1276 – Gil Jardim rege OCAM e grava clássicos nacionais com gaitista Gianluca Littera

|| tambores comunicações || assessoria de comunicação

Repertório traz releituras de Chico Buarque, Milton Nascimento, Cartola, Djavan, Paulo Bellinati, Cesar Camargo Mariano , com participação de Léa Freire, Ari Colares e Neymar Dias, entre outros

O gaitista italiano Gianluca Littera descobriu a música brasileira na adolescência. Como conta, ‘foi amor à primeira escutada’. Na década dos anos 1970, um amigo apresentou para Luca um disco do violonista Baden Powell (1937-2000) e “com aquela música diferente, num equilíbrio perfeito entre ritmo e melodia”, relembrou, observando que naquele tempo ainda não havia as facilidades das redes sociais, e conseguir LPs brasileiros, na Itália, não era tarefa fácilGianluca não desistiu. Teve acesso a outros LPs, viu shows de músicos brasileiros em Roma, ficou amigo de alguns deles e se envolveu tanto, que, em 2003, foi convidado a tocar no Brasil, com a Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo Paulo (Osesp). Foi quando conheceu Gil Jardim, diretor artístico da Orquestra de Câmara da Escola de Comunicações e Artes (ECA) da Universidade de São Paulo (USP), maestro que, por coincidência, tinha sido chamado pela Osesp para dirigir o concerto.

Continue Lendo “1276 – Gil Jardim rege OCAM e grava clássicos nacionais com gaitista Gianluca Littera”

714 – Quer tal curtir roda de chorinho e de sambas precedida por viagem pela Serra da Mantiqueira?

unnamed
Os shows do Grupo João de Barro oferecem repertório de grandes nomes da música e composições autorais (Foto: Márcia Zoet)

O Grupo João de Barro é o convidado da Fundação Ema Klabin para a rodada de sábado, 7 de novembro, do Programa Tardes Musicais. André Bachur, Angelo Ursini, Zé Leonidas, Pedro Bruschi e Túlio Bias, músicos formados pela Universidade de São Paulo (USP) e pela Universidade de Campinas (Unicamp) apresentarão repertório voltado ao resgate e à releitura da música brasileira, principalmente do choro e do samba, relembrando a partir das 16h30 músicas de Dominguinhos, Altamiro Carrilho, Martinho da Vila, Luiz Gonzaga, Paulo Vanzolini  e composições  autorais.

 Antes da roda de choros e de sambas, o público que frequenta a Fundação Ema Klabin poderá curtir o belo documentário Caminhos da Mantiqueira,  que o cineasta Galileu Garcia Júnior e a equipe da Mistura Fina produções gravaram em 2011 e em 79 minutos traz relatos únicos da serra, apresentando características peculiares de sua identidade. Para gravar Caminhos da Mantiqueira,  os autores  percorreram 40 cidades, cortando estradas e montanhas para colher diferentes relatos e histórias sobre esta rica região que engloba municípios e vilas encravados em São Paulo, no Rio de Janeiro e em Minas Gerais, forma cadeia montanhosa de 500 quilômetros de extensão e área de 10 mil quilômetros quadrados, semelhante ao Líbano.

0013
Belas paisagens estão captadas no documentário Caminhos da Mantiqueira, sobre a cadeia montanhosa de 500 quilômetros de extensão parcialmente vista ao fundo desta imagem

A Fundação Ema Klabin fica na Rua Portugal, 43, Jardim Europa, em São Paulo e para mais informações oferece o número de telefone 11 3897-3232.

Voz quase em tom de fala e arranjos experimentais são atrações de Desayuno, show de Guilherme Kafé na Ema Klabin (SP)

kkkkk
Guilherme Kafé vai lançar seu primeiro álbum acompanhado pelos xarás André Bachur (bandolim) e André Odé (contrabaixo acústico) e Tulio Bias (percussão)

O compositor, violonista e cantor Guilherme Kafé apresentará Desayuno , seu primeiro trabalho autoral a partir das 16h30 deste sábado, 13 de junho, ao público do Programa Nova Música da Fundação Ema Klabin, com entrada franca. O EP Desayuno foi roduzido por Sérgio Abdalla (compositor, integrante da Filarmônica de Pasárgada), e conta com participações de Paula Mirhan e Daniel Grajew.  Guilherme Kafé terá no palco para acompanhá-lo (ao violão) os Andrés Bachur  (bandolim) e Odé (contrabaixo acústico) e Tulio Bias (percussão), com os quais buscará alcançar uma atmosfera intimista, empregando a voz quase em tom da fala e arranjos criados a partir pelo quarteto a partir de uma intensa experimentação conjunta.

desayuno des

A Fundação Ema Klabin não cobrará entrada para a apresentação de Guilherme Kafé e estará aberta à visitação pública a partir das 16h30. A casa dispõe de 180 lugares e fica na Rua Portugal, 43, Jardim Europa, em São Paulo. O telefone para mais informações é 11 3062-5245.

 

marino