e cujo troféu é estilizado por Elifas Andreatto. O Grão de Música será entregue em novembro entre outros a Déa Trancoso (MG), João Triska (PR), Almério (PE), Cida Moreira (SP), Jânio Arapiranga (BA), Paula Santoro (MG) e Calé Alencar (CE).

Relação dos contemplados com o troféu do 28º PMB

Melhor Canção: Descaração familiar (Tom Zé)
Revelação: BaianaSystem (“Duas cidades”)
Canção popular/Álbum: Elza canta e chora Lupi (Elza Soares)
Dupla: Zezé di Camargo e Luciano (Dois tempos)
Grupo: Saulo Duarte e a Unidade (Cine ruptura)
Cantora: Ivete Sangalo (Acústico em Trancoso)
Cantor: Odair José (Gatos e ratos)

MPB

Álbum: The bridge (Lenine e Martin Fondse Orchestra)
Cantor: Lenine (The bridge)
Cantora: Maria Bethânia (Abraçar e agradecer)
Grupo: MPB4 (O sonho, a vida, a roda viva!)

POP/ ROCK/ REGGAE/ HIP-HOP/ FUNK

O baiano irreverente Tom Zé ficou com dois troféus, um dos quais pelo álbum Canções Eróticas de ninar (Foto: Marcelino Lima/Acervo Barulho d’água Música/2013)

Álbum: Canções eróticas de ninar (Tom Zé)
Grupo: BaianaSystem (Duas cidades)
Cantora: Maria Gadú (Guelã ao vivo)
Cantor: Rael (Coisas do meu imaginário)

SAMBA

Álbum: Samba original (Pedro Miranda) 
Cantora: Roberta Sá (Delírio no Circo)
Cantor: Zeca Pagodinho (O quintal do Pagodinho: Ao vivo – Vol. 3)
Grupo: Casuarina (7)

REGIONAL

Álbum: Cabaça d’água (Alberto Salgado)
Grupo: Grupo Rodeio (Trilhando o Rio Grande)
Dupla: Zé Mulato e Cassiano (Bem-humorados)
Cantor: Alceu Valença (Vivo! Revivo!)
Cantora: Ana Paula da Silva (Raiz forte)

Alceu Valença levou uma estatueta do PMB, de melhor cantor Regional ,concorrendo com o álbum Vivo! Revivo! (Foto: Dilson Oliveira)

INSTRUMENTAL

Álbum: A saga da travessia (Letieres Leite e Orkestra Rumpilezz)
Solista: Toninho Ferragutti
Grupo: Letiers Leite e Orkestra Rumpilezz (A saga da travessia)

ARRANJADOR

Letieres Leite (A saga da travessia)

PROJETO VISUAL

Giovanni Bianco (por Amor geral, de Fernanda Abreu)

CATEGORIAS ESPECIAIS:

Álbum eletrônico: Craca, Dani Nega e o dispositivo tralha (Craca e Dani Nega)
Álbum infantil: Os saltimbancos sinfônico (Orquestra Petrobras Sinfônica)
Álbum em língua estrangeira: Yentl em concerto (Alessandra Maestrini)
Álbum erudito: Ernesto Nazareth integral (Maria Teresa Madeira)
Álbum projeto especial: Delírio de um romance a céu aberto (Zé Manoel)
Melhor DVD: Rainha dos raios ao vivo (Alice Caymmi)

Anúncios

Autor: barulhomarcel

Jornalista nascido em Bela Vista do Paraíso (PR). Corintiano por herança do pai, Geraldo Caetano de Lima. Do velho também puxou a paixão por modas de viola, música de raiz e caipira, que era chamada de "sertaneja" antes da mídia comercial se apropriar, indevidamente, do nome. Quando criança ouvia aos pés da cama dele, vindas de um rádio à pilha que chiava muito, clássicos destes gêneros que marcaram para sempre a sua vida. Eu e Andreia Beillo não temos nada em comum. Para começo de conversa, ela torce pelo Palmeiras. Mas resolvemos juntos botar o pé na estrada e acreditar nas bençãos de São Gonçalo do Amarante e tentar encontrar na atividade de blogueiros dedicados à música de qualidade algo que nos una e ajude muita gente boa espalhada por todo este país, e lá fora, também, a ter seus méritos reconhecidos, resgatando e preservando valores de nossa cultura popular.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s