1174 Socorro Lira lança “Cantos à Beira-mar”, 12º álbum da carreira, inspirado em primeira romancista brasileira

 Apresentação no Auditório do Ibirapuera terá participação da escritora Maria Valéria Rezende, da acordeonista Cimara Fróis e da cantora Fabiana Cozza. Maria Firmina dos Reis (MA) é contemporânea de Castro Alves, mas destacou-se antes dele por escrever obra abolicionista*

A cantora, compositora  e poetisa de Brejo do Cruz (PB) Socorro Lira lançará Cantos à Beira-mar, 12º álbum da carreira, que reúne dez composições autorais a partir de poemas da escritora e poeta, professora e abolicionista negra maranhense Maria Firmina dos Reis. O nome do álbum da paraibana radicada na cidade de São Paulo é uma referência ao título do livro de poesia Cantos à Beira-mar, de Maria Firmina, lançado em 1871 pela autora que é considerada a primeira romancista brasileira, antecedendo em dez anos Castro Alves, baiano que escreveu Navio Negreiro (1869) com o romance antiescravagista Úrsula (1859), cuja temática é abolicionista.

A apresentação de estreia de Cantos à Beira-mar está prevista para começar às 19 horas do domingo, 14 de abril, no Auditório Oscar Niemeyer do Complexo do Ibirapuera, em São Paulo (ver guia Serviços).

Maria Firmina viveu entre 11/03/1822 e 11/11/1917, portanto, beirou cem anos de idade. Natural de São Luis (MA), até desencarnar aos 95 anos residiu ativamente em Guimarães, outra cidade do Maranhão. A obra que deixou como legado merece e já ganha mais força e visibilidade, no Brasil: o lançamento de Cantos à Beira-mar em forma de canções integra o primeiro ciclo do projeto AvivaVoz dedicado à Maria Firmina dos Reis,  projeto das escritoras paulistas Maria Valéria Rezende e Susana Ventura. Ambas assinam pesquisa em torno de poetas brasileiras que viveram e publicaram nos séculos XVIII a XX no Brasil e em alguns periódicos de Portugal, mas não foram reconhecidas pela crítica literária da época ou ficaram esquecidas ao longo da História.

Socorro Lira selecionou e musicou 102 poemas de dez autoras dentre as mais de 40 levantadas. O conteúdo será publicado e compartilhado em discos, áudios-livro, palestras e shows. No Ibirapuera, ela contará durante o lançamento de Cantos à Beira-mar com participação especial da escritora Maria Valéria Rezende como apresentadora, da acordeonista Cimara Fróis e da cantora Fabiana Cozza. Os arranjos e a direção musical couberam ao músico pernambucano Jorge Ribas, parceiro de Socorro Lira desde que ela gravou o primeiro disco, em 2001.

A banda que a acompanhará reunirá Ana Eliza Colomar (sax, flauta), Álvaro Couto (sanfona, piano), Clara Bastos (baixo acústico), Cássia Maria (percussão) e Jorge Ribbas (violão, arranjos e direção musical). A direção de arte é da própria Socorro Lira e as projeções estarão confiadas a Murilo Alvesso. O repertório permitirá à plateia ouvir dez composições de autoria de Socorro Lira sobre poemas de Firmina — que mesclarão ritmos como bolero, reggae, canção choro, fado, samba, valsa, milonga, baião e loa de maracatu cearense: Ela, Seu nome, O meu desejo e Uma tarde no Cuman, integrantes do EP Seu Nome, lançando por Socorro em 2017 e que pode ser ouvido em www.socorrolira.com.br; mais seis temas inéditos.

Por R$ 52,20, encontra-se na internet o livro Maria Firmina Dos Reis. Faces De Uma Precursora, organizado por Constância Lima Duarte, Luana Tolentino, Maria Lúcia Barbosa e Maria do Socorro Viera Coelho. As autoras apresentam Maria Firmina como uma das pioneiras da ficção de autoria feminina em nosso país, ao lado de Nísia Floresta (1810-1885) e Ana Luísa de Azevedo e Castro (1823-1869), e que assume o ponto de vista do Outro tanto na representação dos escravizados, quanto no inédito enfoque das relações de dominação patriarcal, a partir da perspectiva da mulher.

“A mente! Isso, sim, ninguém pode escravizar!”, afirma em certo momento uma de suas personagens. Em Úrsula, o romance mais conhecido de Firmina, a ausência de liberdade do negro emana do mesmo sistema que subordina a mulher — isto muito antes de Simone de Beauvoir promover a equiparação destas categorias.

A mulher e o Outro, tanto quanto o negro. Tais questões, que estão na ordem do dia na contemporaneidade, por si só justificam a ampla divulgação da escritora, bem como a organização de um volume especifico contendo estudos sobre sua obra. Para que melhor a pudéssemos visualizar em sua grandeza, foram reunidos ensaios e artigos de autores que são referência em sua fortuna critica, como também de jovens pesquisadores que nos revelam novas possibilidades de leitura que a obra firminiana oferece na obra.

Serviço

Lançamento de Cantos à Beira-mar
Socorro Lira e convidadas
Domingo, 14 de abril, 19h
Local: Auditório Ibirapuera Oscar Niemeyer
Avenida Pedro Álvares Cabral, Parque do Ibirapuera, São Paulo
Ingresso: 15,00 e R$30,00

 

Leia também no Barulho d’água Música outros conteúdos sobre Socorro Lira ou a ela relacionados clicando no nome da cantora ou visitando o linque abaixo!

https://barulhodeagua.com/tag/socorro-lira/

* com Maury Cattermol
RITMIZA PRODUÇÕES LTDA | 21.702.018/0001-05 

MAURY@RITMIZA.COM.BR +55 (11) 9.9911-4152 +55 (11) 3589-6830

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s