1343- Marcos Assunção (MS) lança método para violeiros aprendizes e anuncia terceiro disco instrumental

#ViolaCaipira #MúsicaInstrumental #MúsicaRegional #MúsicaDeRaiz #CulturaPopular #MatoGrossoDoSul #CampoGrande

Livro que ganhará três volumes resulta de pesquisa que leva o estudante ao encontro de uma linguagem híbrida e contemporânea durante curso para dominar o instrumento

O guitarrista, violonista, violeiro e compositor Marcos Assunção publicou recentemente o método Viola Brasileira Volume I, um trabalho de pesquisa musical que leva o aprendiz e estudantes ao encontro de uma linguagem híbrida e contemporânea e que o autor envia pelos Correios aos interessados. A iniciação à leitura de partituras que ele oferece neste trabalho busca aproximar ainda mais a viola caipira à sistematização metodológica desenvolvida para outros instrumentos, dando ao estudante a oportunidade de dialogar com outros gêneros da música popular brasileira e de concerto.

Continue Lendo “1343- Marcos Assunção (MS) lança método para violeiros aprendizes e anuncia terceiro disco instrumental”

1342 -A famosa treta entre Caetano e Belchior

#MPB #CulturaPopular

Amigos e seguidores:

Em 22 de dezembro, Kerison Lopes, presidente da Casa do Jornalista de Minas Gerais, com sede em Belo Horizonte, e coordenador do Bloco Volta Belchior, que também tem sede naquela Capital, publicou o texto intitulado A famosa treta entre Caetano e Belchior que por ele autorizados reproduziremos abaixo e que revela um interessante aspecto em torno das obras dos cantores e compositores Belchior e Caetano Veloso, dois ícones da cultura popular do país. A íntegra do original, ilustrada pela dúbia efígie formada por parte dos rostos de ambos também utilizada nesta atualização , consta na página do Facebook de Lopes — tribuna para a qual ele redige e compartilha informações e mensagens diversas, dedicando aos amigos e seguidores valiosos conteúdos culturais entre os quais outros artigos que resgatam a genialidade e (por que não?) a geniosidade contida nas músicas do cearense, recentemente, por sinal, percebida e valorizada também pelo rapper Emicida no já aclamadíssimo e imperdível AmarElo.

Continue Lendo “1342 -A famosa treta entre Caetano e Belchior”

1341- Cida Moreira lança novo álbum com músicas do programa que estrela no Canal Brasil

#MPB  #CulturaPopular

Com produção da Kuarup, Um Copo De Veneno propõe reflexão, crítica poética e política a partir de canções consagradas por Eduardo Dussek, Tulipa Ruiz, Itamar Assumpção, Mamonas Assassinas e até a diva Tina Turner 

Um Copo de Veneno é o novo álbum de Cida Moreira e traz a trilha sonora de um programa de dez capítulos veiculado pelo Canal Brasil dirigido por Murilo Alvesso e uma grande e jovem equipe estrelada pela cantora e atriz paulistana. A trilha musical quase completa masterizada por José Pedro Selistre ganha versão no formato final pela produtora e gravadora Kuarup. Cida Moreira a aguarda o momento de estrear como concerto, com todo o requinte do projeto original. Um copo de veneno, uma reflexão, uma crítica poética com forte viés político e artístico, uma criação libertária, uma ousadia assumida nos tempos atuais. Um copo de veneno para beber num longo gole até o fundo do mesmo copo”, declarou neste momento pandêmico.

Continue Lendo “1341- Cida Moreira lança novo álbum com músicas do programa que estrela no Canal Brasil”

1340 – Versão física do novo disco de Cássio Gava registra parceria inédita com Aldir Blanc

#MPB #MúsicaIndependente #CulturaPopular

Quatro Paredes, quarto álbum do cantor, compositor e arranjador paulistano, produzido como mote ao isolamento social , registra criações desde o inicio da carreira do autor e traz participações de Cida Moreira, Mário Mountaut,  Márcia Salomão, Chico César, Zeca Baleiro e Luiz Tati

Quatro Paredes, quarto álbum do cantor e compositor paulistano Cássio Gava, com 11 faixas, já está disponível nas melhores plataformas digitais, mas vale a pena procurar a versão física em lojas líderes do segmento, pois o cedê ganhou uma trilha bônus que é a mais brilhante joia desta coroa que reúne entre suas turmalinas e turquesas canções compostas pelo autor e com parceiros notáveis desde o início da carreira: Árias Para Folha De Fícus, rubi que tem a participação de Márcia Salomon e letra de Aldir Blanc. Chico César, Zeca Baleiro e Luiz Tatit, entre outros, também aparecem no disco e dão ainda mais nobreza ao trabalho no qual o autor procurou sintetizar a canção como pretexto para o entretenimento a ser recorrido na situação sanitária difícil na qual nos encontramos, referindo-se à pandemia da Covid-19, moléstia que privou as pessoas do convívio social, obrigando-nos ao distanciamento social e ao isolamento doméstico, dentro das quatro paredes de nossas casas, dai o nome do álbum.

Continue Lendo “1340 – Versão física do novo disco de Cássio Gava registra parceria inédita com Aldir Blanc”

1339-Chico Teixeira lança álbum gravado ao vivo na turnê de Ciranda de Destinos

#MPB #MúsicaCaipira #CulturaPopular

Disco produzido pela Kuarup ganha edição exclusiva nas plataformas digitais, extraída de registros de espetáculo do mais recente trabalho do cantor filho de Renato Teixeira 

O cantor, compositor, violonista e pesquisador de cultura popular Chico Teixeira está lançando versão ao vivo do álbum Ciranda de Destinos, o sexto e mais recente da carreira, trabalho da gravadora e produtora Kuarup de 2019 e que atingiu mais de 1 milhão de acessos em aplicativos de música. No projeto atual, que tem distribuição exclusiva em plataformas digitais, Chico Teixeira reúne regravações de clássicos nacionais de diversos sotaques e épocas captadas durante uma apresentação ao vivo, bem como canções de domínio público resgatadas por grupos folclóricos das regiões Sul, Sudeste e Nordeste. Desta forma, ele conta mais uma vez em disco histórias de um povo unido por diferentes costumes e lutas.

Continue Lendo “1339-Chico Teixeira lança álbum gravado ao vivo na turnê de Ciranda de Destinos”

1338 – Kleztival ganha álbum com 50 gravações de diversos expoentes da música judaica*

Disco que marca 10 anos do festival revela o melhor do estilo klezmer ao redor do globo e artistas como The Klezmatics (Estados Unidos), Polina Shepherd (Inglaterra), Daniel Kahn (Alemanha), Yair Dalal (Israel), e os brasileiros  Nicole Borger, Zemer e Claudio Levitan

* Com Tambores Comunicações

O Kleztival, Festival Internacional da Música Judaica, realizado em São Paulo há 11 anos, colocou o Brasil na rota dos grandes festivais do gênero e é considerado, atualmente, o maior da América do Sul. O evento se equipara em organização, atrações e grandeza aos correlatos promovidos em Israel, Canadá, Polônia, Inglaterra e Estados Unidos; neste ano, por conta da pandemia do novo coronavírus (Covid-19), a edição precisou ser online, entre os dias 17 e 25 de outubro, mas mesmo no novo formato as audiências não frustraram as expectativas do Instituto da Música Judaica Brasil (IMJ-Brasil). A entidade, que tem mesmo muito a comemorar, para celebrar uma década dos concertos, lançara em 2019 o disco triplo Kleztival 10 Anos, que reúne 50 artistas de diversas partes do mundo e revela que a música é feita com raiz na cultura judaica, às vezes de forma tradicional, em outras, mixando-a a gêneros distintos como bossa ou o hip hop, por exemplo.

Continue Lendo “1338 – Kleztival ganha álbum com 50 gravações de diversos expoentes da música judaica*”

1337- Levi Ramiro (SP) lança livro com tablaturas, partituras e suas histórias desde menino, com QR Code para 11 músicas de viola caipira

#ViolaInstrumental #ViolaCaipira #MúsicaIndependente #CulturaPopular

Mãos que fazem, mãos que tocam traz textos do próprio autor, do companheiro de estrada, Paulo Freire, de Josiane Giacomini e pode ser enviado para todo o Brasil 

O violeiro, cantor, compositor e luthier paulista Levi Ramiro acaba de lançar o livro Mãos que fazem, mãos que tocam, uma leve, breve e divertida narrativa da sua trajetória desde os tempos de menino nascido na pequena cidade de Uru até se tornar o artesão de violas de cabaça e de outros instrumentos que já rodou o Brasil tocando suas composições e parcerias que enchem mais de 10 discos autorais (e outros tantos nos quais tem participação), a poesia da cultura popular e a arte do encontro.

O livro, que Levi Ramiro pode enviar aos interessados dos quatro cantos do país e até para o Exterior, contém onze de suas músicas instrumentais apresentadas em partituras e tablaturas escritas por Domingos de Salvi, além de um QR Code para acesso ao arquivo de áudio disponibilizado no sítio virtual www.leviramiro.com.br,; para a encomenda de exemplares Levi Ramiro pode ser contatado em leviramiro@gmail.com, também pelo endereço que mantém no Facebook.

Continue Lendo “1337- Levi Ramiro (SP) lança livro com tablaturas, partituras e suas histórias desde menino, com QR Code para 11 músicas de viola caipira”

1336 – Graziela Medori e Alexandre Vianna lançam disco dedicado à obra do Clube da Esquina

#MPB #ClubeDaEsquina

Nossas Esquinas, que a Kuarup já disponibiliza nas plataformas virtuais e também sairá no formato físico, revisita composições dos dois antológicos álbuns do grupo musical mineiro, um dos mais famosos de todos os tempos no país

O Clube da Esquina nasceu de um encontro de artistas que agitava a confluência das ruas Divinópolis com Paraisópolis, no bairro de Santa Tereza, em Belo Horizonte.(MG), promovendo forte junção entre músicos e compositores mineiros, mas acima de tudo, da amizade entre eles, que foi o maior dessa geração de artistas que descobria a música uma forma de se expressar. Milton Nascimento, Lô e Márcio Borges, Fernando Brant, Nelson Ângelo, Ronaldo Bastos, Beto Guedes, Toninho Horta e Wagner Tiso, dentre outros, contribuíram para a criação de uma sonoridade única que reúne influências forte da banda britânica The Beatles, da música latino-americana, dos negros e dos índios com o canto das igrejas, com letras cujos temas abordam a importância da amizade genuína e revelam momentos políticos vividos na década dos anos de 1970, fincadas em raízes ancestrais e no sentimento coletivo de amor e perseverança.

Continue Lendo “1336 – Graziela Medori e Alexandre Vianna lançam disco dedicado à obra do Clube da Esquina”

1335 – Cecilia Concha Laborde lança Cancionera, álbum para marcar seus 10 anos de trajetória

A cantora e compositora chilena influenciada por Violeta Parra e Victor Jara, de voz e violão “poderosamente doces”, fará apresentação em anfiteatro de Santiago para apresentação do disco que reúne 17 canções 

A cantora chilena Cecilia Concha Laborde fez aniversário na terça-feira, 2 de dezembro, e o presente quem está ganhando são amigos e fãs, brindados com o álbum Cancionera, trabalho que marca seus 10 anos de carreira, já pode ser descarregado eletronicamente e será lançado em concerto presencial marcado para começar às 19 horas desta sexta-feira, 4, no Anfiteatro do Museu de Belas Artes, situado em Santiago, com transmissão via streaming; devido à necessidade de se evitar aglomerações que possam agravar a pandemia do coronavírus (Covid-19), a plateia será reduzida, terá de obedecer protocolos de segurança sanitária e só acessará o auditório quem fez reserva antecipada. Gravado no estúdio La Cuerda, em Buenos Aires, capital da Argentina, e produzido na cidade de São Paulo e na capital chilena, Cancionera reúne 17 faixas e é o segundo álbum de Cecília Concha Laborde. Ela estreou em 2013 com Te traigo mi versos, álbum +livro com canções a partir de suas próprias poesias.

Continue Lendo “1335 – Cecilia Concha Laborde lança Cancionera, álbum para marcar seus 10 anos de trajetória”