1053 – Dona Ivone Lara deixa como legado o título de maior compositora de sambas do Brasil

Sambista morreu na noite de segunda-feira , 16 de abril,  depois de três dias internada, e teve o corpo velado na quadra da Império Serrano, sua escola de coração

Marcelino Lima, com Elisa Soupin e Nathalia Castro, TV Globo

A cantora e compositora Dona Ivone Lara, a “Grande Dama do Samba”, morreu na noite da segunda-feira (16), no Rio de Janeiro,onde sofreu no Centro de Tratamento e Terapia Intensiva (CTI) da Coordenação de Emergência Regional (CER) ataque de insuficiência cardiorrespiratória durante internação que começara na sexta-feira (13), justamente no dia em que completou 96 anos. A sambista já tentava se recuperar de anemia e precisou, inclusive, receber doações de sangue, o que tornou seu estado de saúde bastante grave. A nora Eliana Lara, em uma frase, resume a importância de Dona Ivone Lara e o quanto a perda da sogra afetará a música brasileira: “Ela estava sempre procurando um caderninho pra escrever uma música, sempre cantarolando pro neto. Até a última semana estava super bem, embora muito fraquinha, mas com a cabeça estava ótima”. O filho, Alfredo Lara da Costa, também comentou sobre o perfil de mulher forte e guerreira da mãe, que “respirava sempre. “Vai deixar muita saudade, mas sinto muito orgulho do legado que ela deixa”.

Continue Lendo “1053 – Dona Ivone Lara deixa como legado o título de maior compositora de sambas do Brasil”

Anúncios