1158 – Barulho d’água Música volta a concorrer ao Prêmio Profissionais da Música; vote até dia 28/2

Edição de 2019, a quinta promovida pela GRV e parceiros, recebeu mais de 1400 inscrições e nesta primeira fase de votação, apenas para profissionais cadastrados, terá 849 artistas e agentes de 67 categorias diferentes

Os organizadores do 5º Prêmio Profissionais da Música (PPM) já estão promovendo a primeira etapa de votação para a indicação dos semifinalistas, que, posteriormente, poderão se tornar finalistas do evento que mais uma vez deverá ser promovido em Brasília (DF), em abril. Nesta etapa, que será encerrada às 23h59minutos de 28 de fevereiro de 2019, estão aptos a votar apenas os 849 profissionais de 67 categorias da música que se cadastraram previamente e tiveram as inscrições confirmadas pelo sistema do PPM, conforme está descrito no regulamento disponível em http://ppm.art.br/regulamento/. O anúncio dos semifinalistas está previsto para 10 de março de 2019, quando, então, novas regras para votação serão informadas, a princípio a partir de 12 de março.

Os concorrentes confirmados no páreo deste ano somam, portanto, 849 profissionais — resultantes de 1.431 inscrições feitas no país e no exterior e que geraram 1125 cadastrados. Como nas quatro edições anteriores, a de 2019 premiará profissionais dos segmentos Criação, Produção e Convergência. É nesta terceira modalidade – Convergência –, que elenca 159 candidatos ao troféu Parada da Música que o Barulho d’água Música se encontra inscrito, com outros 13 candidatos da categoria Canais de Divulgação de Música, para a qual espera contar com os votos dos amigos e seguidores e mais uma vez avançar, como ocorreu em 2018, temporada na qual foi finalista.

Saibam mais sobre as regras e critérios de votação, os artistas, os profissionais e os projetos em http://ppm.art.br/votacao/?fbclid=IwAR3PVVJGaEpDQTtW5TScuNAD1Co5zbclp4ESTiKFt8sE5zFi_wVboYNvuTE

Único, inédito e singular, o PPM foi idealizado por Gustavo Ribeiro de Vasconcelos, da GRV Música, Média e Entretenimento com o objetivo de expor e reconhecer a contribuição de todos os profissionais envolvidos na  construção da obra, da produção musical e da produção audiovisual para a  disseminação dos legados e desenvolvimento deste setor econômico.

A GRV e todos seus colaboradores e apoiadores pretendem dar boas-vindas a todos os profissionais do Brasil e do exterior que participarem desta pioneira  iniciativa . O objetivo é proporcionar o compartilhamento em todas as formas e formatos dos envolvidos na criação, produção e circulação de  obras de arte musicais e audiovisuais, nos meios físicos e digitais a partir da matéria-prima música.

Neste ano na modalidade Criação as cinco categorias com maior quantidade de inscrições foram: melhor autor, cantor, cantora, artista instrumental e instrumentista popular masculino. Em Produção, assim como no ano passado, 77 produtores musicais se inscreveram e em seguida, as próximas quatro primeiras posições ficaram com engenheiro de gravação, mixagem, produtor artístico e produtor executivo. Em Convergência, projeto cultural musical é o líder de inscrições. Na sequência, festivais de música independente, canais de divulgação de música, canal de youtube de artista e programa de rádio.

Jaques Morelenbaum concorre em Instrumentista popular, da modalidade Criação (Foto: Miguel Manso)

O 5º PPM deverá ter agenda de seis dias e extensa programação de capacitação composta por painéis e  workshops. Simultaneamente, três ações de formação de plateia completarão as atividades desse evento. A primeira, no formato de mostra, contemplará a exibição de três documentários musicais concluídos no ano anterior à realização de uma nova edição. A segunda disponibilizará, em formato de exposição fotográfica, a trajetória daqueles artistas, nacionalmente reconhecidos, que são homenageados em cada edição. Em terceiro, no formato festival de música, a partir de um processo de inscrições e aprovação por uma curadoria, exibirá showcases ao vivo, na principal sede do evento, além de uma mostra paralela que percorrerá casas noturnas da capital do Brasil.

Os pontos mais esperados dessa iniciativa repleta de ações e bens culturais compartilhados são o pitch e as rodadas de negócios, previamente, organizadas e realizadas entre os 350 finalistas que deverão se encontrar em Brasília para a entrega do troféu A Parada da Música.

O juiz-forano Tavinho Moura está em duas categorias da modalidade Criação: Instrumentista popular e autor (Foto: Marcelino Lima/Acervo Barulho d’água Música)

Tavinho Moura, Sebastião Biano…

Boa parte dos profissionais que está no páreo do 5º PPM pelo menos até 28 de fevereiro — e que poderá, portanto, chegar à noite de gala e deixar Brasília em abril como vencedor em sua respectiva categoria — concorrerá na modalidade campeã em inscrições, Criação, e reúne artistas e projetos independentes ainda sem grande expressão nacional, o que, de antemão, não desqualifica ou desabona o nível de sua obra. A primeira lista apta a receber e a votar, entretanto, conta também com nomes já consagrados, alguns concorrendo em até mais de uma categoria. Este rol reúne, por exemplo: a dupla caipira Zé Mulato e Cassiano (DF), Sebastião Biano (PE/SP), Tavinho Moura (Juiz de Fora/MG); Jaques Morelenbaum (RJ); Yamandu Costa (RS/RJ); Antonio Nobrega (PE); Jane Duboc (PA/RJ); Saulo Laranjeira (MG); Clara Sverner (RJ), Dante Ozetti (SP) e Zé Alexandre (MG).  

Jane Duboc concorre em Criação, na categoria Cantora, que recebeu 85 inscrições (Foto: Giuliano Miranda/Divulgação)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s