1540 – Grupo de Choro, Seresta e Serenata de São Roque (SP) recebe homenagem no Dia Nacional do Seresteiro

#MPB #Choro #Seresta #Serenata #DiaNacionaldoSeresteiro #SãoRoqueSP #CulturaPopular #AtibaiaSP

Vereadores Clóvis da Farmácia e Niltinho Bastos propuseram a Moção de Congratulações aprovada por unanimidade no dia do nascimento de Sílvio Caldas

Em homenagem ao Dia Nacional do Seresteiro, os vereadores Clóvis da Farmácia (Podemos) e Newton Dias Bastos (PP), o Niltinho Bastos, outorgaram a Moção de Congratulações  190/2022 na noite de segunda-feira, 23 de maio, ao Grupo de Choro, Seresta e Serenata da Estância Turística de São Roque. A efeméride coincidiu com a data da 16ª sessão ordinária da Câmara Municipal de São Roque e a Moção, foi subscrita pelo vereador Diego Costa (PSB) e teve aprovação unanime. A maestrina Mari Dineri e parte do Grupo de Choro compareceram à Casa de Leis e, antes de serem convocados ao plenário para receberem o diploma, cantaram Carinhoso (composição de Pixinguinha que em 2017 completou 100 anos) e Chão de Estrelas (que Silvio Caldas e Orestes Barbosa assinaram em 1937).

O Grupo de Choros, Serestas e Serenatas surgiu em 29 de novembro 2012 e suas atividades incluem apresentações já retomadas depois da fase mais restritiva da pandemia de Covid-19 pelas ruas centrais de  São Roque, religiosamente, sempre às últimas sextas-feiras de cada mês. Nestes giros, os músicos colocam em prática proposta de resgatar a prática dos gêneros Choro, Seresta e da Serenata. Antes de saírem para o passeio, por volta das 22 horas, eles deixam o clássico Casarão Azul da rua Rui Barbosa, 277 — onde mora o anfitrião Zé do Nino [José Carlos Dias Bastos, tio do vereador Niltinho Bastos] — e já estavam reunidos desde 20 horas. Seguidos por populares e turistas, o destino é o coreto municipal, situado na Praça da República. Durante o trajeto, cantam sob várias janelas e, quando chegam ao coreto, encerram a noite em um grande coro.

Patrimônio Artístico, Histórico e Imaterial de São Roque, o Grupo de Choros, Serestas e Serenatas lançou em 8 de dezembro de 2017 um registro livre musical em álbum de 15 faixas que reúne composições consagradas de autores como Lupicínio Rodrigues; Paulo Vanzolini; Luiz Ayrão; Noel Rosa; Cartola; Vinícius de Moraes, Garoto e Chico Buarque; Dominguinhos e Nando Cordel, e Waldir Azevedo, entre outros. O repertório destaca ainda três composições de Pixinguinha — entre as quais Carinhoso –, Jacob do Bandolim (Doce de Coco); Pedro de Sá Pereira e Ary Pavão (Chuá Chuá); Lúcio Cardim (Matriz ou Filial); Canção de Amor (Elizete Cardoso).

Estamos aqui representando um pouco da cultura do nosso município neste Dia Nacional do Seresteiro”, disse na tribuna a maestrina Mari Dineri após agradecer aos vereadores Clóvis da Farmácia, Niltinho Bastos e ao plenário pela outorga da Moção 190/2022 e frisar: 23 de maio é data de nascimento, em 1908, do carioca Silvio Caldas, que faleceu em 3 de fevereiro de 1998 em Atibaia (SP). Mari também elogiou o ex-vereador Maurinho Góes por ter criado, em parceria com Niltinho Bastos, o Dia Municipal do Seresteiro em São Roque (conforme Lei nº 4.632/2017), e todos os seresteiros que já passaram pelo grupo. “Trabalhar com estes músicos nestes dez anos é um grande prazer, ficou fácil para quem tem DNA musical de família e todos fazemos o que amamos”, emendou a maestrina. “Nosso grande sonho é que a cidade de São Roque quiçá seja conhecida como a Capital da Seresta e que o são-roquense abrace a seresta, abra sua janela sempre às últimas sextas-feiras para nos ouvir e mantermos juntos esta tradição.”

Antes do encerramento da homenagem, os seresteiros Carlos Leme (Carlão) e Juvenal Augusto de Moraes entregaram troféus aos vereadores Clóvis da Farmácia e Niltinho Bastos em ato recíproco à Moção 190/2022.

Nesta sexta-feira, 27 de maio, a noite de seresta do Grupo está marcada para começar às 10 horas, no Cine São José. O endereço é Rua Rui Barbosa, 370, no Centro de São Roque, com entrada franca. São Roque é uma agradável Estância Turística situada na região de Sorocaba a cerca de 60 quilômetros da Capital de São Paulo e ao qual se chega pelas rodovias Castello Branco e Raposo Tavares. Possui rede hoteleira e de pensões e ônibus intermunicipais partem de hora em hora até por volta das 23 horas da estação Itapevi de trens da Via Mobilidade (Linha 8-Diamante). A Viação Cometa também cobre o itinerário, mas os horários das linhas que partem do Terminal Barra Funda ou regressam à cidade paulistana são restritos.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.