1473- Cardo Peixoto (RS) lança álbum apenas com músicas, inéditas, feitas em parceria com mineiros

#MPB #CircuitoDandôDércioMarquesdeMúsica #Pelotas #CaxiasdoSul #RS #MG #CulturaPopular

Na esteira do epê Precisão, Minas+Eu já está nas plataformas digitais, após ser gravado em quatro meses no estúdio caseiro do cantor e compositor, em Caxias do Sul

As plataformas digitais disponibilizaram a partir da terça-feira, 16, Minas+ Eu, quinto álbum de Cardo Peixoto, cantor e compositor nascido em Pelotas e residente há mais de uma década em Caxias do Sul, ambas as cidades localizadas em Rio Grande do Sul. O disco faz alusão à influência da música das Alterosas na obra do gaúcho, que pinçou de seu repertório dez canções compostas sobre os versos de poetas/letristas de Minas Gerais, todas até então inéditas. Os homenageados são os parceiros de estrada Alexandre Heilbuth (Uberlândia), Beatriz Farias (Machacalis), Beto Lages (Belo Horizonte), Edeilton Santos (Belo Horizonte), Guerá Fernandes (Durandé), Marília Abduani (Piedade de Ponte Nova) e Paulo Nunes (Patos de Minas), este atualmente estabelecido na cidade de São Paulo (SP) onde coordena o Instituto Juca de Cultura (IJC).

Minas+Eu foi gravado entre junho e outubro, no estúdio caseiro de Cardo Peixoto. O autor também é responsável pela produção, arranjos, mixagem e execução dos instrumentos e vozes — com exceção às violas caipiras utilizadas na faixa Eiras e Beiras por Osni Ribeiro, de Botucatu (SP), e que também é responsável pela masterização do álbum.

Cardo Peixoto também atua como produtor musical e professor de canto. Além de participações em diversas coletâneas, a discografia própria conta com Rota da Estrela (2002); Canções de Armar e Desarmar (2007); As Estações (2015); e Menino Brasileiro (2017). Sua música já o levou a realizar apresentações em vários estados do Brasil, além de países como o Uruguai, a Argentina, a Holanda, a Bélgica e a Alemanha. Cardo integra o projeto Dandô – Circuito de Música Dércio Marques, que já está em seu sétimo ano de atividades e promove, de forma colaborativa e autônoma, a circulação de artistas de raiz brasileira. Atualmente, coordena o Dandô, no Rio Grande do Sul, onde o circuito passa por 13 cidades. 

Desde o álbum Menino Brasileiro, Cardo Peixoto procura explorar a regionalidade nacional em ritmos e temáticas. Sua música sugere o contato direto com as coisas mais simples e nesta toada, em junho, lançou o epê Precisão. Outro dos seus projetos, De Pé no Chão, começou a ser trabalhado, precisou ser interrompido por causa da pandemia de Covid-19, mas já está sendo anunciado por ele como seu próximo lançamento. “Estar de pé no chão é estar em equilíbrio, é estar perto das raízes, é estar consciente de nossa herança, de nosso legado e da nossa responsabilidade em passá-lo adiante”, disse Cardo. “As canções falam de fé, de amor, de luta, de viver em comunidade, de saber compartilhar… acho que são coisas importantes de se falar, nos dias atuais.”

Nas mídias sociais saiba mais sobre Cardo Peixoto em https://www.facebook.com/cardo.peixoto ou pelo linque https://www.youtube.com/user/cardopeixoto64

Leia a entrevista de Cardo Peixoto ao jornalista Antonio Carlos da Fonseca Barbosa, da Revista Ritmo Melodia, em: https://www.ritmomelodia.mus.br/entrevistas/cardo-peixoto/

Para saber mais sobre Cardo Peixoto aqui no Barulho d’água Música clique no linque abaixo.

877 – Cardo Peixoto (RS) disponibiliza Filete, primeira música de álbum digital com temas sobre o Interior brasileiro

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: