1191 – Titane (MG) apresenta no Tusp, em curta temporada, álbum gravado para celebrar a obra de Elomar (BA)

Mineira se embrenha nas estradas do menestrel que nos levam ao sertão profundo e inova mais uma vez ao se dedicar de forma inédita a gravar repertório de um único compositor

A audição matinal de todos os sábados aqui no boteco do Barulho d’água Música começou neste dia 18/5 com Titane canta Elomar – Na Estrada Das Areias De Ouro, que a cantora e intérprete mineira de São João Del Rey lançou para celebrar a obra do menestrel baiano Elomar Figueira Mello e cujo repertório ela apresentará em curta temporada a partir de 30 de maio, no Teatro da Universidade de São Paulo (Tusp). O disco tem (apenas!) 10 faixas e ao final dele fica um gostinho de “quero mais”, bate a vontade de não mais se desplugar de uma das plataformas de streaming nas quais está disponível (Spotify, Deezer, Amazon, Apple Music, Youtube, Napster, Claro Música, Google Play). E ter o álbum físico em mãos é ainda melhor, pois é como tocar em uma moeda rara de rico tesouro, adornado por um primoroso encarte.

A releitura de Titane para a obra do ilustre bardo sertanez é o primeiro álbum da música brasileira a ele dedicado apresentado em voz feminina¹. Titane conta com participações que dão ainda mais brilho à joia, como a do violeiro, cantor e compositor Pereira da Viola [que a exemplo de Elomar é uma das divindades da música regional, digno de ter relida a valiosa obra — marcada por simbolismos, tradições e os louvores da fé que revelam o universo da cultura popular — como teve o morador da ilustre Casa dos Carneiros] e o acordeonista Toninho Ferragutti. Kristoff Silva assina a direção musical.

O debut de Titane canta Elomar...  no recente 10 de março fez o Grande Teatro do Palácio das Artes, em Belo Horizonte (MG), parecer pequeno. Ela subiu ao palco acompanhada por Hudson Lacerda, Kristoff Silva, André Siqueira e Aloísio Horta, ases que também estarão nas cantorias que, certamente, igualmente lotarão o Tusp. Em mais de 30 anos de trajetória, Titane pautou seu percurso por escolhas rigorosas. Do repertório aos arranjos, tudo sempre foi feito para desafiar os limites de sua interpretação, sustentada por uma voz afiada como lâmina. Agora ela se embrenha nas estradas das areias de ouro, no sertão profundo, onde inova mais uma vez se dedicando de forma inédita a gravar repertório de um único compositor. Em se tratando de Elomar essa escolha se torna ainda mais desafiadora.

O universo elomariano é muito particular e encantado. Denso ou leve, é quase sempre dolorido como a vida. E por isso desafiador”, ressaltou Titane, declaradamente apaixonada pelo artista a quem ouvia, desde os festivais de cultura do Jequitinhonha, nas vozes masculinas de Dércio [Marques], Saulo Laranjeira, Rubinho do Vale, Paulinho Pedra Azul, entre outros, e de mulheres como Doroty Marques (a quem dedica o disco), Luciana Monteiro e Letícia Bertelli.

Leia a seguir a opinião de Julinho Bittencourt publicada na Revista Fórum sobre Titane canta Elomar

Um álbum da cantora mineira Titane interpretando o baiano Elomar Figueira de Mello é daquelas coisas que a gente gosta antes mesmo de ouvir. Neste caso, ouvir Titane canta Elomar – Na Estrada Das Areias De Ouro” é uma experiência que extrapola o imponderável e cai às margens do divino. É difícil nominar e descrever a beleza e a paixão que explodem das dez faixas do disco (…)

(…) O mundo, tão carente de tamanha beleza, precisa ouvir isto o quanto antes.

Titane conta que já vem namorando a música de Elomar não é de hoje. Há sete anos fez a faixa encomendada da canção Segundo Pidido, de Elomar, ao lado do violonista Hudson Lacerda.

A partir disso a ideia de fazer um disco só com as canções do mestre de Vitória da Conquista foi amadurecendo. Titane pode ser vista em vídeos no YouTube, ao lado do próprio Hudson interpretando lindamente algumas prévias do que viria a ser o disco.

Para a gravação, contou com a coprodução musical de Kristoff Silva, que divide a direção musical com colaboração de Hudson Lacerda.

Os dois fizeram parte da equipe que elaborou o primoroso álbum de partituras de Elomar. Junto deles vieram também Toninho Ferragutti (acordeon), André Siqueira (bouzouki) e Aloísio Horta (contrabaixo). Como convidado em uma das canções, está o violeiro Pereira da Viola.

Cada nota, cada arranjo, cada participação só fizeram crescer mais e mais o disco.

As canções, bem as canções são algumas daquelas maravilhas que os que conhecem de perto a música de Elomar se habituaram. E qualquer um que se arvore a interpretar obra tamanha tem que pensar várias vezes no que pode vir a acrescentar.

Uma obra, como ela mesma lembra, repleta de visitas de vozes masculinas como o lendário Dércio Marques, Saulo Laranjeira, Rubinho do Vale, Paulinho Pedra Azul entre tantos outros e também outras femininas, particularmente Doroty Marques, a quem Titane dedica o disco.

Titane, no entanto, não só soube muito bem como fazer como teve a audácia, talento e coragem de reinventar tudo. A sua voz parece conhecer cada verso, cada sílaba e nota e, sobretudo, o que veio a gerar cada uma delas. Nos conduz por um fio melódico e poético sem cautela. Ao mesmo tempo, com delicadeza própria, afinação, firmeza, emoção, timbre, enfim, com uma qualidade irretocável, faz transpirar e deslocar ainda mais à frente a quintessência da obra.

Titane canta Elomar – Na Estrada Das Areias De Ouro é um daqueles discos que daqui a muito longe haverá alguém por aqui falando dele.

Feito essas lendas que ficam.


¹ Embora seja a pioneira a gravar um álbum apenas com músicas de Elomar em voz feminina, Titane não é a primeira cantora e intérprete e cantar músicas compostas pelo trovador de Vitória da Conquista: Diana Pequeno (BA) registra em sua discografia pelo menos três canções do conterrâneo: Acalanto (em Diana Pequeno, #12A, 1978) e Campo Branco e Cantiga de Amigo (em Eterno como areia, #3A e #5B, respectivamente).

Parceiro de Elomar, com quem esteve ao lado ainda de Vital Farias (PB) e Geraldo Azevedo (PE) nas célebres apresentações da série Cantoria (1984), Xangai gravou em 1986 o álbum Xangai Canta Cantigas, Incelenças, Puluxias e Tiranas de Elomar. Lançado pela gravadora Kuarup, este álbum traz 10 faixas, incluindo Na estrada das areias de ouro (#2). Os três volumes que resultaram dos shows Cantoria também são do selo Kuarup.

Leia também no Barulho d’água Música:

Itaú Cultural abriga universo de Elomar com atrações múltiplas e entrada franca…

934 – Autor de Catamarã e lithos, multi-instrumentista André Siqueira é um dos finalistas…

Renato Teixeira
Um Poeta e um Violão
24 de maio, a partir das 21h30
Teatro Municipal Gloria Giglio
Avenida dos Autonomistas, 1533, Vila Campesina, Osasco

Ingresso: R$60 (meia-entrada), R$80 (promocional) e R$ 120 (inteira) e pelo whatsApp (11) 9835-75195

O ingresso poderá ser adquiro pelo endereçohttps://ticketbras.com/product/renato-teixeira-no-teatro-municipal-de-osasco/ida/barulhodagua

Vendas na bilheteria apenas a partir do dia 20, das 13h às 18h.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s