1079 – Em São Paulo, inscrições para terceiro disco Meninos Diamantes prosseguem até 15/07

Meta é incentivar músicos maiores de 13 anos a se aprimorarem e impedir que potenciais talentos se desvirtuem por falta de apoios e de recursos

Marcelino Lima

O projeto Meninos Diamantes, cujo principal objetivo é apoiar e profissionalizar o trabalho de novos músicos a partir de 13 anos com iniciativas como a gravação anual de um álbum com canções autorais destes artistas, está com inscrições abertas até 23h59 do domingo, 15 de julho. Além da gravação do disco dos selecionados, os coordenadores e parceiros dos Meninos Diamantes promovem shows de lançamento em um evento anual, com direção do produtor musical Ney Marques do Studio Flautin 55. Não há cobrança de taxas para o artista e o regulamento para se inscrever e participar pode ser consultado em http://www.meninosdiamantes.com.br

Meninos Diamantes foi idealizado por Rose Nóbrega, que em parceria com Marques, empresas e entidades, tem buscado descobrir, anualmente, novos artistas da MPB maiores de 13 anos. Mediante a gravação do álbum com canções autorais e outras ações, a meta é incentiva-los a aprimorar seus talentos, fazendo com que destinos que poderiam ser nobres não sejam desvirtuados por falta de recursos.

Os artistas selecionados, então, têm suas canções estruturadas em áudios, partituras, discos digitais e físicos, além de acesso a materiais em fotos e vídeos do show Meninos Diamantes, passos essenciais para estruturarem as carreiras em busca da profissionalização. Trata-se, portanto, de valioso incentivo e suporte aos desprovidos de recursos para divulgação de suas habilidades, lapidando-os e colaborando com a sociedade com a criação de nova mentalidade cultural.

O nome Meninos Diamantes enfatiza a essência do ser humano: ninguém nasce pronto e todo ser humano traz a alma limpa. É um ser pueril em busca de ideais, de valores e de seu próprio eu que precisa ser lapidado e não ignorado e empurrado para a má sorte.

O projeto também busca captar a atenção da sociedade com a inserção desses novos artistas e suas canções autorais, resgatando a música popular brasileira, promovendo a transformação social, oferecendo shows com cunho sociocultural.

A música é uma obra de arte, além de seu cunho cultural, é a manifestação da expressão do artista e manifesta-se em nossa sociedade com forte cunho educacional entre os jovens, disse Ney Marques, músico e produtor musical há mais de 30 anos. Desde 2008 Marques trabalha com o maestro João Carlos Martins e a Orquestra Filarmônica Bachiana. As produções de seu estúdio – Flautin 55 -, já receberam Grammys com a produção, em 2012, do DVD e do CD 40 Anos Sinfônico — trabalho que uniu Chitãozinho e Xororó e o Maestro João Carlos Martins–, e,  em 2011, com o Exalta Samba. Em junho de 2016, recebeu mais um prêmio, desta vez o do 27° Prêmio da Música Brasileira, com o álbum Tom do Sertão, gravado por Chitãozinho e Xororó, eleita a melhor dupla da categoria Canção Popular (clique na palavra em negrito e veja os resultados).

Excelente músico, Ney Marques compõe o grupo musical Bandolim Elétrico e, ainda em 2016, começou a atuar na produção musical do Coral Somos Iguais, com crianças refugiadas, projeto que visa a auxiliar imigrantes nas condições de trabalho, saúde, educação e cultura no Brasil.Atualmente, além da produção musical do projeto Meninos Diamante também produz um coral de crianças com síndrome de down, na Associação IDOWN, em São Paulo.

O projeto Meninos Diamante começou em 2016, com espetáculo de abertura no Teatro Ressurreição, em São Paulo, colocando no palco os artistas que integram o primeiro CD da série. O álbum da edição de 2017 foi lançado em parceria com o Conservatório Souza Lima em 7 de outubro, com participações de Rose Nóbrega, Allan Piter (Limeira, São Paulo) e Made in Brazil (Araraquara, São Paulo). Como nos anos anteriores a seleção em 2018 será confiada a profissionais da área e a gravação do álbum caberá ao Estúdio Flautim 55, situado no bairro da Aclimação, na cidade de São Paulo. Em 2018, oferecerá aos selecionados:

1 – Gravação profissional digital original de suas canções;
2 – Partituras;
3– Cessão de 20(vinte) cópias de tiragem física do CD Meninos Diamantes – 2018;
4 – Apresentação no Festival Meninos Diamantes 2018, bem como o material de divulgação em fotos e vídeos;
5 – Os artistas selecionados terão ainda um espaço, definitivo, denominado “BLOG”, no site Meninos Diamantes, para divulgação posterior de seu trabalho.
6 – Divulgação do artista, com sua apresentação em eventos a serem realizados pelo projeto Meninos Diamantes.

Conheça mais detalhes, os músicos e ouça os álbuns do projeto Meninos Diamantes em http://meninosdiamantes.com.br/

Leia também no Barulho d’água Música:

881- Conheça a Orquestra Filarmônica de Cruzeta (RN), banda formada por jovens que é orgulho da cidade e terceira melhor do país

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s