1447 – Tramas Culturais da Casa Museu Ema Klabin aborda a obra de Heraldo do Monte (PE)*

#MPB #CulturaPopular #Jazz #Baião #Forró #LiteraturaMusical #Recife #PE #CasaMuseuEmaKlabin

*Com Cristina Aguilera, Mídia Brazil Comunicação Integrada

A Casa Museu Ema Klabin, situada em São Paulo, promoverá nesta quinta-feira, 30 de setembro, das 17h às 18h30, a série Tramas Culturais com o tema Música fora dos cânones: Heraldo do Monte. O encontro proporá refletir a trajetória e a obra do musicista pernambucano, reconhecido por sua valiosa contribuição à música instrumental e será ministrado pelos músicos e pesquisadores  Ivan Vilela e Budi Garcia, com transmissão pela plataforma Zoom. A inscrição é gratuita e está aberta em https://emaklabin.org.br/tramasculturais/musica-fora-dos-canones-heraldo-do-monte.

Natural de Recife, Heraldo do Monte é considerado um dos primeiros a introduzir a viola de dez cordas na música popular brasileira instrumental, além de desenvolver sua própria estética de improviso com a guitarra. Em sua trajetória  integrou diversos grupos, entre eles o Quarteto Novo (1966), que criou ao lado de Hermeto Pascoal, Théo de Barros (violonista) e Airto Moreira (percussionista) e mesclava jazz, baião e forró.

Durante o encontro, Vilela e Garcia abordarão aspectos da pesquisa que resultou no livro As cordas livres de Heraldo do Monte. A publicação tem coordenação geral e direção artística de Vilela, concepção e gestão de projeto de Elisa Bracher, textos de Garcia e coordenação editorial e produção de Marcela Bertelli. O livro foi lançado em 2020 pelo Instituto Çarê e pela Editora Contraponto como título inaugural da série Brasil de Dentro, dedicado a compositores brasileiros. 

A série Tramas Culturais tem apoio cultural do Governo do Estado de São Paulo, por meio do ProAC ICMS da Secretaria de Cultura e Economia Criativa, e patrocínio da Klabin S.A.

Budi Garcia é um músico e musicólogo com significativa experiência no campo da música instrumental. Guitarrista e arranjador, atuou com grandes nomes da música brasileira, lançou um disco solo e é professor de Guitarra Elétrica da Universidade de Campinas (Unicamp). Sua produção se volta aos aspectos teórico-práticos do instrumento e da criação musical, em especial no diálogo direto com nossos guitarristas/violonistas. Seja em seus próprios conjuntos, no trabalho como músico acompanhante ou escrevendo arranjos para as mais variadas formações, Budi Garcia segue ativo como músico e pesquisador de notável fôlego. Seus interesses musicais são amplos e incluem o erudito, o jazz, a canção popular, a vertente instrumental, a tradição e o risco.

Doutor em Psicologia Social pela Universidade de São Paulo (USP), mestre e graduado em Composição Musical pela Unicamp, Ivan Vilela é professor da Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo e pesquisador (2018-2021) do projeto AtlaS (Atlântico Sensível) que realiza pesquisas sobre os trânsitos e as relações sociais criadas pelos cordofones portugueses (violas e cavaquinhos) nos países lusófonos do Atlântico, projeto sediado no Instituto de Etnomusicologia da Universidade de Aveiro, em Portugal. Suas pesquisas estão voltadas ao universo da Cultura Popular e da Música Popular Brasileira. Possui intensa atividade como instrumentista, compositor e arranjador atuando como solista e junto a grupos e orquestras em países da Europa e da América. Já gravou 19 discos e é autor do livro Cantando a Própria História – música caipira e enraizamento (EDUSP/2013).

Como em todos os nossos eventos gratuitos, convidamos quem aprecia a Casa Museu Ema Klabin e pode contribuir para a manutenção das nossas atividades a nos apoiar com uma doação voluntária em nosso site.

Serviço:

Tramas Culturais: Data:  30/09, das 17h às 18h30, pela plataforma Zoom, gratuito, Classificação etária: Livre, 95 vagas

Inscrição: https://emaklabin.org.br/tramasculturais/musica-fora-dos-canones-heraldo-do-monte

Acesse:Instagram:@emaklabin/  https://www.facebook.com/fundacaoemaklabin  https://twitter.com/emaklabin

https://www.youtube.com/channel/UC9FBIZFjSOlRviuz_Dy1i2w

O jardim da casa museu, projetado por Roberto Burle Marx, poderá ser visitado de quarta a domingo, das 11h às 16 horas,

REABERTURA E EVENTOS

A Casa Museu Ema Klabin, situada no Jardim Europa, na cidade de São Paulo, reabrirá ao público nesta quarta-feira, 29 de setembro, com visitas mediadas após um período fechada devido à pandemia de Covid-19. Para que não haja aglomeração, a liberação seguirá condicionada ao controle de público, ao uso obrigatório de máscara e outros protocolos de biossegurança. As visitas presenciais ao museu ocorrerão de quarta-feira a domingo, em grupos de até cinco pessoas, em três horários: 11, 14 e 16 horas. As visitas passarão a ser gratuitas e o agendamento poderá ser realizado pelo site (emaklabin.org.br) ou por telefone:  (11) 3897-3232.

O jardim da casa museu, projetado por Roberto Burle Marx, poderá ser visitado de quarta a domingo, das 11h às 16 horas, com permanência até ás 17 horas. A lotação do jardim é de 70 pessoas.

DIÁLOGO COM A ARTE MUNDIAL

Visitar a Casa Museu Ema Klabin é conhecer ou revisitar obras de importantes mestres da arte. Aberta ao público desde março de 2007, abriga uma valiosa coleção de mais de 1.500 obras, entre pinturas, mobiliário, peças arqueológicas e decorativas. Antiga residência da colecionadora, empresária e mecenas Ema Klabin (25/01/1907 27/01 /1994), a casa preserva seu caráter original. A construção, com um único pavimento, organiza-se a partir de uma longa galeria semicircular que une todos os ambientes da casa. Passear pelos seus cômodos é dialogar com a arte mundial. 

A biblioteca era o ambiente predileto de Ema Klabin Entre livros raros e diversas obras, destaca-se a tela Ariadne, do pintor rococó francês Jean-Baptiste Greuze (século XVIII). No amplo salão da casa, onde Ema realizava suas festas e reuniões, estão dispostas, entre outras, as peças de maior raridade e importância da coleção, como o conjunto de bronzes arcaicos chineses (século XIV a.C.), a prataria europeia (século XVII XIX), as maiólicas italianas (século XVI) e figuras religiosas orientais de diversas procedências.

Na sala de música há duas obras de Marc Chagall: No Campo (à la Campagne  França, 1925) e Noivos Com Trenó e Galo Vermelho (França, 1957). No quarto de hóspedes, o quadro de Tarsila do Amaral, Rio de Janeiro (Brasil, 1923); na sala de jantar, obras de Mestre Valentim (Brasil, século XIX); no quarto principal, um quadro de Cândido Portinari, Galos (Brasil, 1940) e um de Di Cavalcanti, Retrato Feminino (Brasil, 1955).

FORMATO HIBRIDO

De acordo com a superintendente da Casa Museu Ema Klabin, Fernanda Paiva Guimarães, mesmo com a reabertura do museu, a aposta é no formato híbrido, que mescla presencial e digital. Hoje já é possível conhecer as obras e os ambientes da Casa Museu Ema Klabin no Google Arts & Culture, pelo linque: https://artsandculture.google.com/partner/fundacao-ema-klabin, ou por meio da ferramenta digital Explore, no site do museu: https://emaklabin.org.br/explore/.

Com a ajuda da tecnologia novas experiências vêm sendo criadas, com possibilidades diferentes para as pessoas explorarem e interagirem com as obras e ambientes do museu. “Acabamos de digitalizar as obras de artes visuais (pinturas, esculturas, desenhos e gravuras) da Coleção Ema Klabin via edital BNDES+ Matchfunding 2020 e em breve teremos a realização da primeira atividade de realidade virtual da Casa Museu, em desenvolvimento com a Junglebee, produtora do multiartista Tadeu Jungle”, explicou Fernanda.

CELEBRAÇÃO DE 15 ANOS

Em 2022, a Casa Museu Ema Klabin celebrará 15 anos de abertura ao público com uma rica programação cultural. Segundo o curador Paulo Costa, a celebração dos 15 anos de visitação do público à Casa Museu terá como tema Dicotomias. “Iremos mobilizar os binômios sagrado/profano, erudito/popular, civilização/barbárie, cultural/natural, entre outros, para propor uma quebra dos binarismos que andam fazendo tão mal a todas as esferas da vida humana, além de reavaliar o papel dos museus na apresentação de suas coleções ao público“, afirmou Paulo, que ainda explicou que estão previstas para 2022 duas exposições que evidenciarão essa proposta em diálogo com a Coleção Ema Klabin.

PARCERIA OSESP

Nos dias 9 de outubro e 25 de novembro de 2021, às 16h30, a Casa Museu Ema Klabin receberá concertos dos alunos da Academia de Música da Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo que serão transmitidos ao vivo pelo seu canal do YouTube no contexto de suas #TardesMusicaisEmCasa. No programa do primeiro concerto, os Alunos de Cordas da Academia de Música da Osesp apresentarão peças de Villa-Lobos, Mozart e Piazzolla.

MODA NO MUSEU

Este ano, de 30 de outubro a 19 dezembro, a Casa Museu Ema Klabin promoverá a exposição Ema e a Moda no século XX- as roupas e a caligrafia dos gestos, com curadoria do pesquisador e escritor Brunno Almeida Maia. E até novembro também haverá uma série de palestras, oficinas, cursos e mesa redonda sobre o tema com grandes nomes da área. A exposição Ema e a Moda no século XX: as roupas e a caligrafia dos gestos tem apoio cultural do Governo do Estado de São Paulo, por meio do ProAC- ICMS da Secretaria de Cultura e Economia Criativa, patrocínio da Klabin S.A. e apoio Texprima e Texprima LOF. A programação cultural integra o projeto Digitalização da Coleção Ema Klabin, que contou com o apoio do BNDES, a co-idealização de Benfeitoria e Sitawi e a parceria da Beenoculus.

Serviço:

Reabertura da Casa Museu Ema Klabin/Data: 29 de setembro de 2021/Visitas mediadas: quarta a domingo, 11h, 14h e 16h, grupos de até cinco pessoas

Agendamento: emaklabin.org.br |(11) 3897-3232

Visitas ao jardim: quarta a domingo, das 11h às 16h, com permanência até as 17h/Lotação 70 pessoas.

Entrada franca

Endereço: Rua Portugal, 43, Jardim Europa, São Paulo, SP

Leia também no Barulho d’água Música:

Baixe vários títulos da obra de Heraldo do Monte (PE) do blog Quadrada dos Canturis!

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s