1338 – Kleztival ganha álbum com 50 gravações de diversos expoentes da música judaica*

Disco que marca 10 anos do festival revela o melhor do estilo klezmer ao redor do globo e artistas como The Klezmatics (Estados Unidos), Polina Shepherd (Inglaterra), Daniel Kahn (Alemanha), Yair Dalal (Israel), e os brasileiros  Nicole Borger, Zemer e Claudio Levitan

* Com Tambores Comunicações

O Kleztival, Festival Internacional da Música Judaica, realizado em São Paulo há 11 anos, colocou o Brasil na rota dos grandes festivais do gênero e é considerado, atualmente, o maior da América do Sul. O evento se equipara em organização, atrações e grandeza aos correlatos promovidos em Israel, Canadá, Polônia, Inglaterra e Estados Unidos; neste ano, por conta da pandemia do novo coronavírus (Covid-19), a edição precisou ser online, entre os dias 17 e 25 de outubro, mas mesmo no novo formato as audiências não frustraram as expectativas do Instituto da Música Judaica Brasil (IMJ-Brasil). A entidade, que tem mesmo muito a comemorar, para celebrar uma década dos concertos, lançara em 2019 o disco triplo Kleztival 10 Anos, que reúne 50 artistas de diversas partes do mundo e revela que a música é feita com raiz na cultura judaica, às vezes de forma tradicional, em outras, mixando-a a gêneros distintos como bossa ou o hip hop, por exemplo.

A meta do IMJ-Brasil é promover o trabalho de artistas brasileiros e internacionais que atuam neste segmento. O álbum comemorativo é uma perfeita síntese do Kleztival, que a cada ano oferece o que há de mais característico em termos de música judaica no mundo, proporcionando, ao longo de uma semana, shows, workshops, exposições, exibições de filmes, lançamentos de livros e outras atividades, desenvolvidas na capital paulista. A palavra klezmer, da qual o festival tirou o nome, é a denominação de um dos gêneros da canção judaica que existe há muitos anos e tem origem na Europa Oriental.

A música klezmer pode ser rápida ou lenta, mas seu objetivo é fazer as pessoas dançarem. Assim, os shows do Kleztival procuram ser uma celebração, inclusive, com participação de coreógrafos que ajudam a plateia a organizar grupos de danças circulares.

Nicole Borger e Edy Borger, produtores do disco triplo, escreveram: “Esses artistas formam uma grande família, espalhada pelo mundo. Porém, todos com uma certeza: a de que a música pode ajudar a quebrar barreiras de preconceito e intolerância e a lutar por um mundo melhor.” A opinião do diretor musical do evento, o norte-americano Frank London, é semelhante: “O Kleztival se tornou um marco. Meu trabalho tem me levado a festivais no mundo todo (Rússia, América do Norte e Europa) e o Kleztival é único, celebrando o melhor da cultura judaica por meio do olhar característico brasileiro. Viva o Kleztival, até 120 anos!”                  

Estão no álbum atrações como:

The Klezmatics (Estados Unidos) tem fama fama mundial como vencedor do Grammy pelo álbum Wonder Wheel (2006);

Polina Shepherd (Inglaterra), cantora e pianista nascida na Rússia, destacada intérprete do gênero iídiche;

Daniel Kahn (Alemanha), expoente de uma música radical e de resistência judaica, é considerado um poeta hábil que tanto se utiliza da língua inglesa, quanto do iídiche, para criar canções que trazem para hoje a ambientação satírica e de crítica social do ‘cabaré alemão’ de Brecht e Kurt Weil, por exemplo;

Yair Dalal (Israel), alaudista, nascido no Iraque, um dos maiores nomes da música mizrahi, dos judeus orientais. Recebeu prêmios por sua música e por projetos educacionais, que agrupam israelenses e palestinos, buscando a paz por meio da música.

Beyond The Pale (Canadá) – Banda premiadíssima por sua música que pesquisa sonoridades que evidenciam e fundem temas tradicionais com texturas e arranjos contemporâneos e inovadores.

Nicole Borger (Brasil) – Cantora, compositora e uma das produtoras do Kleztival. Seu trabalho musical é diverso. O disco Raízes/Roots (2015), por exemplo, une a cultura judaica e a música brasileira.

Um exemplar do disco triplo Kleztival 10 anos foi gentilmente envido à redação do Barulho d’água Música pelos jornalistas Beto Previero e Moisés Santana, da Tambores Comunicações, aos quais publicamente agradecemos. As faixas estão disponíveis em várias plataformas e o disco físico pode ser encomendado pelo telefone 11 3159-1997. Para mais informações, o portal do IMJ-Brasil pode ser visitado pelo endereço http://www.imjbrasil.com.br.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s