1296 – Prepare saborosos pratos caipiras, ao som de modas de viola, com Rodrigo Zanc (SP)

Em torno de um fogão a lenha e ponteando canções autorais e de amigos de estrada, violeiro radicado em São Carlos compartilha com o público deliciosas receitas para deixar menos salgada quarentena imposta pela pandemia do coronavírus

Cantor e compositor residente em São Carlos, cidade do Interior de São Paulo a cerca de 240 quilômetros da Capital, Rodrigo Zanc como todo bom violeiro é inquieto e valoriza, por menor que possam parecer, todos os detalhes e elementos que tenham relação com a sua “verdade interior” — espelho nítido que dele reflete, entre outras qualidades ímpares, a intensa relação com suas raízes de homem nascido e criado, com orgulho, na roça, onde aprendeu a cultivar e prezar as nossas mais antigas tradições populares, em particular, dentro deste universo, a cultura caipira. Autor de dois álbuns que mesclam músicas deste gênero e sucessos da música popular brasileira e regional, integrante dos projetos 4 Cantos e Tributo a Pena Branca e Xavantinho, além de idealizador de Viola para Dominguinhos, Zanc também é apaixonado por gastronomia e como cozinha tão bem quanto toca e dá voz às suas emoções, decidiu aproveitar a quarentena provocada pela pandemia do coronavírus que o afastou temporariamente dos palcos para compartilhar em um de seus canais virtuais o programa Fogo e Viola.

A ideia é em torno de um fogão a lenha, que ele mesmo construiu onde mora, gravar dicas para amigos e seguidores de como elaborar saborosas receitas da rica gastronomia caipira, entremeando às imagens modas de viola. Com músicas de amigos de estrada, a trilha de “fundo” entra enquanto Zanc vai acrescentando os ingredientes à panela ou à frigideira (sempre “de modo muito simples, sem a mínima intenção de ensinar”, observa) ou na hora de mostrar a iguaria já finalizada, pronta para ser servida e apreciada; entre um momento e outro, ponteando as dez cordas, apresenta uma canção do repertório autoral integrante dos álbuns Pendenga (2006) ou Fruto da Lida (2013), revelando antes da cantoria curiosidades alusivas àquela composição.

A cada nova postagem Zanc quer produzir vídeos tecnicamente melhores e bem mais elaborados, com duração de cerca de 10 minutos, de modo a enfocar com clareza cuidados e peculiaridades do preparo dos pratos para que “não desandem” (fiquem crus ou “passem do ponto”, por exemplo) e ninguém “erre a mão” no sal, no óleo, na pimenta etc; porém, a música não fica em segundo plano, posto que guarda relação direta com o contexto do Fogo e Viola e permite ao público que por ventura ainda não a conheça ter contato com sua valiosa obra e talento na execução do instrumento. O programa já tem duas edições e a partir da segunda ganhou a participação da filha, Ana Beatriz Zanin, responsável pela captação das imagens, com edição do próprio violeiro. Para assisti-los, curti-los e tornar-se seguidor do canal do músico-mestre-cuca, bastará clicar nas palavras destacadas abaixo, lincadas a ambos.

Bom apetite e boa audição!

Picanha suína na panela

Feijão “fortinho”

Leia mais sobre Rodrigo Zanc ou conteúdos a ele relacionados aqui no Barulho d’água Música clicando no linque abaixo

https://barulhodeagua.com/tag/rodrigo-zanc/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s