Levi Ramiro e Paulo Freire: parabéns duplo ao som das cordas de dois mestres da viola caipira aniversariantes de hoje

paulo e levi w
Levi Ramiro e Paulo Freire são dois gênios da viola caipira e baluartes da preservação do gênero, um dos mais autênticos da nossa cultura popular (Foto: Marcelino Lima/Sesc Campo Limpo/jul.2014)

Vai ouvindo, vai ouvindo, amigo, seguidor: ambos são considerados mestres na arte de tocar e tratar a viola caipira e, com certeza, seus nomes já se emparelharam no firmamento aos dos consagrados Tião Carreiro, Renato Andrade, e Gedeão da Viola, entre outros virtuoses das dez cordas;

Continue Lendo “Levi Ramiro e Paulo Freire: parabéns duplo ao som das cordas de dois mestres da viola caipira aniversariantes de hoje”

Adriano Rosa, jornalista, fotógrafo e compositor de Campinas (SP) faz aniversário hoje

10805680_915195361826862_3130786861850736684_n (1)
Adriano Rosa acompanha de perto as carreiras de expoentes da música regional paulista e também destaca-se no ofício de compositor (Foto: Nalu Fernandes/Araraquara-SP)

 Hoje, 13 de março, o abraço de aniversário do Barulho d’água Música vai até Campinas (SP) , cidade na qual mora o jornalista e fotógrafo Adriano Rosa. Profissional dos mais competentes por detrás das lentes, Adriano Rosa também é compositor. Em ambos os ofícios, vem acompanhando expoentes da música regional e caipira como os amigos Cláudio Lacerda (SP), Luiz Salgado (Araguari/MG), Rodrigo Zanc (São Carlos/MG) e Wilson Teixeira (Avaré/SP), que juntos formam o projeto cultural 4 Cantos. Entre suas obras estão Dia de Apartação e Lenha e Carvão, faixas do álbum Cantador (2010) de Cláudio Lacerda, assinadas em parceria com Lacerda e Levi Ramiro (SP).

Como profissional de imprensa, Adriano Rosa  trabalhou nos jornais Correio Popular e Diário do Povo; arrebatou prêmios em concursos fotográficos como o Grande Prêmio FEAC de Jornalismo e A Cara do Brasil, da Folha de São Paulo. Também trabalha na produção de documentários em vídeo e produziu imagens para livros como Capoeira, um Patrimônio Cultural (Komedi, 2011) e organizações como Instituto Arcor Brasil e Fundo Juntos pela Educação. Adriano Rosa atuou em diversas exposições fotográficas, individuais e coletivas e atualmente é editor de fotografia do sítio online Agência Social de Notícias, canal que mantém com José Pedro Martins, Adriana Menezes e Martinho Caires.

10649107_10203065972271840_312216359881451648_o
Adriano (ao fundo) com os cantores do  4 Cantos Rodrigo Zanc, Luiz Salgado e Wilson Teixeira; o grupo é formado ainda por Cláudio Lacerda, parceiro de composições com o fotógrafo

A ASN está estabelecida em Campinas e abraçou como missão a interpretação e reflexão sobre temas contemporâneos, com foco na defesa dos direitos de cidadania e valorização da qualidade de vida; como visão busca ser referência em cobertura jornalística, interpretação e reflexão sobre assuntos ligados ao desenvolvimento humano, valorização da vida, cultura e empreendedorismo.

SC 2lampião de gásw

Luiz Salgado, cantador das belezas e da fé de Minas Gerais, faz aniversário hoje

Entre os aniversariantes de hoje, 14, há um muito querido pelo público e amigos que já cativa com seu talento, simplicidade e bom humor típico de mineiro e para o qual o Barulho d’água Música sempre se esforçará para que seja cada vez mais admirado e alcance o merecido sucesso: Luiz Salgado. Cantador, compositor, violeiro e ultimamente  se revelando mestre das lentes fotográficas, Luiz Salgado é de Araguari,  de Patos de Minas, e embora no caso dele a terra natal seja uma das definidoras de suas qualidades e marcante personalidade, poderia ser, ainda, de Catalão (GO), de Vila Velha (ES), de Ribeirão Preto (SP), de Cícero Dantas (BA), de Cascavel (PR), de Soledade (RS), ou Olinda (PE) já que, vamos combinar, ele é sem tirar, mas sempre pondo algo mais de bom, um típico representante da cultura popular do Brasil.

Continue Lendo “Luiz Salgado, cantador das belezas e da fé de Minas Gerais, faz aniversário hoje”

Viola na estrada: Show na praça Santa Terezinha, em Piracicaba, fecha turnê do 4 Cantos

1478966_915194361826962_4966437410535908880_n
O 4 Cantos tocou em Piracicaba canções autorais de Rodrigo Zanc, Wilson Teixeira, Cláudio Lacerda e Luiz Salgado, juntos desde 2011 (Foto: Lu Fernandes)

Com a Agência Social de Notícias, de Campinas

“Por canto, serra, chuva e cheiro do mato/ Me abandono pelo estradão (…)” Os versos de Veneno Viola, parceria de Cláudio Lacerda e Ighor Aguila, definem a turnê do 4 Cantos pela região, começando por Santa Bárbara d’Oeste e terminando em 13 de dezembro, em Piracicaba. O próprio Cláudio Lacerda, e mais os parceiros Luiz Salgado, Rodrigo Zanc e Wilson Teixeira se apresentaram  na área de lazer da avenida Adelmo Cavagione, em Santa Terezinha.

As condições do tempo em Piracicaba e região, na maior parte do dia, ameaçavam com a possibilidade de a cantoria de encerramento ser cumprida debaixo de forte chuva. Ao começar a cair a tarde, entretanto, o aguaceiro amainou e, em pouco tempo, a praça na qual era montada a  estrutura para o show começou a ser iluminada pelo sol, que, ainda entre nuvens, custou a se firmar.

Continue Lendo “Viola na estrada: Show na praça Santa Terezinha, em Piracicaba, fecha turnê do 4 Cantos”

Começam em Santa Bárbara d’Oeste (SP) as apresentações de dezembro do 4 Cantos

Nova Imagem2
Da direita para a esquerda Rodrigo Zanc, Wilson Teixeira, Cláudio Lacerda e Luiz Salgado na primeira prosa-show da agenda, em Santa Bárbara d’Oeste (Foto: Adriano Rosa)

Enviadas em primeira mão para o Barulho d’Água Música, fotos da primeira prosa-show do projeto cultural 4 Cantos, que hoje se apresentou em dois espaços de Santa Bárbara d’Oeste. Amanhã, 11, a partir também das 20 horas, a apresentação, agora em formato de espetáculo, será na Estação Cultural (avenida Tiradentes, 2, Centro), antes do embarque para Piracicaba! Veja a agenda e acompanhe pelo blog e pelo twitter https://twitter.com/LiBeillo as cantorias de Cláudio Lacerda, Luiz Salgado, Rodrigo Zanc e Wilson Teixeira. As imagens são de Adriano Rosa!

4 Cantos é um projeto cultural realizado pelo ProAC (Secretaria da Cultura do Governo do Estado de São Paulo e pelos músicos Cláudio Lacerda, Luiz Salgado, Rodrigo Zanc e Wilson Teixeira, com patrocínio das Indústrias Romi e dos Supermercados Pague Menos. O projeto tem apoio da Usicomp, da Fundação Romi, do SESC e das prefeituras de Santa Bárbara d’Oeste e Piracicaba. A produção cultural é da 3 Marias. 

Santa Bárbara do Oeste

Show: 11/12, 20 horas, Estação Cultural (avenida Tiradentes, 2, Centro)

Piracicaba:

Prosas-show: 12/12, 10 horas, Centro Cultural Zazá (Rua Jacinto Roberto Penedo, 190, Mário Dedini) | 14 horas: SESC Piracicaba (Rua Ipiranga, 155, Centro)

Show: 13/12, 20 horas, Área de Lazer (avenida Adelmo Cavagione, sem número, Santa Terezinha)

Nova Imagem 3
Alô terra da pamonha: depois de SBO, o 4 Cantos vai se apresentar em Piracicaba (Foto: Adriano Rosa)

 

Novidades do acervo do Barulho d’Água: Júlio Santin, Eujácio Rocha, Almir Cortês…

Santim
Júlio Santin (Foto: Adriano Rosa)

O Barulho d’Água Música está com o acervo mais rico e registra com carinho e agradecimento as doações dos álbuns “Quitanda” (Carol Ladeira), “Capim Dourado” (Júlio Santin); “Matuto Moderno 5” (Zé Helder e Ricardo Vignini); “Moda de Rock ao Vivo” (Zé Helder e Ricardo Vignini); “M.úsica P.ropositalmente B.izarra” (Subtotal); “Sina de Violeiro” (Pinho); “Orquestra de Violeiros de Americana” (Bruno Papiroti) e “Baile na roça” (Eujácio Rocha), cedidos diretamente pelos cantores e por Cláudio Lacerda, que nos repassou o “Sina de Violeiro”, mais o DVD da noite de entrega da segunda edição do Prêmio Rozini de Excelência da Viola Caipira, gravado em 18 de janeiro de 2011, no Centro de Convenções Minascentro, em Belo Horizonte, pelo Instituto Brasileiro de Viola Caipira.

O vídeo traz o registro do show de Chico Lobo e Pereira da Viola com participação de Sérgio Reis, contemplados naquela ocasião. Já o trabalho magnífico do sanfoneiro Eujácio Rocha, em cujo encarte há uma pintura de Cândido Portinari, também é gentileza de Júlio Santin. A dedicatória em “Capim Dourado”,  cujo autor além de violeiro e produtor musical é cardiologista, por sinal, merece destaque: “Para Barulho d’Água, Uso Interno: uma moda de viola de seis em seis horas”. Grato, Júlio Santin, fica repassada a tua receita para os seguidores e amigos pois esta, com certeza, vem livre de contra indicações!

DSC07497
Carol Ladeira (Foto: Marcelino Lima)

 

 

O blog ainda adquiriu preciosidades como “25 anos não são 25 dias” (Quinteto Violado); “Rock Rural” (Sá, Rodrix e Guarabyra); “Nosso Quintal” (Levi Ramiro); “Violeiro Bugre” (Índio Cachoeira); “Alto Grande” (Paulo Freire); “Acordar com os passarinhos” (Tião Mineiro); “Pássaros Urbanos” (Fagner); “Rabecas e Violas” (Valmir Rosa & Bob Mendes); “Limiar” (Almir Cortês); “Orquestra Filarmônica de Violas II”; “Angudadá”; “Fala de Bicho, Fala de Gente” (Marlui Miranda, John Surman, Rodolfo Stroeter, Nelson Ayres e Caíto Marcondes) e “Bojo Elétrico” (Matuto Moderno).

Almir Cortês, autor de “Limiar” (Foto: Marcelino Lima)

 

Sob a mesma “nuvem” raízes, pássaros e cantadores

Eita que dentro do novo disco do Levi Ramiro, “Capiau“, a frase “os dispostos se atraem”, do Fernando Anitelli, de “O Teatro Mágico”, consumou-se a mais pura verdade! Não é, moço, que na “alma” daquela esfera e no livreto do encarte couberam uma mata inteira de passarinhos variados, além de uma constelação de gente boa que transita no universo caipira e regional da música de raiz? Começa que as ilustrações do álbum em papel reciclado brotaram da pena da Katya Teixeira. E ela ainda solta aquela voz poderosa em duas das 15 faixas! Uma delas, “Encantado”, é dedicada a São Dércio Marques, cujo homem outrora encarnado já emplumou e, mais do que uma estrela, hoje se tornou imensa nuvem que arreúne muitos seguidores, envoltos em agradável sombra.cd-capiau

As letras de “Capiau”, quando não são do próprio Levi Ramiro (que enquanto canta e dedilha as próprias violas, próprias não por serem objetos dele, apenas, mas por ter sido ele mesmo quem as artesanou!) têm assinatura do poeta e jornalista João Evangelista Rodrigues, ou, ainda, de ambos em combinação. Se falha uma o parceiro é Wilson Dias, mineiro que de vez em quando me enche os olhos de água e que no disco também nos encanta em duas cantorias.

Vamos adiante porque a prosa e as modas prosseguem com participações de Carlinhos Ferreira, Marcos Azevedo, Carlinhos Campos. E fecha com aquele irrequieto e criativo menino de Campinas, o pequeno notável João Arruda! E está achando que pára por ai? Ah, pois vai ouvindo, vai ouvindo: você ainda vai dar por ali com o mestre Paulo Freire, Adriano Rosa, Gustavo Guimarães, Júlio Santin, Luciano Queiroz, Bilora Violeiro, Rodrigo Delage, Thadeu Romano e o bom amigo que está sempre a festejar conosco, Cláudio Lacerda.

Olha, aqui, vamos combinar uma coisa, amigo (a)? Nesta lista ainda há um monte de nomes a serem mencionados e não quero deixar ninguém sem o reconhecimento do seu mérito. Então, faça assim, oh: entre em contato com o Levi Ramiro, encomende o seu exemplar do “Capiau”, e aguarde pelo carteiro. De posse da caixinha, dê umas esfregadas nas mãos, leve o poeta para um cantinho sossegado da sala, ou do quintal. Acomode-se em sua cadeira preferida debaixo daquela árvore que te dá sombra e frutos, munido de um recém-coado bule de café, ou de um pouco daquela boa que te trouxeram das Gerais, de Goiás, da Bahia, do Piauí e de onde quer que seja estava reservada para uma ocasião especial. Antes de por o disco para rodar, leia todas as informações, prestando bastante atenção ao alerta do Evangelista e nas ilustrações da Katya Teixeira; isto, assim mesmo, sem afobação, com o passo das águas de um regato que corta os fundos de um sítio ou chácara e não precisa de pressa para correr, como sabiá que pousou no galho da laranjeira e não quer mais bater asas dali. Então, simplesmente escute e ouça…

Nova Imagem
O violeiro e compositor Levi Ramiro reúne pássaros de vários timbres no álbum “Capiau”, que tem encarte preparado por Katya Teixeira, letras de João Evangelista Rodrigues e homenagem a Dércio Marques (Marcelino Lima, Campinas, março de 2014)