1306 – Músicos mineiros protagonizam segunda rodada regional da mostra “Dandô em Casa”

#DandoEmCasa #CircuitoDando #DercioMarques #CulturaPopular #MusicaDeQualidade  #BrasilProfundo

#FiqueEmCasa #MáscaraSalva #LaveBemAsMãos #Quarentenas

#Liberdade#Respeito#Pluralidade#Diversidade#Tolerância#ImprensaLivre#Democracia

#ForaBolsonaro

O Dandô Circuito de Música Dércio Marques também está se reinventando neste momento de pandemia provocada pelo surgimento do coronavírus e anunciando aos amigos e admiradores a realização de várias mostras virtuais que todos poderemos acompanhar ao vivo, pelo Facebook e pelo Youtube, sem que precisemos sair da residência e burlar a recomendação de isolamento domiciliar durante a quarentena, como preconizam as autoridades de saúde em combate à Covid-19. A primeira transmissão do projeto Dandô Em Casa rolou em maio e, doravante, haverá mais quatro, sempre no primeiro sábado de cada mês, entre  junho e setembro., começando às 17 horas; os linques para acompanhá-las estarão disponíveis ao final desta atualização.

Artistas do Circuito Minas Gerais estarão na rodada de junho, marcada para o dia 6. Com apresentação de Márcio Vesoli, terá as participações de Beatriz Faria (Belo Horizonte), Giancarlo Borba e Sol Bueno (Moeda) e Marcelo Taynara (Uberaba).

Continue Lendo “1306 – Músicos mineiros protagonizam segunda rodada regional da mostra “Dandô em Casa””

1301 – Daniela Spielmann e Sheila Zagury lançam pela Kuarup tributo a Jacob do Bandolim

Com participações de Soraya Ravenle, Almir Côrtes, Catherine Bent, Clarice Magalhães e Roberta Valente , dentre outros, saxofonista e pianista lançam Entre mil…Você! em formato de físico e digital, provendo eruditismo e liberdade jazzística à riqueza harmônica do choro

Por certo, este CD nos traz um Jacob arejado, de janelas abertas, assim como ele estaria fazendo hoje.” Sérgio Prata (cavaquinista e diretor do Instituto Jacob do Bandolim)

#FiqueEmCasa #MáscaraSalva #Quaretenas #ForaBolsonaro

Amigas de longa data e parceiras musicais há 20 anos, a saxofonista Daniela Spielmann e a pianista Sheila Zagury se debruçaram sobre a extensa obra de Jacob do Bandolim, juntas a um invejável time de músicos, imprimindo frescor e contemporaneidade à obra jacobiana e lançaram pela gravadora Kuarup Entre mil…Você!, já disponível em formato tanto físico, quanto digital (desde 24 de abril, um dia após o Dia Nacional do Choro). O álbum traz as participações especiais de Almir Côrtes (bandolim), Soraya Ravenle (voz), Catherine Bent (violoncelo), Clarice Magalhães (pandeiro, caixa de fósforo), Roberta Valence (pandeiro), Rodrigo Villa (baixo acústico e elétrico) e Xande Figueiredo (bateria). Um exemplar do disco nos foi enviado pela Kuarup, a quem agradecemos em nome do diretor artístico Rodolfo Zanke; no mesmo pacote entregue pelos Correios, vieram os álbuns das irmãs Celia e Celma e de Tuia, temas da atualização 1300 do Barulho d’água Música. Clique na palavra destacada abaixa e ouça o álbum.  

Entre mil… Você! 

Continue Lendo “1301 – Daniela Spielmann e Sheila Zagury lançam pela Kuarup tributo a Jacob do Bandolim”

1300 – Fique em casa com boas músicas ouvindo playlists e lançamentos da gravadora Kuarup

Selo disponibiliza seleções de sucessos de cantores e compositores de seu catálogo e anuncia novos discos de Tuia Lencioni e das irmãs Célia e Celma

#Fiqueemcasa #ForaBolsonaro

Em tempos de pandemia por conta da propagação do novo coronavírus (Covid-19), ouvir boas músicas pode nos ajudar a cumprir a quarentena com mais tranquilidade e aliviar, ao menos, parte dos pesares que possam abalar o espírito. A Kuarup, que recentemente disponibilizou nas plataformas de streaming duas listas com sucessos de artistas que gravaram álbuns pelo selo (As Mais Tocadas e Renato Teixeira e Convidados), mesmo impedida de promover novos lançamentos com a presença de público, realizando, por exemplo, os seus já tradicionais pocket-shows em cidades como São Paulo e Rio de Janeiro, segue anunciando a chegada de novos álbuns às lojas e às plataformas, aumentando a oferta que em seu catálogo já é uma das mais ricas e ecléticas do mercado fonográfico. Dentre estes mais recentes discos, a Kuarup destaca Tuia, Versões de Vitrola 1, com Tuia Lencioni, e 50 anos Duas Vidas Pela Arte Ao Vivo, das irmãs Célia e Celma.

Continue Lendo “1300 – Fique em casa com boas músicas ouvindo playlists e lançamentos da gravadora Kuarup”

1296 – Prepare saborosos pratos caipiras, ao som de modas de viola, com Rodrigo Zanc (SP)

Em torno de um fogão a lenha e ponteando canções autorais e de amigos de estrada, violeiro radicado em São Carlos compartilha com o público deliciosas receitas para deixar menos salgada quarentena imposta pela pandemia do coronavírus

Cantor e compositor residente em São Carlos, cidade do Interior de São Paulo a cerca de 240 quilômetros da Capital, Rodrigo Zanc como todo bom violeiro é inquieto e valoriza, por menor que possam parecer, todos os detalhes e elementos que tenham relação com a sua “verdade interior” — espelho nítido que dele reflete, entre outras qualidades ímpares, a intensa relação com suas raízes de homem nascido e criado, com orgulho, na roça, onde aprendeu a cultivar e prezar as nossas mais antigas tradições populares, em particular, dentro deste universo, a cultura caipira. Autor de dois álbuns que mesclam músicas deste gênero e sucessos da música popular brasileira e regional, integrante dos projetos 4 Cantos e Tributo a Pena Branca e Xavantinho, além de idealizador de Viola para Dominguinhos, Zanc também é apaixonado por gastronomia e como cozinha tão bem quanto toca e dá voz às suas emoções, decidiu aproveitar a quarentena provocada pela pandemia do coronavírus que o afastou temporariamente dos palcos para compartilhar em um de seus canais virtuais o programa Fogo e Viola.

Continue Lendo “1296 – Prepare saborosos pratos caipiras, ao som de modas de viola, com Rodrigo Zanc (SP)”

1286- Selma Fernands emplaca “Samba de Maria”, dedicado à irmã, em lista dos 100 melhores de 2019

Disco com 11 canções, lançado em São Roque, no Interior paulista, reúne 10 composições de parceiros da cantora paulista criada em rodas de samba e uma releitura de clássico de Pixinguinha

#forabolsonaro

O Barulho d’água Música acompanhou no sábado, 7, a apresentação da cantora Selma Fernands na Casa Rosa Manjericão, em São Roque (SP), durante a qual, ao lado de Daniel Conti, ela lançou o disco Samba de Maria. O álbum, gravado no ano passado, traz 11 faixas e é dedicado à irmã Maria Aparecida Fernands, que em abril de 2014 partiu antes do combinado vítima de um câncer que interrompeu sua carreira de cantora lírica.

Continue Lendo “1286- Selma Fernands emplaca “Samba de Maria”, dedicado à irmã, em lista dos 100 melhores de 2019″

1279 – Conversa Ribeira (SP) lança Do Verbo Chão, terceiro álbum do trio

 Andrea Guimarães, Daniel Muller e João Paulo Amaral tecem em 11 faixas, mais uma vez, um desdobramento singular da música caipira cultivando, ao mesmo tempo, o vínculo essencial com a tradição e a liberdade de recriá-la em novas concepções de arranjo e de interpretação. Disco está na lista dos 100 melhores de 2019

Com Tânia Bernucci

Os 17 anos de formação do trio Conversa Ribeira estão sendo comemorados pelos amigos e fãs de Andrea dos Guimarães, Daniel Muller e João Paulo Amaral com Do Verbo Chão, terceiro álbum da trajetória de meticulosa e entusiasmada pesquisa na qual buscam trazer à superfície joias lapidadas por destacados autores do cancioneiro caipira. Neste novo trabalho, já disponível nas plataformas digitais e lançado após bem-sucedida vaquinha virtual (clique aqui e ouça), o trio tece um desdobramento singular do gênero cultivando, ao mesmo tempo, o vínculo essencial com essa tradição e a liberdade de recriá-la em novas concepções de arranjo e interpretação.

Continue Lendo “1279 – Conversa Ribeira (SP) lança Do Verbo Chão, terceiro álbum do trio”

1269 – André Fernandes e Vinícius Paes lançam PAR em três cidades da região de Sorocaba (SP)

Álbum com 12 faixas, tocadas ao violão, celebra a parceria iniciada durante uma viagem  dos músicos entre o Espírito Santo e São Paulo, em 2013, e tem participações de Selma Fernandes, Matheus Pezzotta, Fabio Gouvea

Os cantores e compositores André Fernandes e Vinícius Paes, cumprindo agenda de lançamento do disco PAR, protagonizarão neste final de dezembro três apresentações em cidades da região de Sorocaba, município situado a cerca de 90 quilômetros da Capital de São Paulo, todas sem cobrança de ingresso, com colaborações espontâneas ao final de cada uma delas. Um destes locais é São Roque, no qual ambos serão atração neste sábado, 21, a partir das 20 horas, da Casa Rosa Manjericão (ver guia Serviços). Com 12 faixas, PAR celebra a parceria que brotou durante o 8º Festival Nacional da Viola promovido na capixaba Itapina, em 2013. Ambos se tornaram amigos na viagem de volta a São Paulo, quando Paes ofereceu carona para Fernandes e assim descobriram as múltiplas afinidades e referências musicais em comum, atributos que os levaram a promover vários shows em dupla, desde então.

Continue Lendo “1269 – André Fernandes e Vinícius Paes lançam PAR em três cidades da região de Sorocaba (SP)”

1267- Amauri Falabella (SP) recebe Pereira da Viola (MG) em “Cantos de bendizer”, no Sesc de Guarulhos

Autor de quatro álbuns, violeiro paulistano canta temas nos quais acredita e da maneira que gosta, de autoria própria ou em parceria com nomes como Elomar, Xangai, Vidal França, Dércio Marques, Katya Teixeira, Consuelo de Paula, Chico Branco e Lula Barbosa

O cantor e compositor paulista Amauri Falabella será atração na quinta-feira, 19/12, da unidade Guarulhos do Sesc do estado de São Paulo, em cujo palco apresentará a partir das 20 horas, Cantos de bendizer, espetáculo durante o qual deverá apresentar composições inéditas e sucessos da carreira, tanto os de autoria própria, quanto assinados em comunhão com Elomar, Xangai, Vidal França, Dércio Marques, Katya Teixeira, Consuelo de Paula, Chico Branco e Lula Barbosa, entre outros nomes do cancioneiro de resistência brasileiro. Um destes parceiros, Pereira da Viola, violeiro e compositor mineiro, pesquisador da cultura popular que ocorre no Vale do Jequitinhonha, aceitou o convite de Falabella e abrilhantará a cantoria que terá entrada franca.

Continue Lendo “1267- Amauri Falabella (SP) recebe Pereira da Viola (MG) em “Cantos de bendizer”, no Sesc de Guarulhos”

1258 – Chico Teixeira (SP) dedica sexto álbum a temas de diversos sotaques da música nacional

Ciranda De Destinos é o segundo disco que o cantor e compositor lança pela Kuarup e traz canções de domínio público resgatadas de três das cinco regiões do país, com capa do prestigiado artista plástico Elifas Andreato

O cantor, compositor e violonista Chico Teixeira está lançando Ciranda De Destinos, sexto álbum da carreira e o segundo pela Kuarup Produtora  — cujo exemplar que ouvimos no boteco do Barulho d’água Música nos foi gentilmente enviado pelo diretor artístico Rodolfo Zanke, ao qual agradecemos, estendendo os cumprimentos à equipe toda. Neste novo projeto, Chico Teixeira traz clássicos da música brasileira de diversos sotaques, bem como canções de domínio público resgatadas por grupos folclóricos das regiões Sul, Sudeste e Nordeste, contando desta forma, histórias de um povo unido por diferentes costumes e lutas. 

Continue Lendo “1258 – Chico Teixeira (SP) dedica sexto álbum a temas de diversos sotaques da música nacional”

1256 – HQ ‘A Viola Encarnada’ traz narrativa visual inspirada no cancioneiro caipira*

Projeto  de Yuri Garfunkel contemplado pelo ProAC retrata a música caipira com roteiro e artes visuais de Yuri Garfunkel e participação do violeiro Ivan Vilela

*Com Ellen Fernandes, da EBF  Comunicação 

ebfcomunicacao@gmail.com)/(11) 99189-0354//(11) 4525-1698

Faz sentido trazer para o desenho uma música que tem uma narrativa tão imagética”.

A afirmação do professor, violeiro, compositor, arranjador e pesquisador da música caipira Ivan Vilela contextualiza o enredo de A Viola Encarnada: Moda de Viola em Quadrinhos, uma história em quadrinhos (HQ) baseada em temas sugeridos em mais de 80 canções do repertório caipira. Com roteiro e artes visuais do desenhista, músico e educador Yuri Garfunkel, o projeto contemplado pelo Programa de Ação Cultural (ProAC) será lançado na cidade de São Paulo, no sábado,  9 de novembro, na Livraria do Espaço (veja a guia Serviços).

Dividida em dez capítulos, conforme as dez cordas da viola caipira, que também lhes dão título, A Viola Encarnada: Moda de Viola em Quadrinhos retrata as aventuras dos amigos Vaqueiro e Violeiro em viagens pelo interior do país nas quais protagonizam diversas situações recorrentes do cancioneiro caipira. “A narrativa aborda a função social da viola desde suas origens rurais, o trabalho no campo e com o gado, as pescarias, o próprio ofício do violeiro que toca nas festas e nas fazendas”, disse Garfunkel. “O ponto de partida da trama é o assassinato do Chico Mineiro. A partir daí busquei outras modas que esclarecesse esse mistério.”

Como a maioria das pessoas, Garfunkel teve seu primeiro contato com a música caipira quando era criança por conta das canções que suas avós cantavam. Com o passar dos anos, seu interesse pelo gênero aumentou e há cinco anos começou a tocar viola. “Desde então, o roteiro da HQ foi se formando na minha cabeça a partir do repertório que conheci ao longo da vida”, comentou. Para ele, a música caipira destaca-se por sua sonoridade única. “Ela engloba uma grande variedade de ritmos e a qualidade das composições é impressionante.”.

Garfunkel já possuía o conhecimento do repertório caipira como músico, flautista e violeiro. Para contextualizar o enredo, convidou Ivan Vilela para compartilhar seu conhecimento histórico na introdução do livro. Yuri Garfunkel teve a genial ideia de trazer este universo histórico da formação cultural do nosso povo para os quadrinhos. E traduziu em belas imagens tais narrativas reproduzindo cenas icônicas de modas e momentos. Além disso, a linguagem dos quadrinhos atinge um público diverso, inclusive mais jovem, e que desconhece essa história e essa música”, descreveu Vilela.

Em suas 172 páginas, a obra conduz o leitor para uma viagem sonora afinada com as características históricas e visuais da flora e da fauna dos estados brasileiros, fundamentais na formação da cultura caipira, numa jornada que percorre os sertões até chegar à cidade grande. Um dos diferenciais da produção é que os acontecimentos e paisagens descritos nas letras propõem ao leitor um encontro com a imaginação, pois estão interligados visualmente, ou seja, sem textos ou balões de fala. Desta forma, o leitor pode induzir o conteúdo do texto sugerido pelos títulos das canções de referência que são indicadas no rodapé das páginas e dispostas para conferência em uma playlist digital no Canal ‘A Viola Encarnada’ no Youtube: https://www.youtube.com/playlist?list=PLvcPsRrO7n0ud-bsTU1ljWts_cRRNzx-d

Com sua obra, o autor e ilustrador Yuri Carlos Garfunkel pretende apresentar uma visão do universo da música de viola diferente da proposta pelo mercado cultural. Desenhista, músico e educador desde 2004, é criador do Sopa Art Br, estúdio de artes visuais, de ilustração e de design, com mais de 10 anos de experiência em comunicação visual ligada à cultura. O estúdio Sopa desenvolve seu trabalho autoral a partir de pesquisas na união de linguagens artísticas, expandindo o formato das histórias em quadrinhos por meio de relações com a arte urbana, música e educação.

Quatro exposições criadas nesse conceito — Música-Visual (2009), X-Sampa (2011), Lendas na Rua (2013) e Centenário do Samba (2016) — circularam por diversas galerias, parques e estações do Metrô da cidade de São Paulo, e chegaram à Argentina, à Itália e à Espanha. Como profissional autônomo, Yuri Garfunkel ilustrou uma série de projetos de comunicação visual para artistas e festivais, além de diversas publicações, livros, revistas e histórias em quadrinhos, entre elas a HQ promocional da série Supermax, lançada na CCXP 2015. Como músico, flautista e violeiro, integra desde 2008 o grupo instrumental Kaoll e, recentemente, passou a integrar o grupo Pequeno Sertão, de música caipira autoral, dos quais também é responsável pela comunicação visual. Como educador, desenvolve oficinas de desenho e criação artística, entre elas a oficina Lendas na Rua para crianças e Memória Musical, voltada ao público da Terceira Idade, ambas com circulação no Estado de São Paulo pela rede do SESC.

Portfólio online: www.sopa.art.br

Ivan Vilela é violeiro, compositor, arranjador, e pesquisador da música caipira, professor da Escola de Comunicações e Artes (ECA) da Universidade do Estado de São Paulo e também diretor da Orquestra Filarmônica de Violas. Foi tema de um especial da TV Cultura em 2010 e cursou a faculdade de História antes de ingressar no curso de Composição musical da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), onde conclui o bacharelado em Artes, Composição Musical em 1994, e o mestrado em Composição Musical em 1999. Obteve o doutorado em Psicologia Social pela Universidade de São Paulo, com a tese ‘Uma história social da música caipira’, em 2011. Foi indicado para o Prêmio Sharp de 1998, na categoria Revelação Instrumental, pelo álbum Paisagens. Em 2002, foi agraciado com a Medalha Carlos Gomes. É autor do livro ‘Cantando a Própria História’, em cujas páginas descreve o desenvolvimento da viola caipira no país desde o século XIV e as transformações sociais que culminaram no evento da cultura caipira. Atualmente faz residência na Universidade de Aveiro, em Portugal e vem circulando por várias cidades da Europa promovendo concertos, workshops e outros eventos acadêmicos que têm a viola caipira como tema.

A revista pode ser adquirida nas principais livrarias ou no site da editora Red Clown Books.  

CAMPANHA VIRTUAL

COM O VALOR DE UM CD, VOCÊ AJUDA A MANTER E A MELHORAR O BARULHO D’ÁGUA MÚSICA!

Você sabia que o Barulho d’água Música está promovendo campanha colaborativa para arrecadar fundos visando à compra de um pacote de armazenamento de imagens, áudios e vídeos, que permitirá um número ilimitado de postagens, sem corrermos riscos de perdemos as imagens das postagens mais antigas do blogue?

Temos  1250 publicações ao longo de cinco anos;neste tempo contamos com um pacote limitado (gratuito) de 3GB que já está se esgotando e poderá ficar inacessível a qualquer momento, além de inviabilizar novas atualizações e o bloqueio do domínio.

O blogue Barulho d’Água Música é produzido sem nenhum financiamento oficial, de forma espontânea e gratuita, e é um importante meio de divulgação de músicos, compositores e produtores independentes que não encontram espaço na grande mídia.

Você sabia que sua eventual colaboração para este trabalho prosseguir poderá custar apenas o equivalente ao valor de um CD?

Veja mais detalhes no linque abaixo e desde já obrigado!

https://www.vakinha.com.br/vaquinha/blogue-barulho-d-agua?utm_campaign=new_contribution&utm_content=728430&utm_medium=email&utm_source=VkTransacional

 

#ninguémsolteamãodeninguém
#diversidade
#tolerância
#pluralidade
#respeito
#resistência
#amor
#liberdade
#democracia
#PAZ

https://jornal.usp.br/cultura/a-moda-de-viola-vira-historia-em-quadrinhos/