1351 – Encontro do Padre Fábio de Melo com o cantor e compositor Luís Kiari inspira criação de música

#MPB  #MúsicaReligiosa #Kuarup

Single Por Aí surge da amizade dos poetas e traz reflexão, aprendizado e pensamento sobre a existência humana

Petrópolis, região serrana do estado do Rio de Janeiro, foi palco do encontro de dois poetas: Padre Fabio de Melo e Luís Kiari. O religioso e o músico se tornaram amigos já na primeira conversa quando falaram sobre música, arte, existência e Deus. Nesse mesmo dia, Kiari foi surpreendido por uma mensagem do padre que continha uma poesia e assim nasceu Por Aí, melodia inspirada por uma conversa entre amigos, transformada em palavras pelo sacerdote e traduzida em música pelo compositor.

Por Aí foi disponibilizada em todas as plataformas digitais pela produtora e gravadora Kuarup. Aborda a construção de cada um de nós à medida em ganhamos e perdemos, mas somando experiências durante o tempo de vida. Viver é uma dicotomia, pois quanto mais vivemos, menos vida resta pela frente. Vamos nos desconstruindo para construir quem já somos, por isso, o que nos cabe é apenas o presente. A música nos leva a pensar sobre essa construção e esse aprendizado diário na procura de quem somos e quem estamos sendo.

Fábio José de Melo Silva, o Padre Fábio Melo, é mineiro de Formiga. Sacerdote católico, cantor, compositor, poeta, escritor, professor é apresentador e, atualmente, está na Diocese de Taubaté (SP), cidade do Vale do Paraíba paulista. Iniciou a carreira musical com a gravadora Paulinas-Comep, posteriormente na gravadora Canção Nova, desenvolvendo um projeto independente com músicas tipicamente mineiras, o Tom de Minas; depois, passando pela Som Livre e pela Sony Music. Está à frente do programa Direção Espiritual, levado ao ar pela TV Canção Nova.

Nascido em família de origem humilde, Fábio Melo é o caçula dos oito filhos de Dorinato Bias Silva, pedreiro, e de Ana Maria de Melo Silva, dona de casa. Cursou o primeiro grau na Escola Estadual Abílio Machado, em Formiga; o segundo no Colégio Nossa Senhora de Lourdes. em Lavras (MG), e o terceiro em Filosofia na Fundação Educacional de Brusque (SC). Formou-se em Teologia na Faculdade Dehoniana, situada em Taubaté e pós graduou-se em Educação, na cidade do Rio de Janeiro (RJ). O mestrado foi concluído Belo Horizonte (MG), junto aos Jesuítas, no Instituto Santo Inácio (ISI). Em seguida, retornou a Taubaté para lecionar na área de Teologia Fundamental e Sistemática, na mesma faculdade onde se formou. Hoje está à disposição na Diocese de Taubaté.

Seu dom foi descoberto já na infância. Fábio de Melo o conduziu à causa humanística e colocou seu talento de cantor, compositor e poeta a serviço do Reino de Deus. Ordenou-se sacerdote em 15 de dezembro de 2001, em sua cidade natal, após 16 anos de formação e estudos nos seminários Dehonianos. Na Igreja Matriz de São Vicente Ferrér,, em Formiga, foi ordenado sacerdote pela imposição das mãos e oração consecratória do arcebispo metropolitano de Belém (PA) Dom Alberto Taveira Corrêia. Em sua vida sacerdotal e espiritual, tem como referência, além do Padre Zezinho e do Padre Joãozinho, o saudoso Padre Léo.

Viver é deixar e receber marcas, já que todas as experiências da vida, sejam alegres ou tristes, sempre deixam marcas em nós”, afirmou o religioso e artista que traz consigo musicalidade nata. Sua sensibilidade social e humana vai além da competência de um grande intérprete capaz de emocionar unindo técnica e dom, à consciência de composições próprias que transmitem mensagens significativas. São expressões literárias e poéticas que revelam amplo conhecimento não somente literário, mas, filosófico. Sua linguagem é sensível, cuidadosa, objetiva e universal. O som é acolhido na completude múltipla da arte audiovisual, em roupagem atual e ritmos atemporais. Basta observar obra e shows para compreender que nele há um artista completo.

A mensagem de Jesus Cristo é o viés de suas composições e assim consolida-se cada vez mais como um dos atuais pilares da música religiosa. Integra o contexto da música brasileira ao lançar-se por inteiro no ofício da arte, que exercita com respeito integral. Com total apoio da família e com incentivo do padre Joãozinho, scj,, Padre Fábio de Melo lançou seu primeiro disco ainda no tempo de seminário, em 1997: De Deus um cantador.

Ao receber a ordenação diaconal compôs As estações da vida, uma analogia às estações do ano e ao processo de aproximação do ser humano com Deus. Já ordenado padre, em 2001, trouxe ao mercado Marcas do Eterno – o disco, que surge após o mestrado de Teologia Sistemática, reflete seus então recentes estudos em Antropologia Teológica sobre “o cotidiano como lugar de revelação”. A faixa que empresta o nome ao referido álbum aborda de maneira bastante específica o modo consagrado de viver e claramente sua própria vocação. E pode ser o de qualquer pessoa que tem uma religião e se relaciona com o transcendente de maneira espiritualista, descobrindo-se como um “lugar de dignidade” ou como um “solo sagrado”.

A gente mistura muito a palavra com a canção”, prosseguiu Padre Fábio de Melo, cuja trajetória musical já soma 20 discos e 5 DVDs/Bluray, sem contar 13 livros publicados, possibilitando alcançar a expressiva marca de 2 milhões de discos e mais de 3,5 milhões de livros vendidos. Nesta trajetória rica foi indicado ao Grammy Latino 2016 na categoria, “Melhor álbum cristão em português” com o DVD Deus do Esconderijo do Verso, feito que repetiu no ano seguinte, desta vez com a canção Clareou.

A gente mistura muito a palavra com a canção”,, disse Padre Fábio de Melo, cuja trajetória já soma 2 milhões de discos e mais de 3,5 milhões de livros vendidos
Kiari teve seu primeiro contato direto com a música por meio dos instrumentos tocados pelos três irmãos cegos, que então estudavam na capital paraibana, a cidade de João Pessoa.

O envolvimento de Luís Kiari com a música começou na infância em Campina Grande (PB) ao ouvir o pai cantarolando versos de Maurício Reis, Altemar Dutra, Agnaldo Timóteo e Nelson Gonçalves, entre outros, enquanto o acompanhava no trabalho rural. Na adolescência, Kiari teve seu primeiro contato direto com a música por meio dos instrumentos tocados pelos três irmãos cegos, que então estudavam na capital paraibana, a cidade de João Pessoa.

Foi nesta época que aprendeu a tocar violão e começou a ter acesso aos primeiros discos de música popular brasileira, trazidos pelos irmãos. Aos 19 anos, desembarcou na cidade do Rio de Janeiro (RJ) e intensificou seu envolvimento com a música lecionando violão por indicação de amigos da igreja que frequentava. Por intermédio deles, conheceu alguns dos hoje seus principais parceiros de composição Caio Sóh, Gugu Peixoto e Fred Somer.

A difícil adaptação do menino do Interior do Nordeste à realidade de uma cidade grande e a angústia silenciosa deste choque cultural transformaram-se na primeira composição, em 2004, Terra Ardente. A partir daí, Kiari não parou mais. Em 2006 formou-se em Produção Fonográfica e ampliou seu interesse pelas palavras e por Filosofia, frequentando o curso de Literatura da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) como ouvinte. Nesta época conheceu Caio Sóh, que abriu a varanda do apartamento no Recreio dos Bandeirantes, na cidade do Rio de Janeiro para encontros de música e de poesia com jovens artistas de várias partes do Brasil.

Destes saraus nasceram Os Varandistas — que chegaram aos palcos da MPB em 2010 – e a aproximação com a jovem cantora Maria Gadú — que gravou em seu disco de estreia, em 2009, Linda Rosa, composição de Kiari e Gugu Peixoto, escolhida como parte da trilha sonora da novela Cama de Gato, da Rede Globo. Com Gadú, Kiari tocou em casas conceituadas nas cidades de São Paulo e do Rio de Janeiro e participou da gravação do primeiro CD/DVD da amiga, fazendo dueto em sua canção Quando Fui Chuva, composta em parceria com Caio Sóh.

Pela Kuarup Kiari lançou os álbuns Três e De Dentro.

Especializada em música brasileira de alta qualidade, o acervo da produtora e gravadora Kuarup concentra a maior coleção de Villa-Lobos em catálogo no país, além dos principais e mais importantes trabalhos de choro, música nordestina, caipira e sertaneja, MPB, samba e música instrumental em geral, com artistas como Baden Powell, Renato Teixeira, Ney Matogrosso, Wagner Tiso, Rolando Boldrin, Paulo Moura, Raphael Rabello, Geraldo Azevedo, Vital Farias, Elomar, Pena Branca & Xavantinho e Arthur Moreira Lima, entre outros.

Além desta eclética galeria de cantores e duplas cujos trabalhos já lançados formam o acervo de álbuns, também é possível ao internauta que visita o portal da Kuarup, entre outras atividades no campo da produção cultural, saber pela guia Notícias as novidades que estão chegando para reforçar este precioso catálogo e, ainda, ouvir 52 seleções de músicas disponíveis na plataforma Spotify (playlists) apresentadas por temas e recortes dos mais diversificados, revelando a riqueza de sonoridades e de gêneros que a empresa guarda. Uma das preferidas aqui na redação do Barulho d’água é Duetos Kuarup (clique no nome da lista para ouvi-la). O endereço eletrônico que leva ao botão que abre as playlists é http://www.kuarup.com.br/spotify/  

Kuarup Música, Rádio e TV: www.kuarup.com.br

Telefones: (11) 2389-8920 e (11) 99136-0577 Rodolfo Zanke (rodolfo@kuarup.com.br)

O lançamento do álbum Sacrifício pela Fé, do compositor, guitarrista, violonista e Mestre em criação e execução musical Fred Andrade nos proporciona um daqueles momentos de contentamento máximo com uma primorosa seleção musical. O álbum conta com 17 faixas, e grandes músicas como: Luz, Lá Vem o Volante, Vem Dormir Santinha, Casa Vazia e Candeeiro’, entre outros. Sacrifício pela Fé, da Kuarup ,está disponível em todas as plataformas digitais.

Leia também no Barulho d’água Música:

1228 – Francisco de Assis, álbum de Marcus Viana, presta tributo à santidade do monge que beijava doentes para curá-los

1057 – Wilson Dias recebe Padre Paulo Morais em Beagá (MG) para nova rodada do projeto Viola de Feira

920 – Chico Lobo e Monsenhor Vicente Ferreira lançam “Louvação” em nova rodada do “Canto & Viola”, em Beagá (MG)

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s