1178 – Espirais em Aquarela, álbum de estreia do Araucana (RS), inaugura a estética da “milonga desconstrutiva”

Disco lançado no Festival de Música de Rua de Caxias do Sul tem nove faixas que buscam  fusão de pessoas de mundos diferentes dentro de um mesmo trabalho, mesclando ritmos latinos com groove, rock e trip-hop

As audições matinais dos sábados pela manhã aqui no boteco do Barulho d’água Música começou neste dia 13/4 com Espirais em Aquarela, primeiro álbum do grupo Araucana, de Caxias do Sul (RS), gentilmente nos enviado pelo amigo daquela cidade, o violeiro e produtor musical Valdir Verona, a quem agradecemos em nome do grupo. O Araucana propõe em nove faixas apresentar o estilo que batizou de “milonga desconstrutivista”, fundindo vertentes da música latino-americana  com groove, rock e trip-hop para tentar imprimir nas composições o clima de temperaturas amenas do Sul do Brasil, que, conforme os músicos observam, é o ambiente ideal para as araucárias

Continue Lendo “1178 – Espirais em Aquarela, álbum de estreia do Araucana (RS), inaugura a estética da “milonga desconstrutiva””

Anúncios