1407 – O pulsar da força da América Latina está no novo disco de Nádia Campos (MG), Luz Peregrina*

*Com Simone Gallo

Com canções autorais e parcerias inéditas, a artista mineira lançou o álbum hoje nas plataformas digitais juntamente com um minidocumentário sobre o processo de criação do recente trabalho.

 O disco Luz Peregrina, da compositora mineira Nádia Campos, disponível a partir de hoje, 29 de junho, nas plataformas digitais, nasceu a partir de suas vivências culturais pelos lugares por onde passou e das trocas com as pessoas com as quais encontrou em seu caminho. As 14 faixas trazem os valores ancestrais da cantadeira e promovem um encontro lusófono com influência moura, africana e indígena. O pulsar das culturas, instrumentos e melodias da América Latina se misturam nas veias de Nádia em busca da sua própria identidade. Como resultado desta peregrinação, ela comentou: “Quando se caminha em um território, em uma paisagem, também existe um movimento interno da consciência e do espírito que manifesta de forma atemporal o que somos”.

O trabalho é uma costura de canções que afloram o pertencimento à América Latina. Os instrumentos são muitos: violões, violas, charango, cabacítara, cora, tampura, guitarra portuguesa, cuatro venezuelano, baixolão, sopros e percussões. Os ritmos também variados incluem guarânia, uma mistura de samba-choro com lundu, tonada, uma mistura de morna com cumbia, folia, bumba meu boi. Com destaque, a interpretação da folia Bendita Caminhada de Fernando Guimarães e André LuísChakana, o tema andino de Guilherme Melo, e a releitura de Urrou do Boi, do mestre Coxinho, junto com Mimoso, de Ronald Pinheiro.

O minidocumentário estará disponível pelo canal da cantora a partir das 20 horas, também do dia 29, e o linque para acesso é www.youtube.com/NadiaCamposMusica. Até o mês de agosto o público ainda receberá várias surpresas musicais, poderá curtir lançamentos de videoclipes e apresentações virtuais que serão divulgadas nas redes sociais da artista.

Luz Peregrina tem direção musical e arranjos de Guilherme Melo e produção da Alumeia Produções. Foi gravado nos estúdios Bordão da Mata, de Poli Brandani; Venta Moinho, de João Arruda; Rio Abaixo, de Gustavo Guimarães e no estúdio Léo Barcelos, que toca baixo acústico na música Luz Peregrina. A mixagem e a masterização são do Estúdio Engenho, de André Cabelo.

VOZ SEM FRONTEIRAS

Nádia Campos é cantadeira, música, compositora, pesquisadora, educadora. Canta desde os seis anos de idade, emitindo uma voz sem fronteiras e que ela tem como seu principal instrumento, junto com as cordas e a percussão. Sua arte é a busca da comunhão com a natureza, com o todo. A cantadeira caminha com seu violão aprendendo e soltando trovas de muitas partes. Nascida em Belo Horizonte, vive atualmente em Poços de Caldas, ambas cidades de Minas Gerais, e pratica o amor pelas coisas simples , e, assim, conduz pelas raízes brasileiras e latinas, percorre diversos rincões pesquisando ritmos, cantos e tradições.

0a21c7dd348b08c18f856c288bbb95c2

O disco Luz Peregrina é o terceiro da carreira de Nádia Campos. Em 2008, ela lançou Porque Cantamos e, em 2013, Cantigas de Beira Rio. A cantora também já participou do disco infantil Enrola Bola, do conterrâneo Rubinho do Vale, além de diversos trabalhos como: Andejo, de Joaci Ornelas; Cantilenas de Jardim, de Fernando Guimarães; Umamakaia – espírito do vento, de Sotero Sol; Cavaleiro Macunaíma, de João Bá; da coletânea O Jardim de Todos, poemas musicados de Carlos Rodrigues Brandão; e da coletânea Dandô- Circuito de Música Dércio Marques – Um Canto em cada canto do Brasil. Já dividiu palco com muitos músicos como Dércio Marques, Doroty Marques, João Bá, Pena Branca, Katya Teixeira, Pereira da Viola, Fernando Guimarães, João Arruda, Levi Ramiro, Joaci Ornelas, Tita Parra, dentre outros, e participou ou se apresentou em diversos espaços, encontros, seminários no Brasil e em outros países da América Latina.

Leia mais sobre Nádia Campos ou conteúdos a ela relacionados qui no Barulho d’água Música ao clicar no linque abaixo:

https://barulhodeagua.com/tag/nadia-campos/

Para seguir Nádia Campos nas redes visite:

https://www.instagram.com/nadiacamposmusica/

https://www.facebook.com/nadiacamposmusica

https://www.youtube.com/c/NadiaCamposMusica

Simone Gallo: simonegallobh@gmail.com   

Uma resposta para “1407 – O pulsar da força da América Latina está no novo disco de Nádia Campos (MG), Luz Peregrina*”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s