1069 – “O Grande Encontro”, com Alceu Valença, Elba Ramalho e Geraldo Azevedo, e Lucy Alves: atrações do Arraiá de Barueri

A Secretaria de Cultura e Turismo de Barueri, cidade da região Oeste da Grande São Paulo situada a 26 quilômetros da Capital, está anunciando dois shows musicais de peso para entreter o público que espera levar no próximo final de semana ao Arraiá de Barueri. Com entrada franca, as apresentações estão programadas para rolar no estacionamento do Ginásio Poliesportivo José Corrêa, no Centro, onde, em ambas as ocasiões, barracas de comidas e de bebidas típicas, brincadeiras, dança de quadrilha e forró estarão abertas e começarão a partir das 15 horas como “esquenta” para a entrada em cena das atrações.

Alceu Valença, Elba Ramalho e Geraldo Azevedo, no sábado, 9, protagonizarão mais um O Grande Encontro, espetáculo que há mais de 20 anos percorre o Brasil colocando no palco o trio cuja parceria já tem o dobro deste tempo e que brinda os fãs com um repertório dos mais bonitos, constituído de músicas deles próprios ou de expoentes como Zé Ramalho, Luiz Gonzaga, Gonzaguinha, Lenine, Jackson do Pandeiro e Dominguinhos. Pela primeira vez em Barueri, os três cantarão ora juntos, ora em duplas ou individualmente sucessos que há tempos embalam plateias e permanecem na ponta da língua entre as preferidas de gerações por todo o país.

O domingo, 10, será a vez de outra estrela da cultura nordestina, esta em meteórica assunção após protagonizar como atriz a fogosa Luzia, em o Velho Chico, novela de Benedito Ruy Barbosa que a Rede Globo exibiu há dois anos. Cantora e multi-instrumentista, Lucy Alves assinou depois de chegar à final do concurso The Voice Brasil, em 2013, contrato com a Universal Music, gravou o primeiro disco solo, e, encerrada a trama das 20 horas, com a Warner Music Brasil. Nas apresentações que protagoniza, a paraibana de João Pessoa revela forte personalidade musical e com desenvoltura passeia por ritmos como o jazz, o blues, o pop e o eletrônico, mesclando tradicional e contemporâneo sem deixar de lado a principal marca de sua carreira: a sonoridade que traz das raízes na música nordestina, encantando não apenas com a sanfona, seu principal instrumento, mas também tocando guitarra baiana e escaleta.

A banda que costuma acompanhar Lucy Alves reúne Davi Moraes (direção musical e guitarra), Cesinha (bateria), Leonardo Reis (percussão e eletrônicos) e Pedro Dantas (baixo). No repertório, ela traz entre outras Caçadora (César Lemos e Bruno Caliman), Xaxado Chiado, que compôs com Yuri Queiroga, e Amor ou paixão, de Eliane e Natinho da Ginga, os quais intercala com sucessos populares como Qui Nem Jiló, Festa do Interior, Disparada, Ai que Saudade de Ocê,  Tropicana (Morena Tropicana) e Olhos nos Olhos.

Revelada em um concurso musical, Lucy Alves logo gravou o primeiro disco solo e depois que estrelou uma das mais famosas novelas em horário nobre ganhou projeção nacional como sanfoneira multi-instrumentista que leva por onde passa as raízes nordestinas

Dez motivos para não perder O Grande Encontro*

1 – Mais de 20 anos de história

O Grande Encontro é um projeto histórico da música popular brasileira lançado em 1996 com quatro dos mais influentes artistas brasileiros, representantes máximos de toda a força e cultura nordestina: Elba Ramalho, Alceu Valença, Geraldo Azevedo e Zé Ramalho. Em 2016, 20 anos depois, Elba, Alceu e Geraldo voltaram a se unir para a quarta edição do disco. Zé Ramalho se absteve de participar, mas foi lembrado no repertório. 

2 – 40 anos de parceria

O show também é um marco de 40 anos de parceria entre o trio. Os encontros primordiais começaram a partir do final dos anos da década de 1960 e se intensificaram no começo da década seguinte. Pernambucanos, Alceu Valença (São Bento do Una) e Geraldo Azevedo (Petrolina) se conheceram em 1969, em um bar do Recifes. Um mostrou o próprio repertório ao outro e já no segundo dia compuseram juntos Talismã, a primeira parceria. Outras músicas foram nascendo, até que estrearam juntos em disco, no clássico Quadrafônico (1972), que conjugava música de raízes nordestinas e rock psicodélico.

Elba Ramalho, paraibana de Conceição, chegou ao Rio em 1974, levada pelo grupo pernambucano Quinteto Violado, com quem faria um show. Era atriz profissional na Paraíba e foi por conta desse ofício que trabalhou com Geraldo Azevedo, pela primeira vez, quando integrou o elenco da peça A Chegada de Lampião no Inferno, cuja trilha sonora ele assinava. Começaram a andar juntos todos os dias e a Alceu logo se juntou a eles, fechando o trio.

3 – Músicas que contam uma história de amizade e amor

O Grande Encontro resgata músicas que resumem a relação dos três artistas como os clássicos Táxi Lunar (Geraldo Azevedo/ Zé Ramalho/ Alceu Valença) e Bicho de 7 Cabeças (Geraldo Azevedo/ Zé Ramalho/ Renato Rocha). Me Dá um Beijo (Alceu Valença) eles pescaram do Quadrafônico (1972) e Caravana (Geraldo Azevedo/ Alceu Valença) veio do trabalho de estreia de Geraldo. Foi Elba quem sugeriu que o espetáculo começasse com Anunciação (Alceu Valença), canção que ela já vinha fazendo em seus shows individuais.

4 – Faixas inéditas

O Grande Encontro traz três faixas inéditas para enriquecer o repertório: Ciranda da Traição e Só depois de muito amor (…), além de Sabiá, todas de Gonzagão, e Sangrando, do filho de Lula, Gonzaguinha.

5 – Dois milhões de cópias

O sucesso do formato foi tanto que as quatro versões d’O Grande Encontro já venderam mais de 2 milhões de cópias.

6 – Apresentações solos

Entre números solos, em duos e trios, Elba, Alceu e Geraldo revisitam clássicos da obra que imortalizaram como Anunciação, Banho de cheiro , Belle de jour, Bicho de sete cabeças, Caravana, Chão de giz, Coração bobo, Moça bonita, Frevo mulher, Táxi lunar e Morena Tropicana.

7 – Instrumental completo

Diferente da primeira versão, acústica e com os cantores tocando seus violões, a atual tem uma banda numerosa (sete integrantes) e elétrica – guitarra, violão, baixo, sanfona, flauta, bateria e percussão. São sete instrumentistas, além do trio de protagonistas: Paulo Rafael (guitarra), Marcos Arcanjo (guitarra e violão), Rafael Meninão (violão), Cesar Michiles (flautas e saxofone), Ney Conceição (baixo), Cássio Cunha (bateria) e Anjo Caldas (percussão). A direção musical ficou a cargo de Marcos Arcanjo e Paulo Rafael. Som de alta qualidade para ninguém colocar defeito.

8 – Cenário que encanta

O cenário e a direção de arte de Gringo Cardia (que assina capas de álbuns de Chico Buarque e da banda Blitz) usam o trabalho do artista plástico soteropolitano J. Cunha, combinando tons nordestinos com psicodelia. Bem ao estilo essencial do trio.

9– Um pouco de tudo

Imprevisível, interativo e elétrico como sempre, Alceu Valença é responsável por muitos dos melhores momentos do espetáculo. Quando ele está em cena, o show ganha em bom humor e espontaneidade, graças a seu jeito “maluco beleza”. Geraldo Azevedo é a voz das canções românticas. Cordial e sereno, sempre acompanhado de seu violão elétrico, Geraldinho é a personalidade que modula as de seus companheiros. Já Elba Ramalho é a intérprete das homenagens – a Zé Ramalho (Chão de Giz), Jackson do Pandeiro (Na Base da Chinela), Gonzagão (Qui Nem Jiló), Dominguinhos (Eu Só Quero Um Xodó) e Lenine (Candeeiro Encantado).

10 – Repertório inesquecível

Confira as canções que vem sendo apresentadas nas cidades por onde passa O Grande Encontro:

Anunciação – Elba, Alceu e Geraldo/Caravana – Elba, Alceu e Geraldo/Me Dá Um Beijo – Elba, Alceu e Geraldo/Sabiá – Elba, Alceu e Geraldo/Papagaio do Futuro – Alceu e Geraldo/Moça Bonita – Alceu e Geraldo/Sétimo Céu – Geraldo Azevedo/Parceiro das Delícias – Geraldo Azevedo/Dia Branco – Geraldo Azevedo/Só Depois de Muito Amor Eu Vou Embora – Geraldo Azevedo/Bicho de Sete Cabeças – Elba e Geraldo/Canta Coração – Elba e Geraldo/Sangrando – Elba Ramalho/Chão de Giz – Elba Ramalho/Na Base da Chinela/Qui Nem Jiló/Eu Só Quero Um Xodó – Elba Ramalho/Candeeiro Encantado – Elba Ramalho/Ciranda da Rosa Vermelha – Elba e Alceu/Flor de Tangerina – Elba e Alceu/Cabelo no Pente – Alceu Valença/Belle de Jour/Girassol – Alceu Valença/Coração Bobo – Alceu Valença/Tropicana – Alceu Valença/Ciranda da Traição – Elba, Alceu e Geraldo/Táxi Lunar – Elba, Alceu e Geraldo/Pelas Ruas que Andei – Elba, Alceu e Geraldo/Banho de Cheiro – Elba, Alceu e Geraldo/Frevo Mulher – Elba, Alceu e Geraldo

* Extraído do blogue Guru da Cidade Arte & Cultura, de 15 de agosto de 2017

Serviço:

Arráia de Barueri
O Grande Encontro (Alceu Valença, Elba Ramalho e Geraldo Azevedo)
Sábado, 9 de junho, a partir das 15 horas
Lucy Alves
Domingo, 10 de junho a partir das 15 horas
Entrada franca
Ginásio Poliesportivo José Corrêa
Rua Guilherme Perereca Guglielmo, Centro, Barueri, a 1.000 metros da estação CPTM

Leia também no Barulho d’água Música

976 -Festival de Inverno de Garanhuns (PE) homenageia Belchior e terá Geraldo Azevedo, Baby do Brasil e Chico César*
818 – Xangai, Ednardo, Tom Zé, Amelinha, Chico César: trilha sonora de Velho Chico embala novela que estreia em março
810- Osasco (SP) celebra 54 anos de autonomia com “Forró Lunar”, show de Alceu Valença, aberto por Bernadete e Ministério do Samba

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s