1382 – Ema Klabin oferece Mostra Lei Aldir Blanc, com cinco apresentações virtuais*

#CasaMuseuEmCasa #MúsicaBrasileira #MúsicaPopularBrasileira #WorldMusic #CulturaPopular #LeiAldirBlanc

Martha Galdos, Orquestra Mundana Refugi, Liv Moraes, Ricardo Baldacci Trio, Vanessa Moreno & Salomão Soares participarão do evento que será promovido entre 23 e 27 de abril

*Com Cristina Aguilera, Mídia Brazil Comunicação Integrada (cristina.aguilera@midiabrazil.com.br/@midiabrazilcomunicacao)

jornaslistas antifascistasA Casa Museu Ema Klabin, situada na cidade de São Paulo, oferecerá até 27 de abril a Mostra Lei Aldir Blanc, com cinco apresentações virtuais iniciadas na sexta-feira, 23, que serão transmitidas pelo canal YouTube da promotora, permitindo ao público assisti-los sem sair de casa e assim respeitar as restrições sanitárias em vigor por conta da pandemia de Covid-19.

A cantora peruana Martha Galdos abriu a série, com participação de Dante Ozzetti, e será seguida por Dedicado a Você, protagonizado por Liv Moraes (voz) e Cainã Cavalcanti (violão). A programação inclui o primeiro de seis episódios do projeto Foxtrot e a Música Brasileira: 1920 a 1960, interpretado pelo Ricardo Baldacci Trio. Os internautas também poderão passear por diversas vertentes da música brasileira em Chão de Flutuar, com Vanessa Moreno (voz) e Salomão Soares (piano), além de conhecer mais da música étnica que caracteriza o eclético repertório da Orquestra Mundana Refugi, formada por músicos brasileiros, imigrantes e refugiados.

A Mostra Lei Aldir Blanc foi estruturada em apoio aos músicos contemplados que procuraram a Casa Museu Ema Klabin** para uma parceria. A iniciativa, regulamentada pelo Governo Federal, busca apoiar profissionais da área cultural que sofrem o impacto das medidas de distanciamento social por causa do coronavírus.

Ponto cultural já consolidado na área musical, com seu tradicional programa Tardes Musicais, a Casa Museu Ema Klabin foi o cenário escolhido tanto para a gravação de alguns dos concertos, como para a divulgação dos espetáculos. Martha Galdos declarou que poder gravar na Casa Museu Ema Klabin foi muito especial. “A arte e a natureza sempre impactaram minha vida e o conceito do meu show se encaixou perfeitamente com esse espaço precioso”, disse sobre Colores. Também gravaram na Casa Museu Ema Klabin Liv Moraes e a Orquestra Mundana Refugi, com rigorosa obediência aos protocolos de biossegurança vigentes. Todos os músicos se submeteram a testes para possível detecção do agente causador da infecção e se apresentaram sem a doença.

Martha Galdos brindou a plateia em edição especial de Colores, com participação de Dante Ozzetti. Com voz doce e forte presença de palco, a cantora e compositora peruana transita pela música latina contemporânea, jazz, world music e música brasileira de raiz, possibilitando um repertório eclético que reúne músicas autorais e composições consagradas tais quais Duerme negrito, Alma canta, Samba da utopia, Mujer hilandera e Achou, entre outras.

O duo formado pela paulista Vanessa Moreno e o pianista paraibano Salomão Soares estará em ação neste sábado, 24, às 16h30, com Chão de Flutuar. Os instrumentos, voz e piano poderão ser ouvidos com brasilidade, nuances rítmicas e improvisação, visitando diversas vertentes da música brasileira em um projeto que explora, entre outras, canções como Canção do Amanhecer (Edu Lobo e Vinícius de Moraes), Sanfona (Egberto Gismonti), Nada será como antes (Milton Nascimento/Ronaldo Bastos), Olha Maria (Tom Jobim/ Vinícius de Moraes/Chico Buarque) e Beiral (Djavan).

Liv Moraes, filha do saudoso Dominguinhos, está lançando Dedicado a Você, com a participação de Cainã Cavalcanti. Ambos são atrações de 25 de abril, às 16h30. Com 20 anos de carreira, Liv Moraes se destaca como intérprete de MPB, além de carregar o legado musical do pai, um dos expoentes nacionais do forró. Liv já dividiu palcos com Gilberto Gil, Elba Ramalho, Jane Duboc, Yamandu Costa, Fábio Júnior, Lenine, Fagner, Toninho Horta e Maestro Spok, entre outros.

unnamed (2)

Liv Moraes , filha de Dominguinhos, lança Dedicado a Você, com a participação de Cainã Cavalcanti. Foto Lennon Fernandes.

Dedicado a Você, além de ser uma das canções compostas por Dominguinhos que integrará a apresentação, também é uma homenagem especial aos 80 anos do sanfoneiro. No repertório, entre outras, estarão, ainda, Samba do grande amor (Chico Buarque), O amor que merece e Flor da Pele (Zeca Baleiro/Alice Ruiz), O ciúme (Caetano Veloso), Doce princípio (Dominguinhos/Climério), Paciência (Lenine/Dudu Falcão) e Vários caminhos (Liv Moraes/Dominguinhos).

No dia 26 de abril, às 22h, o Ricardo Baldacci Trio trará o primeiro dos seis episódios do projeto Foxtrot e a Música Brasileira: 1920 a 1960, uma ação de retomada de um gênero que muitas vezes é lido como norte-americanizado, mas teve importância e ocupou lugar de relevância na música brasileira.

O precioso repertório contará com uma série de composições que se tornaram clássicas por todo o mundo, mas aqui foram esquecidas depois de fazerem sucesso com as interpretações de Francisco Alves, Orlando Silva, Carlos Galhardo, Nelson Gonçalves, entre outros. Ricardo Baldacci estará acompanhado pelos músicos Billy Magno e Danilo Vianna para a execução, ente outros de Eu não posso dar-te mais que amor (McHugh/Fields/Freire Júnior), Céu cor de rosa (Victor/Al Dubin/Haroldo Barbosa), Você só mente (Hélio Rosa/Noel Rosa) e Somente Amigos (John Klenner/Paulo Gustavo).

A Orquestra Mundana Refugi encerrará a Mostra, a partir das 19 horas da terça-feira, 27 de abril. Formada por músicos brasileiros, imigrantes e refugiados de diversas partes do mundo, sob direção do multi-instrumentista Carlinhos Antunes, a Orquestra leva o público para uma viagem por sonoridades da Palestina, Irã, Guiné, Congo e Brasil em arranjos inusitados, além de composições autorais. Vozes e instrumentos como kanun, acordeão, piano, violino, cítara chinesa, bouzouki e tantos outros dão vida às várias culturas. O repertório começa com Caravana/Deus lhe pague (Chico Buarque) e vai além com Amêndoas verdes, um tema palestino inédito no repertório; Mungu (Lokua Kanza/Carlinhos Antunes), Ayachuco (tema tradicional mexicano) e Rap Palestino (Orquestra Mundana Refugi/Yousef Saif), entre outros.

Serviço:

Casa Museu Ema Klabin – #CasaMuseuEmCasa

Mostra Lei Aldir Blanc

23 de abril, às 19h, Martha Galdos – show Colores

24 de abril, às 16h30, Vanessa Moreno e Salomão Soares – show Chão de Flutuar

25 de abril, às 16h30, Liv Moraes – show “Dedicado a Você” (homenagem a Dominguinhos)

26 de abril, às 22h, Ricardo Baldacci Trio – show “O Foxtrot de Francisco Alves”

27 de abril, às 19h – Orquestra Mundana Refugi

Instagram: @emaklabin

Facebook: https://www.facebook.com/fundacaoemaklabin

Twitter: https://twitter.com/emaklabin

Canal para assistir as apresentações

https://www.youtube.com/channel/UC9FBIZFjSOlRviuz_Dy1i2w

Site:

**Como em todos os eventos gratuitos, a Casa Museu Ema Klabin convida quem aprecia a e pode contribuir para a manutenção das atividades a apoia-la com uma doação voluntária pelo site https://emaklabin.org.br/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s